Resenha: Indesejadas (Fredrika Bergman & Alex Recht #1)

Título Original: Askungar | Autora: Kristina Ohlsson
Editora: Vestígio | Ano: 2014 | Páginas: 400
Sinopse: Crimes brutais marcam um verão sueco. Suécia, meados de um verão chuvoso. O inspetor Alex Recht e sua equipe, auxiliada pela analista criminal Fredrika Bergman, começam a investigar o que parece ser um caso clássico de disputa familiar pela guarda de uma criança. No entanto, quando a menina é encontrada morta no extremo norte da Suécia, com a palavra “indesejada” escrita na testa, o caso se transforma rapidamente no pior pesadelo da equipe de investigadores.

Em um dia aparentemente comum, Sara Sebastiansson e sua filha Lilian viajam em um trem pela Suécia, até que uma sucessão de fatos programados mudam o destino das duas e dão início a uma história vivaz e bem amarrada.

"Num momento parece que está tudo bem, que sabemos onde estamos pisando, mas no outro o gelo cede e afundamos na mais insondável escuridão." p.193

Um telefonema, um contratempo, um trem perdido. Esses fatos foram o suficiente para que o desaparecimento de Lilian acontecesse. Um caso tratado aparentemente como uma disputa familiar dão início a assassinatos que irão deixar a polícia local bem mexida.

"Alex gostava de trabalhar com pessoas que, como ele, tinham um senso particular de vocação no trabalho. Gostava de trabalhar com quem tinha a mesma intuição que ele e um discernimento bem desenvolvido para o que era fato e o que era absurdo." p.19

Alex Recht é o responsável pelo caso junto com a sua equipe, Peder Rydh e Fredrika Bergman. Alex é um veterano na policia e sempre teve sucesso nos seus casos, mas esse estava lhe tirando dos eixos pela sua complexidade. Peder era um ótimo policial, apesar de gostar dos holofotes, sua única objeção era o fato de trabalhar junto com Fredrika, uma civil analista de sistemas, que não compreendia o furor e a paixão de seu trabalho. Pensamento esse que Alex também compartilhava.

"Peder quase sentiu-se zonzo ao pensar nos acontecimentos da última semana. Ele jamais imaginaria que o caso de Lilian Sebastiansson se transformaria no monstro que eles tinham nas mãos." p.304

Com a equipe formada, começaram a mapear o caso até que indicaram um suspeito. Gabriel. Um ex marido violento e pai de Lilian. As investigações estavam começando a fluir até que outra criança é encontrada morta e com características parecidas de como o corpo Lilian foi encontrado. A partir daí, as investigações mudam completamente de rumo e deixam a equipe com diversos fatos isolados, mas sem a construção de um caso em si.


Indesejadas traz toda a trama amarrada ao título. Não só pelas crianças que desaperacem por esse motivo, mas também pelo motivo que o serial se convenceu para fazer a sua justiça, deturpando situações do passado. É interessante ver como um caso como este vai criando caminhos bem limitados e detalhados durante a história. Esse é um livro que instiga e desafia o leitor a todo o instante para saber se a sua própria teoria serviria para o desfecho do caso. Confundido por diversas vezes e nos fazendo mudar o olhar em vários momentos conforme as informações são colocadas à mesa

Kristina Ohlsson soube como conduzir de maneira bem próxima o dia a dia da policia em casos do tipo. Todas as investigações e pistas que são distribuídas ao longo da narrativa são entregues ao mesmo tempo tanto ao leitor, quanto aos personagens que compõe essa história. Aqui, não existe a possibilidade do personagem guardar o segredo para si e deixá-lo exposto somente no ápice da história. Vamos descobrindo, nos achando e nos perdendo entre as pistas junto com os personagens nessa narrativa, e o fato da autora ser experiente na área, só ajudou para que a narrativa fluísse de maneira quase real.

Uma coisa interessante é que assim como vamos conhecendo os passos do assassino e sua maneira de agir, conhecemos também os personagens em suas vidas paralelas, com seus problemas, medos e arrependimentos. Ohlsson fez questão de humanizá-los o máximo possível, tanto através de suas vidas particulares como na forma que eles atuam na policia, com acertos erros compreensíveis aos nossos olhos. Há uma disputa de espaço e preconceito bem interessante dentro do departamento, onde o alvo é Fredrika por ser uma mulher que não se expressa como o espaço acha o ideal, uma deixa que a autora explora bem.

O livro traz um bom enredo que ao final, convence o leitor. É um livro bem dinâmico e o fato de a cada momento uma nova prova ser exposta, faz com que a leitura seja ritmada e bem especulativa. Para quem aprecia algo como Criminal Minds, CSI e livros policiais cheios de mistérios, com certeza essa leitura é válida. O romance não tem o foco principal, na verdade ele é retratado em cenas paralelas que completam o enredo.

A capa é completamente de acordo com a história, as cores também lembram o clima. Senti falta das orelhas e achei o espaçamento curto, mas as folhas amareladas facilitam a leitura. O livro é dividido em três partes e acompanhamos a história em quase uma semana corrida.

