Lançamentos do mês: Grupo Editorial Record

Neste aguardado nono volume da saga Crônicas Saxônicas, deveres familiares e lealdade aos seus guerreiros estarão em conflito. Os filhos do falecido rei Alfredo, Eduardo e Æthelflaed já dominam a maior parte do território saxão. Seus exércitos conquistam e garantem a soberania por onde passam. Mas isso não impede que os incansáveis nórdicos realizem constantes ataques aos seus reinos. Uhtred de Bebbanburg comanda a guarnição do burh de Ceaster, uma poderosa fortaleza no norte da Mércia construída pelos romanos. O poder da senhora Æthelflaed na região se expande, o que atrai olhos cobiçosos. Ragnall, o Cruel, reúne forças irlandesas e nórdicas no maior exército que jamais ameaçou o universo saxão. Com isso, a solução de Æthelflaed é colocar suas forças no interior de Ceaster para resistir aos ataques inimigos. Porém, quem será capaz de manter Uhtred entre as paredes de um burh quando sua filha, casada com Sigtryggr, irmão e inimigo de Ragnall, é colocada em perigo? Na luta entre deveres familiares e lealdade aos seus guerreiros, entre ambições pessoais e compromissos políticos, não há um caminho fácil. Mas um homem com a coragem de um verdadeiro guerreiro é capaz de trilhá-lo. Este homem é Uhtred, e este momento é decisivo para seu destino. 
Continuação da trilogia iniciada com “Império” e seguida por “Multidão”, o livro propõe uma ética da liberdade para viver no mundo de hoje e articular uma possível constituição de nosso bem-estar comum. Neste caso, “comum” substitui a dicotomia entre público e privado, socialista e capitalista, e as políticas baseadas nesta polarização. Examinando acontecimentos e cenários ao redor do planeta, os autores analisam a lógica das instituições e os modelos de governança adequados à nossa compreensão de um bem-estar comum global. E articulam as bases teóricas do que denominam “o governo da revolução”.




Edição especial e em capa dura de um dos grandes quadrinhos da série Asterix. Asterix, Obelix, e seus amigos irão participar dos famosos jogos olímpicos em Atenas, e todos os homens da aldeia partem para a Grécia para assistir às provas. Eles estão decididos a saírem vitoriosos, mas os Gauleses encontrarão uma competição acirrada tanto dos gregos quanto dos romanos. Será que Asterix conseguirá sua medalha de ouro ou irá amargar o gosto da derrota? 








Em Illidan, Azeroth, e todo o mundo conhecido, está em perigo, ameaçado de invasão por uma raça de demônios: a Legião Ardente. O elfo noturno Illidan Tempesfúria parece ser o único capaz de derrotá-los. No passado, ele se infiltrou na demoníaca Legião Ardente para conhecer o inimigo, mas suas motivações despertaram dúvidas e ele acabou preso por milhares de ano, sob os olhares de sua carcereira Maiev Cantonegro. Agora, libertado, ele deve vencer a desconfiança de todos, os próprios medos e ambições, a fim de parar os demônios. 





A série “A garota do calendário” já vendeu mais de 2,5 milhões de exemplares nos Estados Unidos e já teve o seu direito de publicação vendido para 30 países. A protagonista da história é Mia, uma jovem que precisa ajudar seu pai, que está em coma, a quitar uma dívida de um milhão de dólares. Para pagar o valor em um ano, a jovem aceita a proposta de sua tia para trabalhar em uma agência de acompanhantes de luxo. Ao longo deste tempo, Mia terá 12 clientes. Um para cada livro da série. No livro de maio, Mia vai trabalhar como modelo no Havaí, onde conhecerá Tai, um dos homens mais impressionantes que ela já viu. Com ele, Mia vai descobrir que o prazer não tem limites — e que ela deve aproveitar absolutamente tudo o que a vida tem a oferecer. 



Mia vai passar o mês de junho em Washington com Warren, um coroa rico que precisa de uma mulher a seu lado para tratar com políticos e investidores. O acordo entre eles não envolve sexo — já com Aaron, o filho de seu cliente, Mia não pode garantir… 










Em “É a sua vez!”, o instrutor profissional de relacionamentos Nick Savoy ensina às suas leitoras dicas e ferramentas necessárias para conquistar o homem dos sonhos — mesmo que ele pareça inalcançável. Após observar diversas interações sociais entre homens e mulheres, o autor desvenda os segredos que os homens nunca contaram, ajudando mulheres ao redor do mundo na busca pelo “cara ideal”. 








Hal Elrod é empreendedor, corredor de ultramaratonas, autor best-seller e palestrante internacional motivacional de sucesso. No livro ele propõe ao leitor uma tarefa simples, porém poderosa: acordar um pouco mais cedo e colocar o seu desenvolvimento pessoal como prioridade por meio da de seis atividades diárias: silêncio, leitura afirmações, visualizações, exercícios físicos e a criação de um diário. 











Publicado no Brasil originalmente em 1944, como parte da primorosa Coleção Rubáiyát, da editora José Olympio, “O vento da noite”, traduzido por Lúcio Cardoso, retorna em edição bilíngue pela Civilização Brasileira. É uma bela oportunidade de reviver o encontro entre dois grandes nomes na literatura e de observar as especificidades que permeiam os processos de criação do autor e do tradutor – uma relação marcada pela sensibilidade, intimidade, escuta e delicadeza. A edição é organizada e apresentada por Ésio Macedo Ribeiro, organizador dos Diários, de Lúcio Cardoso. A prestigiada tradutora Denise Bottman assina o texto de orelha. 





Coletânea de artigos, publicados e inéditos, escritos por Cid Benjamin no período entre 2010 e 2016. Nesse cuidadoso apanhado, Cid antevê os maus passos do governo do PT e, com espírito crítico, comenta os caminhos da esquerda no Brasil, deixando evidentes os motivos que levaram o país ao processo de impeachment de Dilma Rousseff e à atual situação econômica. Leitura obrigatória para entender o momento político pelo qual o país passa. 








Isabella, Mary e Lauren sentem que todos os seus amigos estão se casando. Domingo após domingo, chá de panela após chá de panela, elas admiram presentes, recolhem fitas e papéis de embrulho e comem sanduíches e cupcakes enquanto bebem champanhe. Mas, em meio a tanta comemoração, essas mulheres têm a própria vida para enfrentar. Com um senso de humor carregado, Jennifer Close nos faz reviver os tempos de emoção, desconcerto e “o que diabos estou fazendo com a minha vida?” do início da idade adulta. Passando por péssimos encontros familiares, viagens desastrosas, primeiros encontros horríveis, relacionamentos arruinados, outros que começam, o livro faz um retrato desta fase marcante da vida. 

Poucas horas depois de se conhecerem, Jade e Bel, ambas com 11 anos, veem-se envolvidas na morte de uma garotinha e tachadas de assassinas. As duas meninas são enviadas a diferentes reformatórios, onde recebem novas identidades e são instruídas a nunca mais entrar em contato uma com a outra. Agora elas são Kirsty, uma respeitável jornalista freelancer de Londres, e Amber, gerente de um parque de diversões no sul da Inglaterra. Quando Amber encontra um corpo em uma das atrações do parque, a mídia fica em polvorosa, e Kirsty, enviada para cobrir os assassinatos, acaba cruzando o caminho de sua velha conhecida. Não demora muito para as duas se darem conta de o quanto sabem uma sobre a outra. Com medo de que seu passado seja descoberto e exposto pelo frenesi da imprensa, Kirsty e Amber lutam para manter o segredo a salvo. 
Edição comemorativa em capa dura pela 60ª edição do livro mais conhecido de Paulo Freire. Neste livro revolucionário, Paulo Freire esmiúça as relações opressoras de nossa estrutura social e indica os caminhos para o entendimento de uma pedagogia libertadora e progressista, analisando todos os fatores que influenciam o aprendizado. Escrito em 1968, durante o exílio de Paulo Freire no Chile, “Pedagogia do oprimido” foi proibido pela ditadura militar e permaneceu inédito no Brasil até 1974. Desde então teve sucessivas reedições e já foi traduzido em mais de 20 países.






Nenhum comentário :

Postar um comentário