Resenha: É assim que acaba

Título Original: It ends with us | Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera | Ano: 2018 | Páginas: 368
Sinopse: Lily nem sempre teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar arduamente para conquistar a vida tão sonhada. Ela percorreu um longo caminho desde a infância, em uma cidadezinha no Maine: se formou em marketing, mudou para Boston e abriu a própria loja. Então, quando se sente atraída por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo parece perfeito demais para ser verdade. Ryle é confiante, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante e se sente atraído por Lily. Porém, sua grande aversão a relacionamentos é perturbadora. Além de estar sobrecarregada com as questões sobre seu novo relacionamento, Lily não consegue tirar Atlas Corrigan da cabeça — seu primeiro amor e a ligação com o passado que ela deixou para trás. Ele era seu protetor, alguém com quem tinha grande afinidade. Quando Atlas reaparece de repente, tudo que Lily construiu com Ryle fica em risco. Com um livro ousado e extremamente pessoal, Colleen Hoover conta uma história arrasadora, mas também inovadora, que não tem medo de discutir temas como abuso e violência doméstica. Uma narrativa inesquecível sobre um amor que custa caro demais.


Olá seus lindos!!! Hoje vamos mais uma vez de Colleen Hoover. Resolvi atualizar minha lista dessa autora sensacional, por isso, ainda irão ver alguns outros livros dela por aqui durante as próximas semanas.

"É assim que acaba" conta a história de Lily, uma jovem que vive em Boston, a quilômetros de distância do Maine para tentar construir uma vida sem os fantasmas adquiridos na casa dos seus pais. Mas seu retorno foi solicitado. Seu pai havia falecido, e como a cerimônia de despedida seria grande, por seu pai ter sido o prefeito, ela foi indicada a fazer o discurso a respeito do homem que era amado pela cidade, mas não tanto por ela.

E no grande dia, as coisas não saem nada como esperado, e de volta a Boston, ela sente que decepcionou sua mãe com o discurso que fez. Tentando botar os pensamentos em ordem no telhado do prédio alheio, Lily se espanta ao perceber que mais alguém entra no seu "lugar secreto" para extravasar sua raiva. Nesse momento conhecemos Ryle, um estudante de neurocirurgia que pelos olhos de Lily, a encanta e nos encanta.

"Sinto a voz no estômago. O que não é nada bom. As vozes deveriam parar nos ouvidos, mas, às vezes - não é nada comum, na verdade -, uma voz penetra nos meus ouvidos e reverbera por meu corpo. Ele tem uma dessas vozes. Grave, confiante e um pouco parecida com manteiga." p.12

Durante a dinâmica entre os dois, eles escolhem dizer "verdades nuas e cruas" para expor um pouco dos seus tormentos com sinceridade, até que Ryle expõe também seus desejos diante da mulher que acaba de conhecer. Mas Lily não é o tipo que faz sexo casual, apesar do desejo ser reciproco.

"Como um rapaz que é nitidamente modesto, educado e usa palavras como detrativa não tem onde morar? Como um adolescente vira um mendigo? Preciso descobrir..." p.42

Entre o passado e o presente conhecemos Atlas, um garoto que foi seu vizinho de forma bem peculiar. Na verdade ele morava em uma casa desabitada ao lado da sua, e por perceber que o mesmo vivia ao relento, foi se aproximando até construírem uma forte amizade. Os dois viveram momentos únicos e também difíceis. Atlas presenciou a realidade violenta do lar de Lily e isso os uniu ainda mais.

No presente, alguns meses se passam até que Lily consegue dar inicio ao seu sonho, montar a sua floricultura. Completamente animada com a sua nova conquista, Lily nem imagina que sua vida traria novas surpresas, entre elas, o reaparecimento de Ryle e também de Atlas.

Ter opiniões sobre essa história não é fácil para mim, e não é por ter vivido alguma situação parecida com a de Lily, mas por realmente ter vivido a história junto com a personagem. Colleen Hoover fez com maestria a presentação dessa história aos leitores. Ela simplesmente faz você amar os personagens da forma que Lily ama, faz você ter os anseios que Lily tem, assim como os medos e as dúvidas que crescem dentro dela.

"E então eu sinto o peso. Em seguida, aflição, que pressiona cada parte de mim. Muita gravidade empurrando para baixo minhas emoções. Tudo se despedaça. Minhas lágrimas, meu coração, minha risada, minha alma. Despedaçados feito cacos de vidro, caindo ao redor." p.185

Ao percebermos que o tema abordado não se limita somente ao seu passado, nos dá uma pontada no coração e simplesmente não conseguimos nos afastar de todo o ambiente criado na história. Percebemos de maneira brutal a dualidade de sentimentos que são presentes na mente de quem sofre o que a personagem sofreu, deixamos de ver tudo do lado de fora e passamos a sentir todos os argumentos com aquele "talvez" que a Lily nos mostra. Dizer que CoHo nos entregou uma história verdadeira e cortante é pouco para tentar definir essa história.

"Todo mundo erra. O que determina o caráter de uma pessoa não são os erros cometidos. É como ela usa esses erros e os transforma em aprendizados, não em desculpas." p.191

Ela te prende, fica na sua cabeça e traz o sofrimento da dúvida assim como acontece com Lily. Não chega a ser carregada a ponto de você ter que parar a leitura, mas te faz repensar algumas opiniões ao final dela. Esse romance vai partir seu coração e isso será necessário para ter fazer compreender a história de forma completa. Com certeza esse livro deve ser lido por você, seja pela experiência, seja por ser fã da autora ou simplesmente para ter empatia. É muito mais que um romance.

"Pode parar de nadar agora, Lily. Finalmente chegamos à costa." p.358

🔹 Desafio: #DLL19
📚 Tema: Um livro que deveria ter lido em 2018

Bjim!


20 comentários

  1. É um livro forte. Já li algumas resenhas dos livros da Colleen, mas ler algo nunca. E notei essa similaridade nas suas obras, ela gosta de trabalhar com a dor dos personagens. Acredito que Lily é uma personagem dessas que deixam a gente sentir na pele o que ela passa e sente.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Menina, eu li recentemente "O lado feio do amor", que foi meu primeiro contato com a autora, e desde então estou louca para ler todas as obras dela, mas não sei qual ler primeiro, hahaha. Esse é um dos que mais tenho vontade de ler, principalmente agora que li tua resenha. Amei!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha acontece. Gostei bastante de O Lado Feio do Amor. Te indico também Caso Perdido. É um dos meus preferidos dela.

      Excluir
  3. Olá, Tammy.

    Sua resenha me deixou curiosa a respeito do livro, a capa dele também chama super a atenção.
    As vezes é bom voltar e enfrentar os fantasmas do passado para ficarmos em paz conosco mesmo. Dica anotada!

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto muito deste livro e acho que é uma história que nos ajuda a sermos mais empáticos por quem passa uma situação parecida. Precisamos estar mais atentos ao mosso redor para ser apoio e não julgamento para quem vive um problema destes.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Adorei essa capa.
    Os livros da Colleen fazem muito sucesso, só vejo elogios ao trabalho dela, mas nunca li nada da autora.
    Preciso corrigir isso.
    Já anotei a dica na mha listinha, sua resenha está ótima, parabéns.

    ResponderExcluir
  6. Ai, não sei se leria este livro por me atingir diretamente. E iria me deixar estressada e pensativa. Já me magoei muito em uma situação assim e acho que se eu abrir a ferida com uma leitura assim seria pior ainda. Acho que a intenção da autora é esta, de fazer pensar de verdade.

    ResponderExcluir
  7. Tive meu primeiro contato com a autora através do livro Tarde Demais e eu me apaixonei, quero ler tudo dela. Então é claro que quero conferir tudo que postar dela aqui. Esse livro também está na minha lista de desejos, então fico muito satisfeita em saber que a narrativa é envolvente a ponto de sentir as dores dos personagens e eu quero conhecer as da Lily.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Oi, é muito interessante isso de a autora ter conseguido fazer o leitor sentir a história junto com os personagens, esse é um dos livros da CoHo que tenho muita vontade de ler.

    ResponderExcluir
  9. Oi Tammy!
    Eu tive uma fase de querer ler tudo da Colleen, mas meio que perdi o encanto, no entanto tenho que admitir que algo que me encantava era ter e ler tramas reais. Que causam empatia mesmo e parece que nesse livro ela acertou em cheio. Fiquei bem curiosa pra saber um pouco mais sobre a protagonista, realmente parece ser mais que um romance.
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Tammy!
    Eu terminei esse livro semana passada. Eu adoro a escrita da Colleen e amo "Um Caso Perdido". Estava muito ansiosa para ler esse e apesar de ter terminado muito rápido, me decepcionei um pouco com ele.
    Mesmo tendo achado muito interessante alguns levantamentos que ele coloca no livro, principalmente quando ela está lendo os diários dela ou ela faz uma paralelo do seu presente com o seu passado, achei que ela passou a mão em alguns momentos.
    Um leitor que não saiba o quão problemáticos são relacionamentos assim, pode acabar achando normal depois da leitura. Ou até que não tem problema ir até a polícia, por exemplo.
    Fiquei um pouco preocupada, para ser sincera. Espero que goste mais de "Tarde Demais", pois irei ler mês que vem.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carolina,
      Acho bem válido o seu ponto de vista. É isso que é legal, cada leitor ter uma linha de pensamento. O meu particularmente sempre está ligado a quem narra a história principalmente se for em primeira pessoa, pois estou vivência do através daquela pessoa em especial e isso não significa que as outras experiências serão iguais.
      Gostei bastante de tarde demais também. 😘
      Bjim!

      Excluir
  11. Simplesmente apaixonada pelos livros dessa mulher... AAAAAAA, e esse então?! NOSSA! E depois de ler sua resenha até me deu vontade de reler ''é assim que acaba.''

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu gostei dessa leitura em termos. Acho que os temas são bons, mas faltou trabalhar melhor os personagens. Mas como sempre a CoHo nos faz parar pra pensar sobre temas polêmicos.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Já tive contato com essa autora e adoro a escrita dela! Vi muitos elogios à esse livro.
    Parece ser uma história bem forte, ainda mais pelos temas que ela aborda. Pela sua resenha percebi que fica dificil não se apegar a história do livro.
    Não sei se leria no momento por ser algo muito carregado e faz você ficar remoendo as coisas. No momento isto não seria muito bom para mim.
    Abraços

    FLeituras

    ResponderExcluir
  14. Ainda não conheço a escrita da escritora, mas a cada resenha lida, me interesso mais, espero esse ano ler umas obras dela e esse livro acabo de colocar na lista.

    ResponderExcluir
  15. Olá Tammy!!!
    Parece que desde que li um dos livros da CoHo o que mais tenho visto é resenha de livro dela e claro a lista só aumenta.
    Gosto de como a autora trabalha seus livros e apresenta seus personagens e o enredo deles.
    Já li resenhas demais desse livro e desconfio que talvez ele seja uma das minhas leituras futuras da autora.
    Adorei a resenha ^^

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Ola!!

    Sou completamente apaixonada pela Colleen, mas ainda nao tive a oportunidade de ler essa obra. Sua resenha está incrivel e me deixou alucinada pela leitura. Adoro livro que mexem com nosso psicologico e é justamente por isso que amo a Colleen

    beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem?

    Eu só vejo boas indicações de CoHo por aí, mas preciso confessar que até hoje não li nenhuma das obras dela, não sei explicar, mas não sinto vontade.

    Esse é aquele livro que conta a história real da mãe da autora, não é? Ou eu estou fazebdo confusão?

    Acho que, se eu um dia decidir por ler algo dela, vou nesse...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    CoHo é uma das minhas autoras preferidas da vida, já um milhares de resenhas desse livro, e a sua me deixou mais curiosa ainda. Espero assim como você gosta da leitura. tenho muitas expectativas em todos os livros da autora, e até agora estou sempre me surpreendendo.

    ResponderExcluir