Resenha: As mil partes do meu coração

Título Original: Without Merit | Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera | Ano: 2018 | Páginas: 336
Sinopse: Para Merit Voss, a cerca branca ao redor da sua casa é a única coisa normal quando o assunto é sua família, peculiar e cheia de segredos. Eles moram em uma antiga igreja, batizada de Dólar Voss. A mãe, curada de um câncer, mora no porão, e o pai e o restante da família, no andar de cima. Isso inclui sua nova esposa, a ex-enfermeira da ex-mulher, o pequeno Moby, fruto desse relacionamento, o irmão mais velho, Utah, e a gêmea idêntica de Merit, Honor. E, como se a casa não tivesse cheia o bastante, ainda chegam o excêntrico Luck e o misterioso Sagan. Mas Merit sente que é o oposto de todos ali. Além de colecionar troféus que não ganhou, Merit também coleciona segredos que sua família insiste em manter. E começa a acreditar que não seria uma grande perda se um dia ela desaparecesse. Mas, antes disso, a garota decide que é hora de revelar todas as verdades e obrigá-los a enfim encarar o que aconteceu. Mas seu plano não sai como o esperado e ela deve decidir se pode dar uma segunda chance não apenas à sua família, mas também a si mesma. As mil partes do meu coração mostra que nunca é tarde para perdoar e que não existe família perfeita, por mais branca que seja a cerca.

Nada como iniciar o ano com a leitura de um livro da autora que você aprendeu a admirar, por esse motivo, não exitei em trazer essa obra como a primeira de 2019. Então, vamos ver o que achei!

Merit é uma garota que vive todos os segredos de sua família. Criada em uma família nada convencional, durante anos absorveu todos os segredos desse meio familiar, e olha que não eram poucos. Merit tem uma irmã gêmea, Honor, que após a morte do namorado teve um tendência a se aproximar de garotos no leito à beira da morte. Além de Honor, também conhecemos Utah, o irmão que ela faz questão de manter certa distância, apesar de na infância terem sido próximos. Além deles, vivem na mesma casa a mãe - que mora no porão da casa - , o pai e a ex-amante, agora atual mulher do pai, Victoria, e desse relacionamento nasceu o irmão mais novo, Moby. O único por quem Merit realmente nutre um amor verdadeiro.

"Ninguém seria capaz de determinar, vendo de fora, que nossa família de sete inclui um ateu, um destruidor de lares, uma ex-mulher que sofre de uma grave agorafobia e uma adolescente cuja estranha obsessão beira a necrofilia." p.24

Em meio a toda essa loucura de gente e parentesco, Merit se sente sozinha e até e incompreendida, sem direção sobre o que fazer consigo. Ela ama colecionar troféus que não ganhou, cada um que adquire traz como lembrança algum dia nada agradável que teve. Sim, no mínimo podemos chamar Merit de estranha. No meio de todo esse fuzuê conhecemos Sagan, um garoto com uma enorme bagagem de vida, mas que tem o domínio sobre ela apesar da idade. Lucky, irmão de Victoria, nos traz aquela sensação de leveza e será essencial em todo esse contexto de família desestruturada.

"Juro por Deus, esta família é um horror. Não me admiro que tanta gente nos odeie." p.141

Com a vida cheia de segredos guardados e deduções irreais, Merit começa a largar de mão certas coisas de sua vida, até que encontra Sagan. Os dois demonstram certa química logo no primeiro momento, porém, depois de um mal entendido, ela acaba colocando mais essa dose de desesperança na conta de sua vida. O que foi suficiente para ela surtar e colocar tudo em cima da mesa. Com revelações chocantes perante a família, Merit se vê mais perdida que antes, tenta conserta o que já foi quebrado, mas não será tão fácil assim.


As mil partes do meu coração demonstra literalmente cada ferida aberta de Merit, cada dúvida que a fez ficar sem estruturas para suportar. Com diversos temas inclusos nessa obra, observamos Colleen Hoover explanar sobre mentiras, sexualidade, depressão, traumas e diversos outros assuntos que fizeram essa família se esconder deles mesmos durante anos.

"Às vezes a curiosidade me consome tanto que quero perguntar a eles a hora exata em que os dois começaram a estragar a vida da minha mãe. Mas isso significaria que íamos discutir abertamente um segredo e, nesta família, não fazemos isso. Enterramos nossos segredos numa sepultura mais funda do que aquela na qual Victoria quer que minha mãe caia." p.50

Ao contrário de algumas outras obras da autora, esse livro não vem com grande carga emocional, mas de maneira fluída ela nos faz entrar dentro dessa família pela percepção de uma mente que não está completamente sã. E foi isso que mais gostei em todo esse drama. Foi perceber pelos olhos de Merit o caminho que ela própria estava seguindo. Talvez, por esse motivo, não conseguimos enxergar de maneira profunda todas as visões da história, o que me deixou um pouco decepcionada, mas com certeza compreendemos, pelo menos um pouco, o funcionamento e a forma de pensar daqueles que entram em sua bolha e escolhem a maneira que querem enxergar a vida.

Apesar de algumas pontas soltas, a história consegue transmitir sua mensagem com a delicadeza que só a autora sabe fazer. O exemplo de família que encontramos aqui, com certeza você não vai se comparar com qualquer outra com facilidade, até porque os problemas da Família Voss foram escolhidos a dedo, mas é fácil fazer certas analogias e significações do porquê eles estão lá. Com certeza vale a pena a leitura.

🔹 Desafio: DLL19
📚 Tema: um livro de capa branca

Bjim!


13 comentários

  1. Oi Tammy tudo bem?
    Estou confiante de que irei ler algo dessa autora este ano. E sinto que começarei por este livro, pois fiquei curiosa por esse enredo hahahaha. Realmente é uma família que foge do convencional e fiquei com vontade de entender melhor o relacionamento entre eles. Sem dúvidas anotei essa dica <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  2. Oi Tammy,
    Eu tinha a impressão que a carga emocional desse livro é ainda mais pesada que dos outros, principalmente, pelo fato de abordar tantas coisas que aconteceram com a Merit. Eu não tinha, a princípio, vontade de ler esse livro, mas as resenhas maravilhosas que tenho lido dele tem despertado minha curiosidade.
    Amei conhecer suas impressões ♥
    Beijos,
    @umoceanodehistorias_

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Já tinha visto esse livro por aí, mas ainda não sabia do que se tratava. Parece um enredo complexo e interessante. Me pareceu um pouco pesado até, mas como você disse que não tem grande carga emocional, deve ter sido só a impressão que esse tanto de segredos pode causar. Nunca li nada da autora, mas quem sabe não tenho oportunidade?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu gosto bastante da escrita da autora, apesar de ter me decepcionado um pouco com os últimos lançamentos ainda assim a autora tem um jeito peculiar de nos fazer sair da zona de conforto e adentrar nos dramas dos seus personagens.
    Esse livro está na minha lista de leituras e espero ler em breve.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Eu gosto bastante de dramas literários, mas ainda não li nada dessa autora. Já li muitas resenhas desse livro e tenho certeza de que vou começar com ele, especialmente porque fala de assuntos que me interessam muito. Que bom que gostou da leitura, apesar de ser menos intensa. Espero gostar também :)

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi!!

    TUdo bom?

    FIco muito feliz com seu ponto de vista, embora ainda não tenha lido nada da autora e saiba que ela é bem famosa no mundo literário. A carga de drama pode ser algo bom ou ruim, mas como você acentuou ela conseguiu trabalhar com assuntos diversificados de forma leve e sem nenhum peso emocional.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Ainda não li nenhum livro da autora, mas tenho Assim que acaba na estante e estou extremamente ansiosa para ler.
    As mil partes do meu coração também está na minha lista de desejados, e espero ler em breve. Estou com bastante expectativas para os livros da Colleen. Sei que a autora aborda temas bastante polêmicos, e gosto bastante de livros com essa pegada.
    Amei sua resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Eu estou com um pé atrás com esse livro, a premissa me atrai bastante e realmente parece ser uma boa leitura, mas alguns pontos eu acho que podem me incomodar, enfim, só lendo mesmo para descobrir. Gostei de ver a sua resenha e saber como foi a sua experiência com a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A premissa parece interessante mas mesmo assim algo me deixou com um pé atrás.
      Não sei dizer o quê.
      Mas isso não é motivo para não ler.
      Depois eu digo se as minhas primeiras impressões se confirmaram ou não, tá?

      Excluir
  9. Oi Tammy.

    Adorei sua resenha pois estou com muita vontade de ler os livro da Colleen Hoover porque já falaram comigo que são histórias com diversos assuntos interessantes. Acho que vou começar por este que você mostrou uma história sobre mentiras, sexualidade, depressão e traumas. Obrigada pela dica.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oiii,

    Eu sou louca na CoHo e depois de ler a sua resenha estou certa de que preciso ler essa história logo.

    Sinto que serão muitas emoções.

    ResponderExcluir
  11. Olá, esse é um dos livros da autora que mais quero ler. Amei conferir suas considerações sobre ele, é bem tensa a situação vivida pela protagonista, com essa família bem complicada.

    ResponderExcluir
  12. Oiee Tammy ^^
    Eu quase comprei esse livro na black friday, mas ele ainda não havia sido lançado, e isso atrasaria a chegada dos meus outros livros, sem contar que tiraria o frete grátis...hehe foi uma decisão difícil.
    Eu simplesmente AMO os livros da Colleen! São todos tão emocionantes, maravilhosos e com cargas emocionais enormes, sem contar que praticamente todos abordam assuntos "pesados" que me chamam muito a atenção. Pela capa eu achava que esse seria o mais pesado de todos, mas pelo visto, eu estava enganada...hehe'
    Uma pena que não tenha sido O LIVRO, mas espero gostar dele :)
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir