Resenha: AmoreZ


Título Original:
 Amorez 

Autora: Regiane Folter

Editora: Independente  | Ano: 2020 | Páginas: 45

Sinopse: Já pensou que existem tantos tipos de amor quanto pessoas esperando ser amadas? O amor platônico, o amor que se termina, aquele que perdura, o amor em quatro patas, o que nasce da genética, amores sem explicação e muitos outros que você provavelmente já viveu ou ouviu falar... AmoreZ usa simples palavras para descrever o sentimento mais complexo e diverso de todos. Neste livro você irá conhecer & reconhecer amores de A a Z. São histórias curtas inspiradas em fatos reais ou sonhados que falam sobre como esse sentimento nasce em nós, nos transforma e às vezes transborda.


Oiê, maravilhosos.

Tudo bem com vocês?


Hoje nossa resenha será especial e apaixonante. Conforme o título do livro já indica, essas são histórias de amor. Não uma história de amor entre duas pessoas, mas o amor durante a vida, nos pequenos gestos, nas pessoas ao redor e nas situações mais íntimas.


Em AmoreZRegiane Folter apresenta em suas histórias curtas e cotidianas as diversas maneiras de amar durante nossa vida. A cada letra, uma nova palavra que determina uma forma de amor. Algumas tão latentes, outras preguiçosamente acolhedoras, algumas corriqueiras e outras, tempestuosas, mas em cada uma delas, o amor está presente.

Literalmente de A a Z, vamos caminhando pelas páginas e nos reconhecendo em várias das explicações e descrições de Regiane. É uma verdade experiência de vida, um exercício de autoconhecimento. Um caminho delicioso, muitas vezes, engraçado ou emocionante.



Quando falamos em amor, estamos acostumadas a lembrar dele nas suas formas gerais: ágape, amor espiritual, eros, amor físico e desejo, e Philos, mental e cultural. Talvez a correria da vida, a rotina e o cansaço não nos permita ver que esses três tipos de amor, tão grandes e distantes, estão presentes em cada momento de nossas vidas, cada ato, lembrança ou relação interpessoal. 


Vejo outras pessoas que não têm a mesma conexão com suas mães e isso me parece tão triste. Mal sabem elas do prazer que é manter esse cordão umbilical invisível. Não há lugar onde eu me sinta mais completa do que em casa, com ela, que me ensinou a voar.


Como não encontrar o amor na aceitação do outro e nós mesmos? nas despedidas e chegadas? nos erros, acertos e perdão? Como não dizer que é amor que sentimos por um livro especial, um filme que marcou uma era, uma história bem contada com amigos que já se foram e ficam guardados em nossa memória? No cheiro de quem amamos e de quem sentimos saudade ou daquela comida especial que nos faz lamber os beiços?

Somos humanos e sentimos sempre. O amor é latente, tem dias que nos faz rir, em outro, chorar. Mas sempre o sentimos. Ele está no presente, passado e estará em nosso futuro. Está na memória, na prece, nos sonhos e anseios, nos nossos recomeços. Está no carinho, nos laços sanguíneos ou laços que nasceram no decorrer da vida. Está no dividir a vida e os pequenos detalhes dela. Está nos lugares que gostamos de ir, no cuidado pelo outro, na sororidade com a outra, no respeito, no estar presente, no vivenciar, no zelo.


Eu adorei essa obra. Com textos curtos, Regiane consegue passar seu sentimentos e nos fazer enxergar como o amor está sim em todo lugar. Pra mim, foi uma aventura ao meu íntimo e em minhas relações. Consegui ver o amor pelos meus sonhos, pelos amigos, pelo passado e tudo que já vivi e conquistei, na relação íntima que tenho com minha mãe e como amo diferentemente o meu companheiro de vida, como eu sinto seu perfume pelo ar. E aí, fui pensando em tudo ao redor, como um exercício de encontrar o amor nas pequenas coisas e confesso a vocês que tive ótimos resultados. Foi como aprender a valorizar o que encontrar. Gostei muito disso.


Afinal, amigos, o amor está em nossa vida 24h por dia enquanto respirarmos e se por acaso, não consigamos mais vê-lo ou senti-lo, algo está errado, amigos, porque, literalmente, o amor está conosco de A a Z. É importante mantê-lo sempre vivo. ♥


Amor existe sim, em muitos formatos, e sou grata por poder amar de distintas formas. Mas já aprendi que o amor começa dentro de mim, no reconhecimento de quem sou. Feliz, serena, completa.


Essa maravilha de livro é o primeiro publicado da autora, que conseguiu escrevê-lo colecionando pensamentos e montando definições para o que chamamos de amor. Imagino o quão difícil tenha sido isso. Então aproveita e já pega o teu exemplar pra ler e praticar o exercício de encontrar o amor em sua vida. Disponível em sua assinatura Kindle Unlimited.


Beijos e Cheiros
Até a próxima! ♥




Um comentário:

  1. Oi Karol! Sou a Regiane, autora de AmoreZ :) MUITO obrigada pela resenha, fiquei muito feliz com as tuas impressões do livro. Valeu mesmo!!!

    ResponderExcluir



Topo