Resenha: O Poderoso Chefão


Título Original: The Godfather Autor: Mario Puzo Editora: Record 
Páginas: 462 Ano Lançamento: 2016 

Publicado em 1969, a saga O poderoso chefão é, até hoje, a mais perfeita reconstituição das famílias mafiosas de Nova York. O carismático Don Vito Corleone é o chefão de uma delas. Apesar de implacável, Don Vito é, essencialmente, um homem justo. Padrinho benevolente, nada recusa aos seus afilhados: conselho, dinheiro, vingança e até mesmo a morte de alguém. Em troca, o poderoso chefão pede apenas o respeito e a amizade de seus protegidos. Assim, todas as suas vontades se tornam realidade. Porém, ninguém pode vencer o tempo. Quando seus inimigos atacam juntos e tudo que sua família significa estiver por um fio, o velho Corleone terá de escolher, entre seus filhos, um sucessor à altura. E Mario Puzo constrói de maneira hábil um mundo de intrigas, decisões cruéis e honra, num legado de tradição e sangue. 

Encerrando com chave de ouro o ano de 2016, lendo um dos maiores clássicos da literatura e do cinema, “O Poderoso Chefão”, lançado pela editora Record com um visual incrível, bem no estilo mafioso. 

A grande maioria deve conhecer o simpático e até mesmo implacável Don Vito Corleone, ele construiu um império e muitos estão aos seus serviços, de conselhos até mesmo encomendar a morte de alguém que está atrapalhando seus negócios. 

O livro narra sobre à família Corleone que vive em Nova York, Vito Corleone monta seu clã, através de produção de azeitei mas o principal poder dele é com jogos ilegais e trafico de bebidas alcoólicas. 

Mario Puzo possui uma escrita incrível, fluidez logo nos primeiro capítulos, momento impar é com os personagens carismáticos e muito bem construídos, cada um tem seu papel principal na trama de mafiosos. 

Confesso que esse livro é um dos meus favoritos, sou grande fã do livro e do filme, que sem sombra de dúvidas conquistou inúmeros fãs e podemos conhecer um pouco do submundo da máfia e toda podridão da sociedade. 

Um livro que vai fazer o leitor mergulhar em várias reviravoltas, tramas, violência e fama, tudo para manter um clã entre uma Nova York completamente subordinada pelos bandidos.


6 comentários

  1. Oi Rafael, "tá aí" uma história que não me canso de ouvir. Adorei relembrar a história com a sua resenha.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  2. Ótima Resenha!
    Ainda não conhecia essa edição de 2016, achei muito bonita a capa!
    Ainda não li este livro, mas pretendo em breve.

    Att,
    Blog Combo Pop
    http://blogcombopop.com.br/

    ResponderExcluir
  3. No início do ano passado, eu e meu marido fizemos uma maratona com os filmes do O Poderoso Chefão, mas só recentemente fui saber que havia este livro. Mesmo gostando dos filmes e sabendo dá qualidade do livro, não é uma leitura que eu queira fazer no momento. Mas é legal saber que você gostou tanto dele.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?
    As vezes me sinto no alien na terra. Claro que já ouvi falar muito de O Poderoso Chefão, mas nunca li nenhum livro ou assisti aos filmes. Acredito que já está mais do que na hora de mudar essa realidade, certo? Amei a dica. Beijos

    ResponderExcluir
  5. Mario Puzo ! Menina que saudade me deu essa sua resenha, eu li este livro na minha adolescência em edição de banca ( ainda tenho) rs
    Assim como vc sou muito fã.

    ResponderExcluir
  6. Vou confessar que o máximo que eu sei de O poderoso chefão são as referências em Todo mundo odeia o chris e Eu, a patroa e as crianças. Pois é haha vou procurar saber mais do livro e ver se um dia tomo coragem pra ler.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir