Resenha: O Invencível (MMA Fighter #2)

Título Original: Worth The Chance | Autora: Vi Keelad
Editora: Charme | Ano: 2015 | Páginas: 320

Conheça Liv Michaels.
Podem ter passado sete anos, mas conheço-o em qualquer lugar. Claro, ele cresceu em todos os lugares certos, mas os seus cativantes olhos azuis e o sorriso arrogante estão exatamente do jeito que me lembro. Mesmo que eu prefira esquecer. Liv Michaels está quase lá. Ela é inteligente, determinada e está perto de conseguir o trabalho que sonhou por anos. O tempo curou suas feridas antigas e, até mesmo, seu coração partido da devastação de ser esmagado por seu primeiro amor.
Conheça Vince Stone.
As mulheres adoram um lutador, especialmente um bom. Sorte minha que sou muito bom. Mas há uma mulher que não está interessada. Não uma outra vez. Vince "o Invencível" Stone é a fantasia de toda mulher... forte, sexy, confiante e totalmente no controle. Ele cresceu no meio do caos e aprendeu a nunca se envolver. Ele acredita que o amor pode derrubá-lo. Ele adora as mulheres, trata-as bem, coloca suas próprias necessidades antes da sua... nos momentos a dois. Mas, com a maior luta de sua vida se aproximando, seu foco deve estar no treinamento.
Quando o destino coloca Vince e Liv juntos novamente, não há como negar que a química ainda está lá. Mas será que Vince pode apagar as velhas cicatrizes do seu passado? Ou será que Liv é quem irá machucá-lo?


Vince (também conhecido pelos mais íntimos como Vinny) sempre teve uma vida conturbada, uma infância difícil em meio a vida desenfreada da mãe, regado a muitas bebidas e drogas, fizeram com que esse garoto crescesse e virasse uma situação problema, igual a tantos exemplos que observamos por aí. Ele tinha tudo para trilhar o caminho errado e só não fez isso porque um lutador resolveu direcionar a raiva que Vince sentia para o MMA, se tornando seu treinador e amigo. Não deu outra, ele tinha tudo para fazer o seu nome ser conhecido nesse mundo esportivo.

Agora, já maduro, Vince está cada vez mais perto do seu objetivo, e com certeza conseguirá grandes conquistas, isso claro, se forcar no treinamento e não perder a cabeça como fizera antes. A verdade é que ele conseguiu se manter longe das estatísticas, grande parte por ser "adotado" pela família de Nico e Elle, pois sua mãe continua com a mesma vida, ainda mais decadentes e sempre que possível, lhe arrumando novos problemas.

"Sei semanas atrás, quando meu pai disse ao amigo dele que sua filha seria tutora de um garota que estava com dificuldade em inglês, não pareceu ser grande coisa. Não até eu descobrir que o tal garoto era a mesma pessoas por quem eu tinha uma enorme queda desde o sétimo ano"

Agora o romance, mas não, o drama ainda não acabou! Vince só se apaixonou realmente uma vez, por uma nerd que lhe ensinava inglês, para que ele não reprovasse - essa era a condição de Nico para que ele continuasse treinando na academia - no início era algo bem focado, até que as horas, dias e semanas, os aproximaram e a paixão aconteceu. Quando Liv finalmente decidiu que Vince era a pessoas certa, ele simplesmente se afastou e sumiu. Ele não podia aceitar levá-la para o seu mesmo abismo. Ela era uma pessoa boa e merecia algo bem melhor que seus problemas e frustrações. Anos se passam até que os dois se reencontram, dessa vez Liv não está disposta abrir seu coração tão facilmente para quem a magoou tanto, e Vince está disposto a não deixar a oportunidade passar mais uma vez.

"Me oprime a sensação de estar em um trem desgovernado e sem meios para diminuir o impacto do acidente que inevitavelmente vai acontecer."

O Invencível narra alguns anos a frente do livro anterior, os personagens de "O Destruidor de Corações" ainda estão presentes em segundo plano, o que faz com que o leitor mate um pouco dessa saudade. Nessa obra, encontramos uma trama mais dramática, já que o estilo de vida da mãe de Vince e a descoberta de quem é o seu pai, traz uma dinâmica mais movimentada para o enredo. Claro que como todo o livro hot, as cenas estarão lá, descritas em detalhes, cheias de tensão, entrega, paixão e cumplicidade, mas essas outras dinâmicas dão um ritmo melhor a leitura, causando em certos momentos uma tensão sobre o futuro dos personagens.

Foi legal ver a evolução do personagem, mesmo que ele tenha aparecido poucas vezes no livro anterior. Se tornou mais focado, compreendeu melhor o valor do respeito, mas não deixou de lado seu sarcasmo que em diversos momentos arrancou um sorriso da leitora aqui. Liv é apresentada de maneira leve, e a partir do momento que vamos conhecendo a personagem, compreendemos seus medos e receios em se deixar envolver mais uma vez por um amor que só a machucou, mas com o decorrer da leitura, também é possível perceber que o tempo traz as suas mudanças e novas percepções sobre si mesmo.

O Invencível, não é aquele livro arrebatador, com certeza, não! Mas sua trama deixa a leitura mais diluída, desperta curiosidade para saber a remissão dos personagens e ao final, é impossível não torcer para o casal. A leitura foi feita em e-book, então, sem muitos detalhes sobre a diagramação. A narrativa é em primeira pessoa feitas por Vince e Liv, divididos em cinquenta e três capítulos curtos mais o epílogo.

"Acho que não importa o que planejamos para nós mesmos. Algumas coisas na vida são simplesmente poderosas demais para mudarmos."

Bjim e até mais!


13 comentários

  1. Olá!

    Não conhecia esse livro. Não parece ser aquele lucro cheio de mimimi. Parece ser bem interessante. Vou me arriscar e tentar ler qualquer dia desses.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá!!

    Confesso que não curto muito o gênero, então acabo lendo bem pouco.
    Eu gostei que tem uma parte dramática mais forte, isso chamou minha atenção. Não leria no momento, mas vou anotar a dica, quem sabe mais pra frente.
    Parabéns pela resenha!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Estou bastante curiosa para me aventurar nessa série e adorei a resenha.
    Fico muito feliz que os personagens do primeiro, mesmo em segundo plano, aparecem para matar um pouco da saudade. A premissa é bem legal e gosto da ambientação do livro. Quero muito saber como será trilhado o caminho de Vinny (já sou íntima kkk) e o que o destino irá lhe propor.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Dessa série eu só tenho o primeiro livro e nem li. Acho as capas lindas e essa a razão do meu interesse na série... Kkkkk... Ótima resenha, espero criar vergonha na cara e adquirir o restante e ler.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  5. Oi Tammy!
    Tenho muita vontade de ler essa série. Este segundo livro me chamou atenção pela história de Vince, apesar de achar algumas coisas clichês, fiquei curiosa para saber mais sobre o romance dele e Liv.
    Acho que a história tem tudo para me agradar.
    Adorei a resenha.
    Beijos.

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li nenhum dos livros da série, mas achei interessante preservar os personagens do anterior no enredo, mesmo que em segundo plano ou aparições. A trama parece interessante e, acredito, que poderá me surpreender tb. Prestarei mais atenção quando esbarrar com esse título por aí.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  7. Oi, Tâmara, tudo bem?
    Ah, essa trilogia tem pontos fortes e fracos, mas é uma das minhas queridinhas.
    Confesso que estou um pouco enjoada de livros do gênero hot, mas essa trilogia me faz abriar uma exceção sempre.
    Estou lendo o terceiro volume, "O Sedutor" e conhecendo um pouco mais do Jax, que teve uma participaçãozinha em "O Invencível". Até agora estou adorando.

    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Amanda
    http://www.confissoesfemininas.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Ultimamente, tenho visto bastante a capa desse livro, não só ele, mas os outros da série também (acredito que seja uma série). Enfim, mesmo me chamando a atenção, não parei para saber mais sobre a obra. Por ser a primeira resenha que leio, tenho que dizer que gostei da sua resenha, pois deixou claro sua opinião, e assim não acumalarei expectativas. Tenho o desejo de fazer a leitura, mas não agora.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Acho a premissa muito interessante. Nunca li nada parecido, pela temática, envolvendo luta. deve ter momentos bem emocionantes. E outra coisa que chama atenção é o fato de o narrador ser masculino, faz tempo que não leio um livro de romance narrado pelo homem.

    beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Oi
    eu vi esse livro rodando em alguns blogs e sempre que vejo as resenhas penso "Que interessante, porque ainda não li isso?" e toda vez esqueço de ver na Saraiva para comprar ou estou sem dinheiro (como hoje!) Esses livros são do meu gosto, basta só comprar para que eu possa descobrir se vou realmente gostar!
    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Ola lindona já li esse livro e gostei bastante dos personagens e como a autora trabalhou os tema sem deixar pontas soltas, a capa é um espetáculo a parte. Toda a trilogia é ótima, meu queridinho é o primeiro Nico. beijos e ótima resenha

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Tamara!!!
    Menina eu AMEI o Destruidor e estou olouca para ler esse em breve.
    Adorei a sua resenha e fiquei realmente curiosa com o que encontrarei nesse drama ai

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  13. Oiii!!

    Eu acho que nem sempre um livro precisa ser arrebatador para nos conquistar. Fiquei feliz em ver que o personagem foi evoluindo ao longo das obra isso é muito importante.
    Gostei da resenha!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir