Resenha: Meu Amigo Cookie

Título Original: Meu amigo Cookie
Autora: Janah Silva
Editora: Independente  | Ano: 2019 | Páginas: 339

Sinopse: Cansada das travessuras em público de seu melhor amigo de quatro patas, Cecília decide matricular Cookie em uma creche da cidade especializada em cães hiperativos.
O que ela não esperava é que, nesse mesmo dia, cruzaria o caminho de alguém que a apresentaria a um mundo totalmente novo.
Um cão hiperativo;
Uma garota que busca soluções de comportamento para seu melhor amigo de quatro patas;
Um rapaz dotado de um sexto sentido;
Pitadas de humor e romance;
São elementos que compõem essa trama.

Oiê, maravilhosos

Hoje, venho com mais uma resenha literária! E para amenizar um pouco os sentimentos ruins e solitários do isolamento social, nada melhor que um pet para levantar o nosso astral. 
No momento, estou sem nenhum amiguinho, então, eu pego emprestado dos meus amigos literários. Aqui, especificamente, minha amiga é a Cecília e peguei emprestado o seu dog Cookie, da história da Janah Silva.



Cecília vive com o pai após o abandono da mãe e com seu fiel e espevitado escudeiro Cookie, um Golden Retriever, que embora dócil e carismático, é hiperativo. O que leva Lia a matriculá-lo em uma creche para treinar cães.

Jovem como a gente, hoje, Lia trabalha no escritório do marido da sua melhor amiga. Em uma manhã indo ao trabalho, ela divide o banco do ônibus com um rapaz meio esquisito que, aparentemente, começa a xavecá-la. Que cara estranho! O que ela não imaginava é que, ao buscar Cookie na creche no fim do dia, o tal rapaz estaria lá, trabalhando diretamente com o seu cão.



O rapaz, Otávio, é meio-irmão de Laura cujo marido é chefe de Cecília e a usa como ombro amigo para falar de seu relacionamento conjugal, o que acaba criando uma grande amizade entre os dois, ao mesmo tempo que a amizade com Laura ia se desgastando.


Resolvendo os problemas amorosos alheios, Lia não se atenta à relação que vem construindo com Otto e, em meio a treinamentos caninos e olhares atenciosos, um novo e colorido mundo se descobre. E é nesse momento que aprendemos mais sobre SINESTESIA, um distúrbio neurológico em que os sentidos (visão, olfato, paladar, audição e tato) se misturam, fazendo com que os estímulos a um sentido desencadeiem outro, criando novas experiências. Para mim, esse é o diferencial que direciona todo o relacionamento central do livro.


"— É verdadeiro o que sentimos, não importam as circunstâncias, vamos fazer dar certo."


Essa foi a primeira obra da Janah que eu li. Aqui tem crise conjugal, relação de amizades longínquas, relação maternal, construção familiar, amizade e amor. E todos esses elementos ainda são pincelados de latidos e pitadas de humor. Me diverti muito, amei a leitura e já quero um Cookie para mim.⠀

Já conhecia a Autora? Ela é uma querida, assim como a sua história. Leia também, o ebook está no Kindle Unlimited.


Beijos e Cheiros
Até a próxima! ♥


2 comentários:

  1. Olá..
    Adorei a sua resenha!
    Ainda não conhecia a obra em questão, mas pelos seus comentários pude perceber que com certeza é um livro que me agradaria. A premissa é bem legal e, é claro, já anotei a sua dica!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Que resenha mais amor!fico imensamente feliz em ver Cookie conquistando corações. Obrigada pelo carinho e por essas palavras que traduzem tudo o que eu sempre quis com essa história ❤️❤️

    ResponderExcluir



Topo