[Crônicas de Domingo] Antes que o dia termine - Mariane Helena





“ Posso ouvir o vento passar,
Assistir as ondas baterem,
Mas o estrago que fazem,
A vida é curta para ver.”


A vida é tão curta e passageira que só nos resta aproveitar cada segundo que respiramos. A vida não oferece promessas, nem garantias... Apenas possibilidades e oportunidades. Não é necessário correr atrás dela, ou buscar a felicidade: afinal, a felicidade está nos pequenos detalhes. Está no abraço amigo; no beijo de um ente querido; no sol que aquece a pele; na água do chuveiro após um dia de cansaço... E ainda sim, para a maioria das pessoas ela passa por despercebido, pois acreditam numa “felicidade verdadeira” algo superior, maior... Que chegue e transforme suas vidas.

Mas quanto tempo teremos para esperar por extraordinária felicidade? A vida inteira? E quanto tempo durará essa “vida inteira”? Como sempre o ser humano segue o seu caminho na utopia de que tem o controle do tempo e de sua própria vida. Quando de fato temos apenas a possibilidade de regermos nossas ações em detrimento do agora!

A vida deve ser considerada curta sim. E encarada como apenas um instante! Aproveite o ensejo das próximas 24 horas que se apresentam, minimizando as nossas “Expectativas” poderemos aproveitar ao máximo cada momento.

Já imaginou se juntamente com o findar do seu dia, finaliza-se também o seu existir? O que você faria de diferente hoje? O que restará de você as que ficarem? Você está construindo boas recordações? Será que não está mais preocupado com a herança financeira deixada, do que com memórias afetivas?

Veja, mesmo que tudo não termine com o pôr-do-sol, tenha certeza que estará construindo uma boa vida para si! E se nós somos o reflexo do outro e/ou a continuidade do mesmo, tudo o que fizermos em prol do outro reverberara também em nós, ou seja, só haverá ganhos para alma, para o corpo, e a para a comunidade.

Dizem que o que fazemos hoje ecoa na eternidade. Com certeza se abraçarmos essa verdade, fundaremos um presente muito mais feliz e responsável. Por isso também, temos mais um motivo para nos deleitarmos cada dia mais com as dádivas  que nos são ofertadas graciosamente a cada manhã.

Por tanto, apesar dos pesares e desafios diários, não percamos a capacidade de nos encantarmos com a vida. E que esse entusiasmo jamais adormeça.

Antes que o dia termine!


Mariane Helena


Um comentário

  1. Querida Mari, sempre espalhando palavras leves para diversos pesos da vida. Bj

    ResponderExcluir