Bjim!


18 comentários

  1. Oi Tâmara!
    Achei o livro bem interessante. Esse suspense todo atrás do assassinato da Lilian, os outros casos surgindo e desfazendo as teorias até então traçadas... A história promete! Adorei a resenha e a indicação. Esse é um livro que quero na minha lista de leitura e vai ser uma ótima mudança de ares, já que é raro eu encontrar um livro do gênero que me agrade.
    Bjs e até mais!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá Tâmara, tudo bem?
    Eu não tinha ouvido falar desse livro ainda, mas amei a sua dica.
    Parece ser um livro intenso e dramático. Com suspense na quantidade certa.
    Amei a sua resenha e dica.
    Vou tentar adquirir e ler assim que minha lista atual diminuir um pouco.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Tammy!
    Não conhecia a obra, mas achei a premissa um tanto interessante. Adoro suspense e fiquei bastante curiosa para saber como a história termina.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oie!
    Não conhecia o livro, mas como sou muito sensível, dependendo das cenas, eu não conseguiria ler. Sim, sou dessas rsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Eu não sou fã de romances policiais mas eu fiquei intrigada com esse título Indesejadas e com sua resenha, quero muito ler agora. Quem o romance policial não me ganha?
    Parabéns pela resenha. Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Olá tudo bem?
    Fiquei apaixonada por esse livro! Adoro livros policiais com crimes que parecem não ter solução e saber que essa é uma leitura bem dinâmica me deixou babando por ele. Já anotei a dica e espero ler em breve.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  7. Faz um tempão que não leio um suspense deste calibre e acho que este livro tem de tudo para me ganhar do começo ao fim. Achei a capa bem legal e estou bem curiosa para fazer a leitura.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá
    Eu gosto muito desse gênero, apesar de que não leio tanto como gostaria. Não sei como ainda não tinha ouvido falar a respeito desse livro, mas já fiquei bem curiosa diante dessa premissa. Fiquei bem intrigada diante do caso, da investigação e do seu desenvolvimento. Obrigada pela dica!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Faz tempo que não leio nada nesse estilo e essa resenha me deixou com saudades.
    Achei a trama incrível e me deixou louca para conferir seu desenrolar. E por ser um livro que gera uma leitura bem dinâmica já me agrada mais ainda, pois acho essencial nesse tipo de narrativa.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  10. Oi Tâmara!
    Sou fã dos thrillers e já li alguns títulos muito bons da Vestígio. Indesejadas está na minha lista desde o lançamento e agora acrescentei suas continuações pq parecem ser muito bons!
    O que mais me chama atenção nesse livro é o fato das vítimas serem sempre crianças. Fico curiosa querendo saber o que tem por trás das mortes. Deve ser um livraço!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Adorei a premissa da história, pois é um dos meus gêneros favoritos.
    Parece um pouco pesado por tratar de crimes relacionados à crianças e pela descrição ser bastante próxima à realidade deve mexer bastante com os sentimentos do leitor.
    Dica anotada! Beijo :*

    ResponderExcluir
  12. Oii, tudo bem?
    Eu sou apaixonada em livros policiais, eu adoro aquele clima tenso onde qualquer um pode ser o culpado e sempre tenho mil e uma teorias. Eu fico contente que você tenha gostado da leitura e que o enredo convença o leitor. Com certeza está na minha listinha.

    ResponderExcluir
  13. Oi.
    É o tipo de livro que gosto. Mistérios e reviravoltas que nos prendem do inicio ao fim. Gostei de abordarem o dia a dia na polícia e o preconceito contra a mulher da equipe.
    Anotei a dica e pretendo ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Esse estilo de capa é bem chamativo, gosto bastante. O enredo tem pontos bem interessantes, não tenho lido muitos romances policiais, o último me decepcionou. Ai deu ressaca kkkkk

    ResponderExcluir
  15. Olá Tâmara,
    Fiquei com a impressão que ler esse livro é doloroso, será que é? Tudo que envolve crianças me desestabiliza e a relação da história com o título me deixa com o coração apertado.
    Fico feliz que você tenha gostado e que o final convence o leitor.
    Vou anotar a dica.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem??

    Eu nunca fui muito fã do gênero, mas um dos últimos livros que li foi "Ninféias Negras" e eu A M E I, então a sua resenha veio em um ótimo momento: quando eu penso em dar uma chance para o gênero hahaha
    Amei muito a capa também! Bom saber que ela tem relação com o enredo

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    É a primeira resenha que leio sobre a obra e de cara já digo que essa capa é bem impactante para mim.
    A premissa me deixou intrigada para saber quem está matando as garotas e quais fatos deturpados se utiliza.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  18. Oiee Tâmara ^^
    Histórias de desaparecimento, estupro e assassinato com crianças eu não consigo ler ou ver. Com gente adulta já me dá uma coisa no peito, com criança então... Não aguento. Acho que já tinha visto sobre esse livro antes, mas, mesmo querendo ler mais desse gênero, acho que não leria esse livro *-*
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir