Resenha: O Bangalô

Título Original: The Bungalow | Autora: Sarah Jio
Editora: Novo Conceito | Ano: 2015 | Páginas: 320
Sinopse: Verão de 1942. Anne tem tudo o que uma garota de sua idade almeja: família e noivo bem-sucedidos. No entanto, ela não se sente feliz com o rumo que sua vida está tomando. Recém-formada em enfermagem e vivendo em um mundo devastado pelos horrores da Segunda Guerra Mundial, Anne, juntamente com sua melhor amiga, decide se alistar para servir seu país como enfermeira em Bora Bora. Lá ela se depara com outra realidade, uma vida simples e responsabilidades que não estava acostumada. Mas, também, conhece o verdadeiro amor nos braços de Westry, um soldado sensível e carinhoso. O esconderijo de amor de Anne e Westry é um bangalô abandonado, e eles vivem os melhores momentos de suas vidas... Até testemunharem um assassinato brutal nos arredores do bangalô que mudará o rumo desta história. A ilha, de alguma forma, transforma a vida das pessoas, e este livro certamente transformará você.


Anne é uma senhora que durante sua vida teve alguns amores, mas nada tão forte quando seu amor de juventude, aquele que chega de repente, de maneira avassaladora e verdadeiro, e que nem sempre o final feliz se desenrola no momento esperado. Nos dias atuais, Anne vive confortavelmente, conforme sua idade pode lhe proporcionar, sempre aos cuidados de sua neta, Jennifer, nunca pensou que o passado retornaria para algumas conclusões, e ele veio através de uma singela carta, endereçada a ela por uma mulher que até então não conhecera, mas que traria muitas memórias e fatos que poderiam ser resolvidos com a sua ajuda. Mas, para entender melhor, vamos ao nosso resumo e viajar até o ano de 1942.

Anne Calloway estava noiva do encantador Gerald Godfrey, um jovem de vinte e sete anos e herdeiro de uma fortuna generosa, às vezes, não acreditava na própria sorte. Sua melhor amiga, Kitty Morgan, sempre foi mais destemida com relação ao amor, procurava a paixão que tira o eixo, e por certo tempo, Anne achou que poderia conquistar isso ao lado de Gerald

"O que me chamava a atenção era a enfermagem, em toda a sua crueza e coragem. Ela prometia preencher uma parte de mim que permanecera vazia durante a maior parte de minha vida, uma parte que ansiava por ajudar os outros de uma maneira que não tinha nada a ver com o dinheiro." p.24

Com a guerra se aproximando e tendo diversos amigos sendo chamados para servir, Anne ficou surpresa pelo interesse de Kitty em se oferecer para ajudar nesse tempo como enfermeira. Como esses pensamentos já estavam rondando em sua cabeça, ela viu uma ótima oportunidade em se sentir útil e fazer algo que realmente ansiava. E com isso, poderia ser uma oportunidade em sentir essa paixão através de seu trabalho como voluntária.

Ao chegarem ao Taiti, em primeiro momento Anne ficou em dúvida sobre se tivera feito realmente a escolha certa, adiar seu casamento para viver essa experiencia. Anne se adaptou rápido e junto com essa adaptação, vieram algumas mudanças que a transformariam para sempre.

Através de uma aproximação calma e sincera, Anne se viu apaixonada por Westry, um soldado que lhe chamou a atenção no primeiro olhar, e ao conhecê-lo melhor, viu o quão encantador ele era, (Westry é realmente um homem encantador e cheio de qualidades, impossível não se apaixonar por esse personagem). Juntos encontraram o Bangalô, uma cabana escondida entre as árvores, com uma vista encantadora em meio a guerra, e fizeram desse lugar, seu refúgio secreto, com cartas apaixonadas, e momentos únicos.

"A beleza da ilha não se limitava a suas águas azul-turquesa ou a suas montanhas verdejantes. Aquilo era apenas a beleza superficial. A verdadeira beleza do lugar era evidente em suas histórias. Havia sempre uma à espreita a cada curva da praia." p.87

Mas nem só de romance vive essa história, durante a leitura descobrimos que esse bangalô também traz uma maldição, e apesar de nem todos acreditarem, fatos e lendas do local deixam claros que o ambiente exerce certa influencia, e nessa história, iremos acompanhar, mentiras, intrigas e um assassinato que ficará sem resposta por décadas. Será somente uma coincidência?


Sarah Jio criou uma história completamente apaixonante, de um amor que sobreviveu através do tempo e permaneceu com o seu encanto. Olhando de maneira geral, o tempo foi o que tornou esse amor tão cativante e puro, talvez se a autora tivesse interferido no início desse processo, ele não seria tão marcante quanto foi.

"Eu sentia saudades do jeito que ele me acariciava o rosto ou me dava boas-vindas com o jornal da manhã e ovos quentes. Ele devotada sua vida a mim, entregando-me todo o seu coração sem limites, enquanto eu o deixei ter apenas um pedaço do meu. Pois, em meu coração, sempre mantive um compartimento fechado no qual uma chama queimava por outro alguém." p.265

As últimas páginas dessa história, são de arrancar lágrimas, principalmente dos mais apaixonados, e mais uma vez digo que a autora trouxe o encontro e suas resoluções no momento certo, depois de todo o envolvimento com os diversos personagens, é impossível não estar totalmente envolvida durante o ápice.

Narrado de maneira clara e próxima, O Bangalô traz mais do que um romance de juventude, ele traz os desvios que o destino se encarrega junto com as nossas escolhas, mas que em nenhum momento desiste ou se esquece de um sentimento tão forte quanto Amar, e mesmo que o final não seja o esperado para o momento, as entrelinhas demonstram que apesar de tudo, sempre valerá a pena e suas memórias ficaram intactas.

Além de todo esse ar romântico, não posso deixar de comentar o drama que envolve esse história, e aqui destaco a amizade entre Kitty e Anne e tudo o que não foi falado em 1942. O silêncio as distanciaram e por um bom tempo, você enxerga Kitty como uma amiga envolvida por inveja e despeito, e que tinha prazer em complicar a vida de Anne, mas no final, você só consegue enxergar que ela foi tão vítima das circunstância quanto os diversos personagens envolvidos nessa história, e sua aparente maldade, só foi um reflexo de sua dor.

O Bangalô traz uma história cheia de desencontros e conexões, sentimentos diversos e envolventes, ao concluir essa história, o leitor consegue ter aquele sentimento de dever cumprido, e se envolver com a história narrada por Anne. As quatro corujinhas são pelas explicações de certos segredos, não encontrei motivos suficientes para tal. A resolução de todos os fatos do passado também ficaram corridas ao meu ver, não tiveram profundidade e não me convenceram o suficiente, fora isso, a leitura me agradou bastante e indico com toda a certeza. A escrita da autora simplesmente flui até as últimas páginas.

Bjim e até a próxima!


27 comentários

  1. Eu já fiz a leitura desse livro e gostei bastante da trama. A autora sabe como fazer um ótimo desenvolvimento. Essas conexões e desencontros são bem interessantes né?! Com certeza, é de arrancar lágrimas mesmo, tudo na hora certa..
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem??

    Amei esse enredo! Bem do tipo dos livros que eu gosto ♥
    Principalmente a parte de ser tão emocionante e envolvente a ponto de arrancar lágrimas. Espero ter a oportunidade de ler em breve

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. oi! Este livro é lindíssimo. Um dos meus preferidos da vida inteira. Amei a história. A escrita da autora é apaixonante. Adora uma característica dela. Que é descrever de forma leve e sucinta. As cenas de amor. Também já li "Neve na Primavera" é um drama da Jio. Lindo que tbm vale apena ler. bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi lindona, li apenas um livro da autora e me apaixonei completamente pela escrita e pela história que ela criou. Mas acho que este livro aqui, me agradara ainda mais em função deste intervalo de tempo e desta coisa de amor que espera e tal. Quero ler o mais rápido possível.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu já li esse livro e sou apaixonaaaaaaada por ele, a trama toda me ganhou, quis matar alguns personagens e o final me fez chorar de tão fofo! Sério, é um dos meus livros preferidos! Sua resenha me deu até saudades da história ♥️

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  6. Oi Tamara!
    Anne parece ser uma personagem muito forte.
    Uma amiga leu esse livro e gostou bastante também. Ela disse que autora trabalha muito bem o sentimento dos personagens. Pessoalmente não tive ainda vontade de ler nenhum livro da autora. Acho legal eles serem emotivos, mas pessoalmente, não fazem muito meu estilo.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ai, Tâmara...
    Fiquei encantada com a sua resenha, mas não sei se estou preparada para um livro que faz chorar assim no final! A história parece ser mesmo linda e vou anotar a dica para uma outra hora!! Adorei!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Eu já li esse livro e gostei muito da história!
    A autora tem uma delicadeza para contar a história, que é impossível não se apaixonar. COm certeza, uma ótima indicação!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Sempre leio ótimas críticas sobre o livro é acho a capa tão fofinha mas no momento não é uma leitura que eu faria. Mas gostei bastante dá sua sinceridade e ânimo com o livro. Parabéns.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Ótima postagem! Parabéns!
    Abraços, Guto.
    www.floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oie! Tudo bem?

    É a primeira vez que leio uma resenha desse livro, e por mais que suas criticas sejam positivas, continuo não sentindo vontade em realizar a leitura da obra, mas fiquei curiosa em relação a essa maldição! De qualquer maneira irei deixar a dica anotada! Quem sabe eu leia futuramente!

    Bjss

    ResponderExcluir
  12. Olá
    parece realmente ser uma delicia de leitura, gostei muito do enredo e do que a leitura te passou e fez sentir, adoro esse gênero para dar uma relaxada e variada nas leituras mais fortes

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oii
    Adorei a resenha! Já conhecia o livro mas nunca tive um real interesse. Esta é a primeira vez que paro para ler a resenha e achei bem instigante. Sou do tipo super romântica chorona, então posso dizer que eu também me acabaria em lágrimas com a história. =)

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  14. Oi,
    Faz tempo que quero ler esse livro, fiquei encantada com a capa e curiosa com a história. A sua resenha ficou perfeita e fiquei com mais vontade de começar logo.
    Quero saber qual o segredo do bangalô, quais as maldições e também quero me emocionar.
    Beijos
    Daya

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bom?
    Já conhecia esse livro faz um tempinho, e apesar de tudo, eu não tinha me interessado taaaaaaaanto nele assim! Mas após ler sua resenha eu realmente senti que o meu preconceito era apenas com a capa dele, porque a história parece ser bem bacana e além de tudo pretende ser emocionante! Espero ler brevemente!

    Beijos,
    Lu - @justificou

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Este livro é apaixonante e realmente não é só romance e sim mais descobertas. Adorei conhecer sobre a ilha e sobre o bangalô em si. E adoro o período pelo que passou. E o final então????

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  18. Oiii!

    Eu não li esse livro ainda, mas já vi varias resenhas para a obra. A sua ficou bem escrita e muito bem detalhada, parabéns!
    Gostei de ver a forma como Anne é!
    Espero ler em breve!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  19. Oi Tâmara, tudo bem?
    Esse livro me parece incrível justamente porque a protagonista já está idosa e por meio da carta, a história acaba voltando no passado. Amo histórias de amor que são contadas dessa forma e como já faz um bom tempo que não leio nada parecido, ao conferir a sua resenha fiquei bem interessada em conhecer a Anne, seu amor 'proibido', os dramas vivenciados e o tal do bangalô. Dica anotada!

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  20. Olá,

    Assim que esse livro foi lançado, eu li inúmeras resenhas e todas muito positivas, logo me interessei pela obra e a adicionei na minha listinha de desejados, só que o tempo passou e ainda não tive a oportunidade de lê-la. Lendo sua resenha, que esta muito boa por sinal, percebi que estou perdendo de conhecer uma história muito romântica e emocionante.

    ResponderExcluir
  21. Oie...
    Adorei sua resenha!
    Recentemente li um livro da Sarah Jio e fiquei encantada com a forma que a autora conduz a história, o livro se tornou favorito nas primeiras páginas.
    O BANGALÔ já estava nos meus desejados há um tempo, agora, com sua resenha apaixonada quero mais do que nunca ler ;)
    Dica anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Eu tenho vontade ler conhecer o trabalho da autora, tenho até um livro dela na estante para remediar isso. Já tinha visto a capa de O Bangalô por aí, mas nunca me atentei a nenhuma resenha. Não fazia ideia do que poderia encontrar no livro e sua resenha vou muito instigante para a minha curiosidade. O livro trás tantos elementos que gosto, sem falar que a autora conseguiu envolver a coisa toda de forma tão emocionante que não tem como abrir mão disso - adoro me emocionar com os livros que leio - é sempre tão bom, sentir tudo na pele!

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  23. Ahhh que delicia!!
    Nunca tinha lido nenhuma resenha sobre esse livro, e ele já está parado aqui na minha estante há algum tempo, esperando eu ter tempo e coragem para ler...
    Mas eu sempre achei que se tratasse somente de um romancinho água com açucar, e pelo que você diz na resenha, posso esperar muito mais dessa história, né?
    Tentarei ler em breve...
    Obrigada pela dica!
    Um beijo!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  24. Oie, assim como você também gostei muito dessa história e ela me encantou e apaixonou. Confesso que na época virei uma madrugada lendo, pois sou super fã de sarah jio, e fiquei curiosa com quais coisas você achou qu não foram bem explicadas e resolvidas

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Achei a premissa completamente apaixonante, livros de "memórias" assim é sempre muito gostoso. Gosto muito quando percebemos que a própria história cria uma vida que a interferência do autor ou autora é mínima.
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  26. Olá,

    Já tinha visto esse livro antes, mas infelizmente não conseguiu captar minha atenção. Sua resenha está excelente no entanto, mas vou passar a dica.

    ResponderExcluir
  27. Oi Tâmara!

    Eu adorei a resenha e fiquei super intrigada com a história pois ela envolve duas coisas que eu amo demais: romance e mistério. Já acrescentei o livro na minha wishlist, vou comprar assim que puder!!!!

    Beijos e parabéns pela resenha!!!
    http://floraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir