Resenha: A vingança veste prada

Título Original:
Revenge Wears Prada
Autora: Lauren Weisberger
Editora: Record
Ano: 2013 | páginas: 444

Sinopse:Depois de abandonar o emprego na Runaway há quase dez anos e se livrar da insuportável Miranda Priestly, Andrea Sachs agora é a bem-sucedida editora de uma revista de luxo sobre casamentos, a Plunge. Ao lado de Emily, antiga colega de trabalho e sua atual melhor amiga, sua vida não poderia estará melhor: além do sucesso do novo empreendimento, ela está prestes a casar com um dos solteiros mais cobiçados de Nova York. Mas uma semana antes do casamento, um fantasma do passado, ou melhor, um diabo, volta a assombrá-la.  

Em A Vingança Veste Prada reencontramos Andy 10 anos após a sua decisão de abandonar a Runway e Miranda para segui seu próprio caminho.

"Como aquela mulher ainda conseguia assombrá-la. Fazia 10 anos desde que ela voltara correndo de Paris, fugida de seu período destruidor de almas como assistente de Miranda na Runway. Ela crescera muito desde aquele ano pavoroso, não crescera? Tudo havia mudado, e para melhor." p.14

Agora, junto de Emily, Andy vê o diabo retornando desde que a empresa de Miranda decidiu colocar os olhos na Plunge, sua revista de casamentos que conseguiu chamar a atenção da grande indústria.

Fiquei muito contente em rever esses personagens através dessa história, pois sempre tive a curiosidade de saber mais e nesse livro, conseguimos enxergar os efeitos colaterais, principalmente na vida de Andrea. É visível o horror que carrega do período da Runway e o quanto lutou para se manter longe desses ares.


Emily, ainda permanece com o seu efeito cômico enlouquecedor, sem muito filtro e por muitas vezes ingênua, que me arrancou alguns risos.

Apesar de todos esses pontos, a história acabou não me agradando tanto, a narrativa veio em um estilo ioiô, sem saber muito bem onde focar e como conduzir, principalmente à respeito do núcleo de Miranda, o que fez a leitura ficar mais arrastada durante boa parte da história. 

Também esperava ter uma visão melhor da história pelos olhos de Miranda. Andy continua sendo a narrativa principal apesar da história ser construída em terceira pessoa.

📚 DLL: Chick-Lit

Bjim!!!


0 comentários:

Postar um comentário



Topo