Resenha: Lady Susan

Título Original: Lady Susan | Autora: Jane Austen
Editora: Landmark | Ano: 2014 | Páginas: 152
Sinopse: A história de Lady Susan gira em torno de sua personagem principal, a bela e coquete Lady Susan Vernon (uma das melhores personagens criadas por Jane Austen, em tudo diferente às protagonistas de seus romances posteriores), uma viúva na casa de seus 30 anos, que busca um novo e vantajoso matrimônio para si, ao mesmo tempo em que tenta arranjar um casamento para sua filha com um homem rico e tolo que esta última despreza. Ela preenche sua agenda de compromissos com convites para visitas estendidas junto aos parentes de seu falecido marido e conhecidos por uma série de manobras astuciosas, de modo a atingir seu plano principal. Escandalosamente divertido e artisticamente melodramático. Um romance magnificamente trabalhado, apresentando os costumes e os modos do período da Regência inglesa que irá deliciar os entusiastas de Jane Austen com sua sagacidade e elegante expressividade.

Após um período na cidade de Langford cheio de escândalos e grandes desentendimentos, Lady Susan resolve fazer uma visita ao seu cunhado com o pretexto de conhecer os sobrinhos e estreitar os laços com a cunhada. Claro que isso era só uma desculpa para sair da boca do leão da sociedade Inglesa, para acalmar o furor do momento, já que foi descoberta tentando seduzir o marido de quem lhe acolheu ao mesmo tempo que ludibriou um jovem rapaz, já noivo, com a intenção de arranjar o noivado de sua filha, Frederica.

"Lady Susan representa um hiato na totalidade da obra de Jane Austen por se caracterizar como um estudo sobre uma mulher adulta, que usa sua inteligência e charme para manipular, trair e abusar de suas vítimas, sejam elas, amantes, amigos ou mesmo membros da família." p.6

Lady Susan é uma jovem viúva, que com seus 30 anos, ainda encanta a todos com sua beleza e encanto. Tem grande domínio da conversa e convencimento, uma mulher muito inteligente que sabe o momento certo de entregar sua opinião com charme e elegância, e o prefácio já nos apresenta claramente o caráter dessa coquette, uma sedutora nata que não tem a mínima vergonha dos escândalos que causa ou se acovarda diante de algumas descobertas.

"Eu poderia ter dito, 'Não muito, de fato!', mas a deixei quase em silêncio. Era o grau mais alto que minha paciência se permitia alcançar. Não poderia ter parado, uma vez que tivesse começado. A segurança dessa mulher! Sua falsidade! Mas não me permitirei enfatizá-las; já vão impressioná-la o suficiente. Meu coração sofria dentro do peito." p.103

Em Churchill, Lady Susan tenta a todo modo convencer a todos que sua maior culpa foi ser terrivelmente difamada, por pessoas que já tem um opinião formada sobre a sua vida. E ela sabe como persuadir, manipular e desacreditar para colocar a opinião ao seu favor. Claro que nem todos caem na sua falsa demonstração de afeto e respeito, principalmente Catherine Vernon, sua cunhada, juntamente com o seu irmão, Reginald De Courcy.

Mas após algumas semanas, convivendo ao lado de Lady Susan, Reginald começa a se convencer que a jovem Lady é incompreendida por uma sociedade julgadora e os dois se aproximam cada vez mais. Sua família em nada concorda, e partir daí vamos observando a história transcorrer.


Lady Susan é uma obra de Jane Austen que teve seu início desenvolvido ainda quando a autora estava saindo da fase adolescência, tendo o seu manuscrito finalizado cerca de 10 anos depois. Ao se deparar com essa obra criada por Jane Austen, é impossível não imaginar a mente grandiosa da autora que, soube fomentar de maneira majestosa uma mulher individualista, mentirosa e ardilosa em plena adolescência, com Lady Susan eu realmente me encantei ainda mais com a sagacidade da autora, pois, essa personagem é bem diferente de qualquer outra.

As narrativas são feitas através de cartas ao estilo romance epistolar. Acompanhamos através das cartas endereçadas e por esse motivo, acabamos não tendo informações exteriores como a ambientação, mas digo com toda a certeza, não tira o brilho da obra de forma alguma, pelo contrário, a personagem consegue construir sua história de maneira atraente, despertando no leitor a curiosidade em querer saber mais.

"Há um prazer especial em subjugar um espírito insolente, em fazer uma pessoa predeterminada a desgostar desconheça a nossa superioridade. Eu já o desconcertei com a minha tranquila reserva, e empenhar-me-ei em humilhar ainda mais o orgulho  desses presunçosos De Courcys." p.31

A obra chega a ser engraçada em certos momentos, tamanha a falta de decência da personagem. Acompanhamos todas as suas trapaças não acreditando no quão cara de pau ela é para atingir seus objetivos. As cartas endereçadas a amiga Alicia Johnson, são as mais sinceras possíveis, por esse motivo, conhecemos ainda melhor sua índole, e o prazer que tem em seduzir e enganar.

A edição bilíngue da LandMark está muito caprichosa. Capa dura, espaçamento e letras em tamanhos que não dificultam muito a leitura. Os detalhes da parte gráfica também merecem ser elogiados. As estruturas das cartas estão agradáveis e chamativas, faz com que a leitura não se torne cansativa.

