Cine Livreando: Mary Poppins


Título Original: Mary Poppins Direção: Robert Stevenson Duração: 02h14min Ano Lançamento: 11 de Setembro de 1964 Elenco: Julie Andrews, Dick Van Dyke, David Tomlinson, Glynis Johns e Ed Wynn Gênero: Fantasia, Musical Origem: Estados Unidos 

Londres, 1910. Um banqueiro, George Banks, resolve redigir um anúncio pedindo uma babá, após Michael e Jane, seus filhos, mais uma vez sumirem e fazerem Katie Nanna, a babá, pedir demissão. Tentando controlar a situação Winifred, a mulher de George, faz tudo para acalmar o marido, mas sua cabeça está voltada para a defesa dos direitos da mulher. As crianças também escreveram um anúncio, que difere bastante da babá que George, pensa em contratar, tanto que depois de lê-lo o rasga e joga na lareira, por tê-lo achado fantasioso demais. Porém, os pedaços de papel milagrosamente voam juntos até uma nuvem próxima, onde está uma pessoa muito especial: Mary Poppins. No outro dia chegam muitas candidatas para o cargo de babá, mas um vento misterioso as carrega antes de serem entrevistadas. Chega então Mary Poppins, que desce das nuvens até a casa dos Banks, usando um guarda-chuva mágico como pára-quedas. Ela conhece Mr. Banks e concorda em ficar com o trabalho. Michael e Jane, ficam fascinados com Mary Poppins, pois ela é exatamente a babá que sempre sonharam. 

 Impressões: 

Saudações cinematográficas, queridos Livreadores. Tudo bem com vocês? Vamos com uma dica de filme? Bora! O escolhido é o grande clássico da Disney, Mary Poppins. Bora para o post? 

O longa narra a vida da família do banqueiro Mr. Banks, um homem frio que trata com rigidez os seus dois filhos bagunceiros, Jane e Michael, por conta disso, ele não consegue contratar uma babá, elas acabam desistindo logo nos primeiros dias. 


Eis que surge Mary Poppins! Uma babá perfeita com poderes mágicos do qual transforma toda família, através da música e muita diversão. Para alegria infinita dos irmãos. 

Uma obra prima da sétima arte, misturando fantasia com musical, além de ser um marco nos efeitos especiais e animações, recebendo inúmeras premiações ao redor do Mundo. 

Poppins conta com uma ajuda, o seu melhor amigo, Bert. Os dois formam uma dupla e tanto! Fazendo uma verdadeira festa na casa da família Banks, com muita música que trará alegria para as crianças e todos que moram na residência. 


O ponto alto é toda animação e efeitos especiais, afinal, estamos falando da década de 60, isso era um verdadeiro milagre para realizar tamanha façanha. 

Destaque para o roteiro, mesclando uma forma fluída em todos os aspectos de fantasia e doses divertidas de música, deixando um filme bem gostoso de ser ver reunido com toda família. Vale a pena? Sim! O Universo Disney soube de forma magistral construir uma obra prima da sétima arte. Agradando todos os gostos.


Um comentário

  1. Que incrível, fiquei muito interessada pra ver :)

    https://www.submersaempalavras.com/

    ResponderExcluir