Resenha: O vento da noite

Autora: Emily Brontë | Editora: Civilização Brasileira | Páginas: 154 
Ano Lançamento: 2016 

Único livro no país que reúne exclusivamente a poesia de Emily Brontë, autora de O morro dos ventos uivante, este volume traz 33 poemas da escritora inglesa. Publicado no Brasil originalmente em 1944, como parte da primorosa Coleção Rubáiyát, da editora José Olympio, “O Vento da Noite”, traduzido por Lúcio Cardoso, retorna em edição bilíngue pela Civilização Brasileira. É uma bela oportunidade de reviver o encontro entre dois grandes nomes na literatura e de observar as especificidades que permeiam os processos de criação do autor e do tradutor – uma relação marcada pela sensibilidade, intimidade, escuta e delicadeza. A edição é organizada e apresentada por Ésio Macedo Ribeiro, organizador dos Diários, de Lúcio Cardoso. A prestigiada tradutora Denise Bottman assina o texto de orelha. 

Um livro apaixonante, único, intenso e verdadeiro. Em resumo, uma obra perfeita de uma leveza e singularidade nos versos escritos pela exímia Emily Brontë. Para aqueles que apreciam uma bela poesia, essa obra é mais que indicada. 

Temos o grande privilégio de ter uma obra da autora Emily Brontë publicada no Brasil, originalmente foi por volta do ano 1944 e agora temos um trabalho impecável da editora Civilização Brasileira, lembrando que ela faz parte do catálogo do Grupo Editorial Record. Desde já queremos agradecer pelo envio dos livro,s vocês são demais!
"Nem os lugares amados, nem as colheitas de flores,
Que a mão pequena apertava com ardor,
Ao voltar dos jardins onde a noite baixava,
Misturando-se suave aos seus calmos cabelos?" Pág 77. 
Emily Brontë é uma autora consagrada com o seu maior sucesso, “O morro dos ventos uivantes”, agora notamos o seu enorme talento em poesias no total de 33 que lemos nessa edição bilíngue. A edição está perfeita! Organizado pelo doutor em Literatura brasileira pela USP, escritor e bibliófilo Ésio Macedo Ribeiro. O trabalho gráfico recebe nota 1000, um livro que deixa sua estante ainda mais bonita.

Sendo um livro de poesias, ele deve ser degustado calmamente, não tenha pressa em terminar o mais rápido possível essa obra. Uma dica! Leia uma poesia de manhã e outra na parte da noite. 

Os poemas são fortes e intensos, autora deixa toques sombrios em diversos versos, uma carga emocional grande. Cada verso encontramos uma mistura de sentimentos que são extravasados através das palavras, Emily Brontë se torna íntimo dos leitores com os seus poemas.

9 comentários

  1. Toda vez que eu ouço falar da Emily me vem um sorriso bobo por causa do morro dos ventos uivantes. Eu amo esse livro! Não conhecia essa obra de poesia dela mas quero Ler assim que tiver oportunidade. Deve ser apaixonante.

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não conhecia o livro mas parece ser uma obra que agrada mesmo e fiquei interessada em ver um pouco mais. A capa não me atraiu muito mas o livro sim.

    ResponderExcluir
  3. Não curto muito esse tipo d leitura, e eu li Morro dos Ventos Uivantes e achei muuuito chato. Acho isso inclusive bem vergonhoso para minha pessoa, mas acho que forçar é pior... rs
    Mesmo assim, curti bastante sua resenha. Parece ter sido uma leitura muito prazerosa pra vc.

    #Ana Souza

    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Oii!
    Confesso que ainda não li Morro dos Ventos Uivantes, mas o que ouço muuuito dessa autora... rsrsr
    Adorei a resenha e, mesmo não sendo muito interessada por esse tipo de livro, gostei deste :D
    Beijos, Isa
    belacultblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. Eu não conhecia esse livro. NÃO ACREDITO NISSO!! AMO O Morro dos Ventos Uivantes, então por isso, preciso ler esse livro também. Já vou procurar logo para ler.

    ResponderExcluir
  6. Oii, tudo bem?
    Confesso que não sei se realizaria a leitura, porque a escrita da autora parece ser meio chatinha referente a tantas tentativas que tive de outra obra. Mas, parabéns pela resenha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Olá, que resenha legal rafa, não sabia que a autora também trabalhava com poesias além de romances, e foi ótimo saber, ainda não li o morro dos ventos uivantes, mas assim que ler e achar que gostei com certeza irei passar para as poesias.

    ResponderExcluir
  8. Emily, para mim, é uma das nossas melhores autoras mundiais. Não conhecia este livro reunindo seus poemas, mas gostei de saber dele. O moror dos ventos uivantes foi um dos primeiros livros que li quando criança por isso me marcou muito.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Não sabia que a autora tem outras obras além de O Morro dos Ventos Uivantes e fiquei curiosa pra conhecer esse livro, mesmo não gostando de ler poesias. Vou anotar a dica pra um futuro próximo.
    Beijos!

    ResponderExcluir