Resenha: Tocando as Estrelas (Famous in Love #1)

Título Original: Tocando as Estrelas | Autor: Rebecca Serle
Editora: Novo Conceito | Página: 124 | Ano: 2015

Sinopse: Quando Paige Townsen deixa de ser uma simples aluna do ensino médio para se tornar uma celebridade, sua vida muda do dia para a noite. Em menos de um mês, ela troca as ruas da sua cidade natal por um set de filmagens no Havaí e agora está conhecendo melhor um dos homens mais sexies do planeta segundo a revista People. Tudo estaria perfeito se o problemático astro Jordan Wilder não fincasse o pé em uma das pontas desse triângulo cinematográfico. E Paige começa a acreditar que a vida, pelo menos para ela, imita a arte.

Olá!! Como vocês estão?

Hoje vou falar do livro Tocando as Estrelas, primeiro da série Famous in Love da autora Rebecca Serle.

Bom, meu interesse por esse livro surgiu quando minha amiga me indicou a série baseada nele e chamada Famous In Love, produzida pela I. Marlene King - produtora de PLL – no canal americano Freeform.
Todo o elenco principal da série junto com Marlene

Tinham-se muitas expectativas encima dessa série já que PLL estar se encerrando e esse é o novo trabalho de sua criadora. Então fui assisti totalmente esperançosa e totalmente sem informações sobre seu enredo. No final da série só me restaram frustrações e um pouco de tristeza por ter ido assistir esperançosa.

Levando em consideração o quão a série é fraca e cheia de clichês hollywoodianos, fato de não ter sido renovada uma 2ª temporada – e acho que nem vai, por quê né?! - e aquele final que me deixou com uma enorme curiosidade para saber a escolha da personagem principal, fui buscar resposta no livro, já que sou do tipo de pessoa que quando começa uma série/livro por mais ruins que o ache tenho que ir até o fim.

Quando comecei a ler minha primeira impressão foi que são quase inexistentes a semelhança entre série e livro. Comecei a achar que não encontraria a resposta que buscava lá. Ahahahah'

“É como um guarda-chuva no meio de uma tempestade depois de estar completamente molhado. Exatamente o que você precisava, o que você queria, mas já é tarde.“

Bom, a história é sobre Paige Townsen, uma adolescente de 17 anos que mora com a família em Portland e sempre sonhou em ser atriz. Ela passa seu tempo livre com seus melhores amigos Cassandra e Jake ou lendo roteiros de cinema.

Sua relação com sua família é meio apagada, ela é a caçula de quatro irmãos e sente que tudo que a família tinha que experimentar em relação a crianças, ter filhos, ter irmãos veio antes dela, sendo assim, ela se sente a margem de tudo aquilo. Além de nenhum deles levar muito a sério o seu sonho de ser atriz, a não ser seu pai que sempre lhe apoia em suas decisões e desejos.

Em um belo dia, ao passear pela cidade com seus amigos, Paige ver um anúncio de testes para a adaptação cinematográfica do livro Best-Sellers Locked, que também é o favorito de sua melhor amiga. O livro fala sobre August e um triângulo amoroso que envolve seu namorado Ed e Noah, que além de ser melhor amigo do seu namorado é sua grande paixão proibida. Os três ficam presos em uma ilha mágica que tem uma ligação misteriosa com Noah.

Por nunca ter recebido muito apoio familiar em suas investidas de atriz, Paige criou o hábito de manter em segredo seus testes. Sendo assim, ela se faz de desinteressada ao ver o anúncio mas secretamente se sente animada e esperançosa. Pega os dois volumes já publicados que sua irmã tem e começa a lê-los para se preparar para os testes. Ela queria tentar o papel de irmã mais nova ou algum personagem secundário, mal sabe ela o que iria acontecer.

“Se é pelo esquecimento que perdoamos, então somos apenas restabelecidos pela ignorância, nunca pelo amor.“

O teste acontece e ela conhece o primeiro contratado da produção e também astro mundialmente conhecido e amado Rainer que irá interpretar Noah na adaptação. E na linha seguinte ela estar no Havaí interpretando August para as filmagens do filme.

Aqui houve um pulo de três meses onde aconteceram todas as partes burocráticas da contratação dela. Ficamos sabendo de alguns detalhes importantes como a reação da mãe dela que não apoiava seu sonho de ser atriz por alto, mas na minha opinião a autora deveria ter dado um pouco de crédito a essas informações e passado elas mais detalhadamente já que havia esses conflitos familiares...

No Havaí é onde a história se desenvolve durante as filmagens. Paige enfrenta algumas dificuldades no início pela sua falta de experiência, ainda mais tendo que lidar com um diretor que é muito exigente. Ela começa a ver que a vida que ela tanto sonhou não é tão fácil como pensava.

Ela também se aproxima muito de Rainer, por eles serem os únicos atores na ilha. Ele é um cara fofo e apesar de já ter seus 22 anos é um garotão. Ele trata Paige com muito carinho e sempre apoia ela durante as gravações. Eles ficam amigos bem próximos e acabam desenvolvendo sentimentos um pelo outro.

Até aí estar tudo muito pacato, apenas gravações inseguranças e gravações. As coisas começam a mudar quando a terceira parte do triângulo amoroso – literalmente, já que a vida de Paige e August tem uma semelhança - entra na história. Seu nome é Jordan e ele é conhecido  pelas celebridades e revistas de fofocas por ser um badboy encrenqueiro e também um excelente ator, além disso era melhor amigo de Rainer até que os dois se desentenderam por causa de uma traição.

Devido a desse desentendimento os dois atores não conseguem ficar em paz em um mesmo cômodo e Paige fica no meio desse fogo cruzado. Ela também sente uma química inexplicável por Jordan assim que o encontra, e luta implacavelmente contra esse sentimento - não que Jordan tenha sido alguém suscetível a ela - para se mantém #TeanRainer, mesmo sem saber ao certo a história deles.

Nesse tempo também ela se desentende com seus melhores amigos e os afasta – muito mimimi para o meu gosto. Tem que lidar com o peso de ser a estrela de um aguardado filme adorado por milhares de fãs e com o assédio que vem acompanhado disso. Se aproxima de Jordan depois de alguns acontecimentos entre os dois e no fim precisa escolher entre Rainer e ele.

“Mas saber o que é certo não torna uma decisão mais fácil. É uma escolha. E, assim que você faz uma, desiste das outras.“

O final foi bem "OIEEE??!!". Mas se você voltar no prologo vai entender melhor. Para ser sincera, mesmo não dando para perceber direito toda a intensidade de sentimentos que Paige dizia sentir, eu estava torcendo para uma das partes do triângulo - quem nasceu para shippar aruma shippe em qualquer lugar... É a escolha dela, no meu ver, foi pelos motivos errados, e não por que ela não escolheu quem eu queria, mas sim pela forma que ela colocou as coisas. Ao menos, pelo que eu entendi...

Como vocês devem ter visto a nota lá encima, eu não gostei do livro. Achei ele super fraco, sem detalhes e mal desenvolvido.

Toda a intensidade que a autora tenta passar em relação aos sentimentos da protagonista em seu triângulo amoroso não tem uma base solida, pelo menos não é apresentada para a gente. Eu não gostei muito dela, de sua personalidade. Achei o que ela fez com os amigos muito infantil e que ela não entendeu bem o que significaria ser famosa, se a August.

Por falar em August, de início eu achei legal o lance de ser um livro dentro de um livro e ter a adaptação para o filme. Mas quando eu percebi que a história de ambos se espelhavam eu achei meio fraquinho.

Sobre os personagens secundários eles são muito sem graça. Todos eles, nenhum receberam algum destaque e como os personagens principais eles não foram bem trabalhados. Na minha opinião o personagem mais bem trabalhado, ou pelo menos que a gente conseguiu conhecer mais amplamente foi Jordan, mesmo que a imagem de "o misterioso" que a autora tentou criar para ele não colou.

Então essa é minha opinião. Igual a série o livro no final só me deixou um sentimento de frustração e um pouco de tristeza, mas dessa vez por não ter conseguido minha resposta pela diferença entre os dois. Fazer o que? Acontece, né?! Rsrs

Espero que tenham gostado da resenha e até a próxima!

Beijokas ...


Um comentário