Lady Susan traz em sua obra uma mulher atrás de um casamento vantajoso para si e sua filha - apesar da última não seguir o mesmo pensamento - que tem como o maior dom esnobar de forma sedutora os interesses dos cavalheiros a sua volta e apresentar uma falsa figura encantadora e confiável as Mrs. despreparadas e damas ingênuas. Uma leitura que me encantou e me fez admirar mais a autora pelo brilhantismo da obra, apesar das poucas páginas. Por ser uma edição bilíngue, acaba-se tendo a metade das páginas em obras. 

Com certeza indico aos leitores do blog e para aqueles que têm a curiosidade de também ver esse outro lado de Austen.

🔹 Desafio: DLL19
📚 Tema: um livro que você comprou há mais de dois anos.

Bjim!

15 comentários:

  1. Gente que bafo de Lady Susan, para os padrões da época ela foi além e tinha personalidade.
    Adorei a história, parece gostosa de ler. E uma edição bilíngue? Muito inteligente

    ResponderExcluir
  2. Que interessante a história desse livro! Não sabia que era em forma de cartas. Já fiquei super curiosa para ler ele e conhecer mais dessa lady manipuladora.

    ResponderExcluir
  3. Oi! Lady Susan parece a maior dissimulada de sua época e até certo ponto, deve ser divertida também por achar que engana a todos quando quer demonstrar sua 'santidade', mas ninguém se engana com ela...
    Deve ser um ótimo livro que questiona o papel da mulher naquela época e mostra que a protagonista é bem a frente de seu tempo, mesmo com atitudes erradas.
    Adoro Jane Austen, e mais esse livro dela vai entrar na lista de leituras!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  4. Comprei recentemente um volume que contém esses textos mais curtos, entre eles Lady Susan, e se não me engano são 3 nesse livrinho. Estou bem ansiosa para colocar ele nos lidos. Gosto muito de Jane Austen, e fiquei super feliz em ver esse post aqui. Quase ninguém escreve sobre essas histórias mais desconhecidas dela.
    Um beijo

    www.coisasdemineira.com

    ResponderExcluir
  5. Amo romance de época e ainda não conheço a escrita da Jane, mas suas personagens são sempre cativantes e inspiradoras aos meus olhos. Nunca li nenhum romance epistolar, mas fique instigada a conhecer esse e seus personagens tão indecentes, então essa é uma ótima recomendação, quero ler.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Eu ainda não tive a oportunidade de ler nada da autora, mas tenho bastante curiosidade, já que ela é muito aclamada. Adorei tua resenha e fiquei com muita vontade de ler essa obra!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  7. Oi Tammy, sua linda, tudo bem?
    Eu amo os livros da Jane Austen, mas esse eu ainda não li, então, não sabia nada da história. Estou pasma com essa mulher, ela é horrível!!! Nossa, é o tipo de pessoa de quem precisamos ficar bem longe, pois com toda essa manipulação, ela é capaz de destruir a vida de qualquer um por interesse próprio. Já viu como a detestei e ainda nem livro o livro, risos... Mas é claro que estou louca para começar agora mesmo, risos.. Adorei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  8. Oiii Tammy

    Eu acho bem legal essa narrativa feita através de cartas, é interessante, inteligente e diferente. No entanto, confesso que o livro não me chama tanto a atenção, quem sabe um dia.

    Beijos,

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  9. QUERO MUITO LER E TE RESTE LIVOR PORQUE JÁ LI OS OUTROS LIVROS DA AUSTEN E ESTÁ FALTANDO ESSE. FIQUEI BEM CURIOSA COMA RELAÇÃO MÃE E FILHA E JÁ IMAGINO COMO ESTA HISTÓRIA VAI TERMINAR.
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Sempre tive curiosidade em ler todas as obras da grande Jane Austen, porém ainda não tive oportunidade de parar e analisar. Sempre ouvi falar bem de Lady Susan, e depois de Abadia é o que mais quero ler. Adorei a resenha <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Ola!

    Não conhecia esse livro da Jane Austen e achei muito interessante a forma na qual ele foi escrito. Em cartas? Sério? Que demais! Confesso que ultimamente não ando lendo muitos romances de epoca, porem anotei a sua dica!

    beijos

    ResponderExcluir
  12. Que premissa maravilhosa a desse livro, nunca li nada da autora e pretendo mudar isso ainda esse ano. Eu não conhecia essa obra e sua resenha me despertou um grande interesse.

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem? Um dos motivos que gosto tanto de romances de época é justamente por saber um pouco mais sobre esse tempo da história na Inglaterra. Interessante perceber que eles têm costumes completamente diferentes dos nossos. O único que li da Jane Austen foi Orgulho e Preconceito mas tenho objetivo de ler outras obras dela. Gostei muito da sua resenha e indicação. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Não conhecia essa edição e achei bem interessante a proposta.
    Lady Susan é mais uma daquelas mulheres que se mostram a frente de seu tempo e desafiam a sociedade. Gostei de saber mais sobre esse enredo e já fiquei curiosa para conhecer mais esse livro da Jane Austen.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  15. Oi, Thamy! De todas as obras de Jane Austen, a que eu menos tinha vontade de ler era Lady Susan. Mas adorei a sua resenha, que eu simplesmente me enganei quanto ao que a obra se tratava, achei que era algo totalmente diferente, mas pelo visto acabei caindo do cavalo! rsrs Vou remediar isso logo, logo!
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir



Topo