Resenha: Onde o amor se esconde

Tútulo Original: Onde o amor se enconde | Autora: Veridiana maenaka
Editora: Verus | Ano: 2015 | Páginas: 350
Na São Paulo do início do século XX, a jovem Glória sonha com o amor, ao contrário de sua amiga Marisa, cujo desejo é viver tão livremente quanto os homens. Glória, de família tradicional, se casa com o homem escolhido por seu pai. Rico e ambicioso, porém emocionalmente distante, esse homem vê na esposa apenas uma prova de sua ascensão social. Incapaz de dar um herdeiro ao marido, Glória vive uma rotina de violência crescente, enquanto Marisa se casa com o pretendente que escolheu, um notório libertino. A infelicidade de Glória a torna suscetível à sedução de outro homem, e eles têm um encontro avassalador, marcado pela descoberta sexual da jovem. Envolvida em uma trama de luxúria, Glória pode conhecer um prazer jamais imaginado, mas será essa a sua chance de viver um grande amor?
Olá seus lindos!

Hoje trago para vocês a primeira resenha que faz parte do Desafio Literário Livreando (DLL), ele se encaixa na categoria conteúdo adulto. É um romance de época nacional que traz a história de Glória, uma moça encantada com a ideia do casamento e bailes, e que não vê a hora de ter a sua casa e construir sua família. Ao seu lado, na posição de melhor amiga, conhecemos Marisa, uma jovem mais livre, que acredita na força da mulher e na sua liberdade de viver, para estar ao seu lado, um homem deve seguir esse pensamento, pois ela não está disposta a viver infeliz na prisão do casamento.

"Sei que minhas ideias são chocantes, por isso as reservo para mim mesma. A Hipocrisia é o preço do amanhã." p.350

Glória sempre foi mais recatada, criada com fortes princípios religiosos, não compartilhava dos mesmos pensamentos de sua amiga, mas sempre viu em Marisa uma boa amiga, e por mais que a sociedade condenasse o comportamento, Glória só via Marisa como uma pessoa excêntrica.

"A vida é cíclica e não tolera a estagnação." p.288

Glória se casa aos dezessete anos com um homem que seu pai escolhera. Não seria seu tipo ideal, mas ela se esforçaria para que seu casamento fosse feliz. No início o casamento foi tranquilo, mas com o tempo, Erasmo se mostrou ser um homem completamente rude e com uma mente doentia. Ele não aceitava a amizade de Glória com Marisa, e por ela insistir nessa amizade, sofreu consequências devastadoras.

"Gostaria de sair à noite, viajar sozinha, fumar. Mas o mundo não é assim, e não serei eu a mudá-lo. Portanto, se devo jogar o jogo que me oferecem, preciso ser especialista em suas regras." p.17

Do outro lado, Marisa se casa com um homem que lhe compreende e não reprime sua liberdade, pelo contrário, compartilha dela. É um visionário, com certeza. Com os problemas conjugais de Glória, as duas ficam mais próximas e com isso, Glória se encanta por Fernando, cunhado de sua amiga, e mesmo ainda casada, não resiste aos seus encantos, só que isso, meus caros, será só o início dos seus problemas.


Tenho muitas opiniões a respeito dessa leitura, e já lamento, pois sei que não poderei colocar todos os meus pensamentos aqui, mas vamos por partes. Glória é uma personagem que nos apresenta certa infantilidade no início da história, mas é perceptível seu crescimento e sua força no decorrer da trama. Aceitou a violência que recebia gradativamente, e nessa parte, o leitor quer realmente que ela se manque e faça algo. Mas o que enxergamos são cenas e mais cenas de abusos sexuais e emocionais que vão quebrando aos poucos a inocência que Glória tinha, mas ainda assim, ela luta. E luta com o que a vida lhe oferece, não chega a ser revolucionária, mas com certeza uma sobrevivente, e forte!

Se não bastasse isso, onde ela achava que encontraria amor verdadeiro, encontrou grandes decepções. Uma atrás da outra e por um momento achamos que Glória só veio ao mundo para sofrer. Sua inocência a levou a muitos enganos e dores. Se ela tivesse uma percepção mais clara sobre o mundo, saberia melhor por onde estaria andando, pelo menos, foi o que percebi.

"Onde o amor se esconde" é uma história de muitos parâmetros, observamos a "escravidão" feminina no início do século XX, onde os maridos tinham o direito de fazer o que bem entendesse com suas esposas e permaneciam com a razão, onde a voz feminina não tinha tanta força na sociedade, e só tinham como opção acatar, mas também somos apresentados ao início dos pensamentos de igualdade, onde algumas mulheres já começam a ocupar lugar no mercado de trabalho e passam a não se importar tanto com os falatórios de uma cidade. Claro que isso aparece de maneira branda, mas já indica o início da mudança que estaria por vir.

"Antes que os olhos se fechem, a coisa mais linda que se pode dizer é "eu me permiti". Não é "eu me reprimi." p.185

A história também apresenta a luxuria, e não só do homem, mas também da mulher, e a descoberta dos seus próprios desejos. Mostra as consequências de uma infância traumática que traz como resultado a violência, o descontrole emocional e a falta de parâmetro para o limite. É uma obra com diversos pontos de vistas, é como observar a realidade do dia a dia de dentro para fora.

"Entre o prazer e o risco, escolho a paz." p.207

Com uma narrativa bem envolvente, Veridiana Maenaka abordou em uma obra única as várias personalidades de uma sociedade que estava se encaminhando para grandes mudanças, mas também aborda de maneira íntima e visceral, algumas realidades que existem até os dias atuais. Além disso, ela ainda no brinda com sentimentos verdadeiros de amizade, cumplicidade e perdão. Realmente uma obra encantadora.

Este post faz parte do nosso DLL de fevereiro.



15 comentários

  1. Que história é essa, hein? Eu estava escrevendo um artigo sobre a mulher no Brasil Colonial e isso refletiu por muito tempo, uma sociedade patriarcal e bem marxista, a mulher e esse papel de submissão teria que ser aceito, e aquela que queria liberdade como Marisa, são consideradas como loucas. Enfim, Glória deve ter sofrido muito, para depois poder se levantar e começar a enxergar a vida e a sociedade com outros olhos. Gostei bastante da obra, que já estou procurando adquirir.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Achei o enredo maravilhoso e fascinante!
    Se formos ver, existem relacionamentos abusivos até hoje, não digo apenas sexualmente, mas também na maneira de se impor. Se o livro for como essa resenha - que aliás, amei -, certamente lerei essa obra - quero saber o que acontece no final u.u
    beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oii
    Eu amo romances de época, principalmente quando denunciam abusos e conflitos vividos pelas mulheres dessa época.
    Gostei da dica.
    Bjo

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Não curto muito livros desse gênero, mas esse parece ser bem interessante e tratar de temas muito relevantes!
    Vou colocar na listinha!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Tammy.
    Não conhecia a obra, mas me chamou muito a atenção, principalmente por ser romance de época. A temática abordada me deixou com ainda mais vontade de conhecer a obra. Essa questão do abuso sexual e emocional sofrido por Glória acredito que deve causar muitas reflexões.
    Com certeza pretendo ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Adorei a resenha, não conhecia o livro, mas me interssei muito!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Olá, adorei a resenha e já quero esse livro, a capa é muito linda e essa história parece ser muito interessante, quero saber como irá se desenrolar essa história...Bjs

    www.livrosemretalhos.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Tâmara, o enredo parece ótimo. Imagino o quão revoltante foi ver o sofrimento e os abusos que Glória sofreu. É preciso força para enfrentar isso. Dica mais do que anotada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Marisa parece ser uma mulher bem à frente do seu tempo, gostei dela. Apesar disso, não consegui me sentir motivada a efetuar a leitura da obra. Gostei muito da sua resenha, parabéns!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  10. Oi Tâmara, tudo bem?

    Fui fisgada pela sua resenha. A obra parece estar muito bem construída e o tema que aborda ainda é muito relevante. A mulher já vem sofrendo abusos, sejam eles físicos ou psicológicos a muito tempo. É claro, que isto acontecia mais fervorosamente no passado, onde muitas mulheres como a Glória casavam por serem obrigadas e passavam por muitas dificuldades. É uma pena que muitas mulheres tenham sofrido o mesmo que essa personagem. Fiquei curiosa para ver como ela irá lidar com estes abusos e com os desejos que ela irá começar a sentir (creio que isto ocorra). Vou adicionar na minha lista!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá Tamara, tudo bem?
    Curti muito sua resenha.. preciso ler mais os romances de época que tanto gosto.. sindo saudades rs. Essa época era triste mesmo para a mulher que já era criada para ser submissa aos homens e só terem o sonho de casar e ter filhos... isso é uma injustiça sem tamanho enfim. Parece que o livro é bem desenvolvido e prende o leitor. Eu gostei da capa. Xero!

    ResponderExcluir
  12. Definitivamente eu não leria esse livro... Não teria a menor paciência com essas cenas e mais cenas de abusos sexuais e emocionais, fora que não tenho estômago para isso. Não curto o gênero romance de época, mas indicarei esse para as amigas que gostam (e têm estômago) porque acho que ele é totalmente diferente do que costumamos ver por aí.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Tâmara ^^
    Desconhecia essa obra então foi uma experiência única ler a sua resenha e ver o quanto nossos autores nacionais estão evoluindo em seus enredos e trazendo questões importantes para a discussão em sociedade como é o caso do abuso em relacionamentos.
    Me sinto triste por ver o quanto a Glória sofre em um relacionamento que ela sempre desejou ter, mas que se transformou em um pesadelo. :(
    É compreensível a inocência dela pois cada humano tem o seu ponto de vista de mundo e ser chocado contra uma realidade que não fazia parte da sua vida é traumatizante.
    Mesmo o livro tendo uma capa feia, na minha opinião, me vi desejando ler essa obra e ver se a Glória vai conseguir superar esse momento triste e traumatizando da vida dela.
    Parabéns pela resenha completa, Tâmara. ^^
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Olá Tâmara,
    Sinceramente, sempre vi esse livro por aí, mas não fazia ideia que esse era o tema dele e fiquei em choque por conta disso.
    Gostei demais de conhecer suas impressões e achei legal a protagonista amadurecer ao longo da trama, mas achei ruim que ela tenha aceitado a violência e acho que quereria fazê-la se mancar também que isso não é certo, como você se sentiu.
    Apesar de achar que posso não gostar do livro, é uma dica que vou anotar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Tâamra, eu já tinha ouvido falar do livro e ele já tinha despertado minha atenção.
    Confesso que é uma premissa muito interessante e que deve ser mais discutida.
    Fiquei ainda mais curiosa para ler e ver as mudanças da Glória.

    ResponderExcluir