Resenha: O medo de Virgília

Autora: Rosa Mattos | Editora: Selo Jovem | Páginas: 200 
Ano Lançamento: 2014 

Sinopse: Cercada por pessoas desajustadas (psicopatas, neuróticas, depressivas, insanas, obsessivas, fóbicas e inescrupulosas), Virgília luta para manter sua sanidade mental. Dividida entre cuidar da própria vida e ajudar seus familiares que precisam dela financeiramente, muda-se de Cristal (pequena cidade gaúcha) e vai morar sozinha em Porto Alegre, num apartamento herdado pela mãe. Assim, poderá ficar mais perto de Marília, sua irmã mais nova, internada numa clínica depois de tentar matá-la, após sofrer um surto psicótico. 



O medo de Virgília é um livro que mistura diversos elementos em uma trama envolvente e ao mesmo tempo cativante e intensa, que vai deixar os leitores roendo as unhas até chegar às últimas páginas.

Virgília é a personagem principal do livro, ela está otimista com sua nova vida em Porto Alegre, além de mega ansiosa para seu novo emprego de gerente em uma joalheria. A jovem Virgília é uma pessoa super simples e tranquila, mas parte de sua família acaba tendo uma crise que ela de certa forma acaba se envolvendo e ficando cada vez mais preocupada com tudo que está acontecendo ao seu redor. 

Rosa Mattos, é brilhante na descrição dos personagens, são construídos e bem vívidos para os leitores, uma leitura fluída que envolve romance e até uma trama muito bem elaborada e recheado de mistérios. No fundo, algumas coisas da qual a autora escreveu, está presente em nosso dia a dia cada vez mais intenso. 

Será que Virgília consegue ficar totalmente racional em meio de pessoas com distúrbios cada vez mais enlouquecedores? O leitor vai ter que ler para descobrir, cada capítulo alterna entre ela e os outros personagens que estão presente em toda história. Uma leitura incrível que vai deixar o leitor de queixo caído.


13 comentários

  1. Já fiquei com pena da personagem com tantas pessoas problemáticas em volta, difícil estruturar a própria vida assim. O enredo bem construído e todos os mistérios tem tudo para me agradar. Gosto de me envolver com os dramas de cada um.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  2. Oi Rafael, resenha interessante.
    Parece que a autora é boa mesmo. Me deu muitaaa vontade de ler. Gostei mesmo da sinopse e do que vc escreveu sobre o q achou.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Sou fascinada desde pequena por distubios psiquiatricos, por isso tenho vários, gostei de conhecer essa história, e acho que posso gostar muito da leitura, e de conhecer essas irmãs

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Nem li o livro e já fiquei agoniada por causa da personagem, que parece ser bastante atormentada pelas pessoas problemáticas à sua volta. Parece ser um enredo e tanto e fiquei curiosa pra descobrir como a protagonista lida com a situação.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  5. Olá não conhecia esse livro, mas gostei da proposta. Cada vez é mais difícil vermos livros com personagens bem construídos e enredos amarrados. Gostei de saber também que o livro é ambientado no Brasil. Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Sua resenha me deixou bastante interessada pela trama. Sou fã de romance e mistério e parece que a vida da Virgília é complicada. Coitada!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  7. Olá! A capa do livro está linda, achei a sinopse bem interessante, gosto de livro com boas doses de drama, já está na "pequena" lista, beijos!
    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  8. Oi!

    Confesso que não conhecia a autora, menos ainda sua obra, mas a premissa me deixou realmente curiosa. Fiquei aqui pensando em o que causou os "surtos". OK, só lendo, eu sei, quem sabe role uma leitura no futuro. :D

    Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Oie Rafael, tudo bem? Gostei muito da resenha, bem resumida. A premissa do livro é super interessante e fiquei bem curiosa com a leitura. Acho que irei gostar também. Dica anotada! :D
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. OI Rafael,
    olha esse livro tem um ar de mistério e suspense que chamou a minha atenção, pena que no momento não estou podendo comprar nada por falta de espaço, os poucos cantos que sobraram estão reservados para os parceiros! Que vida cruel! Vou anotar o nome e torcer para conseguir ler um dia!

    Talita - viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  11. Esse tipo de livro que deixa os leitores roendo as unhas não me atrai não... Bem legal isso dos personagens serem bem construídos e vívidos, mas não fiquei com vontade de conhecer a história.

    ResponderExcluir
  12. Olha só essa sinopse já arrasa pra arrastar o leitor para o livro. Adorei sua resenha e dica anotada (;
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Olá.
    Já li muitas resenhas desse livro, mas infelizmente ainda não consigo me ver atraida por ele.
    Mas enfim, que bom que você curtiu, vou deixar anotado aqui e quem sabe mais para frente dou uma chance ao livro.

    ResponderExcluir