Resenha: Um passado sombrio

Título: Um passado sombrio 
Título Original: A dark matter 
Autor: Peter Straub 
Editora: Bertrand Brasil 
Páginas: 392 
Ano Lançamento: 2016 

Sinopse: Em 1966, um carismático e astuto guru, de passagem por um campus universitário do Meio-Oeste norte-americano, reúne um restrito grupo de discípulos, entre estudantes de colegial e universitário de fraternidade, num ritual secreto que resulta em um corpo horrivelmente dilacerado, um garoto desaparecido e as almas abaladas de todos os envolvidos. Quarenta anos depois, um escritor de relativo sucesso e amigo de infância da maioria dos garotos que participaram do ritual – além de marido de uma das garotas envolvidas –, sai em busca de informações sobre essa noite aterrorizante, com um projeto de livro em mente. Porém, para consegui-las, precisará não apenas reencontrar antigos colegas com quem perdeu o contato há décadas, mas também incitá-los a reexaminarem os eventos inomináveis que os têm assombrado desde então. Ao revelar as histórias individuais dos membros do grupo, Um Passado Sombrio eletrifica o leitor de maneira arrepiante e imprevisível – e prova que Peter Straub é, indiscutivelmente, um mestre do horror moderno. 

 Análise: 

Spencer Mallon, um suposto guru que conquistou a confiança de alguns jovens que passaram a segui-lo e de certa forma considerando um deus, tudo isso nos anos de 1966 e que de certa forma acabou mudando a vida desses adolescentes. 
O jovem Howard queria controlar a mistura de medo e repulsa que Keith despertava nele. Pág 70
O livro foi lançado pela editora Bertrand Brasil, que faz parte do catalogo do Grupo Editorial Record. A obra em si é muito bem diagramada, uma capa bem assustadora e com um enredo de arrepiar. Peter Straub é um escritor de sucesso e considerado um gênio do terror e amigo do mestre Stephen King, cujo já escreveram alguns livros em parceria. 
Vários clientes ainda presentes mantiveram os olhos em Olson, para se certificar de que ele realmente estava indo embora. Pág 112. 
Straub constrói um cenário bem elaborado com os personagens cujo são mostrados seus defeitos e qualidades e cada personagem tem de certa forma varias ligações na trama que é recheado com muito mistério. O autor desenvolve uma leitura bem fluida e instigante. 
Em pouco tempo, tudo tinha voltado à versão de normalidade familiar ao Hospital Lamont. Pág 151
Um dos personagens principais da história é o escritor Lee Harwell que começa a remexer o passado e no fatídico dia de um ritual macabro que envolve Spencer Mallon e seus amigos de infância, Harwell tem objetivo de escrever um livro contando tudo que aconteceu naquela noite do ritual. 

Harwell entra em uma série de investigações para saber tudo que aconteceu naquele ritual, sendo que seus amigos de infância estavam envolvidos, inclusive sua esposa. No decorrer da leitura, temos a ideia de cada pessoa que esta ligada com aquele evento macabro, que de certa maneira acabou dando errado e todos eles acaba dando o seu depoimento do que viu e presenciou. 

Agora fica para o leitor descobrir o que realmente aconteceu com Spencer Mallom e seus fiéis e jovens seguidores. Na capa do livro lemos a seguinte frase: “Aterrorisante...Impossível de largar...Coloque este no topo da sua lista” – Stephen King. Faça isso! Na rede social Skoob o livro recebeu avaliação de 3.1

12 comentários

  1. Olá; eu resolvi me arriscar (leio poucos livros desse gênero) e solicitei esse livro da parceria com a editora, vou ler logo, logo, bom saber que você gostou, tô mais animada para ler também, espero gostar tanto quanto você.

    ResponderExcluir
  2. Essa coisa de guru e rituais não me apetecem, fora que sou medrosa e não leio nada de terror rsrs. Olha essa capa?! Não leria, não rsrs.
    Bjo
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  3. Apesar da sua resenha fazer parecer que o livro é mais de suspense, eu não leria, não curto o gênero e esta capa dá medo, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    #Soumedrosaeassumo
    Parabéns pela resenha!

    http://blogliteraturanacional.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Gente eu preciso saber oque aconteceu com esse ritual, fiquei super curiosa com tudo preciso desse livro para ontem.
    Adoro livros de suspense e que me fazem pensar.
    Beijos
    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, não conhecia o livro ou o autor, mas o tipo do livro não é meu estilo, não sou fã desse tipo de livro e não achei a sinopse atrativa, não gostei, mas para quem gosta de suspense/terror é uma ótima pedida, mas eu não leria.
    bjus

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu nunca leio nada do gênero, pretendo começar a ler mais livros nesse estilo. Vou anotar esse aqui, parece ser bom =D Ainda mais com King falando isso haha'
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Olá! A capa é bem dark, rsrs
    Acho que vou deixar passar pela avaliação no skoob, :(
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Ainda não li esse livro, e estou curiosa para essa trama. Não leio tantos livros mais sobre o gênero, mas quando um livro interessante aparece, logo já fico curiosa. Gostei bastante da capa escolhida, e espero poder ler logo esse livro.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Sou apaixonada por esse gênero literário, mas ainda não conhecia esse livro. Fiquei muito interessada! Se foi elogiado pelo mestre Stephen King deve ser bom! Se ele manda colocar no topo da lista, quem sou eu para desobedecer?? Já está!

    ResponderExcluir
  10. Olá!!

    Esse livro está nos meus super desejados!!! Pretendo adquirir o mais rápido possível rs.
    A capa nem precisa falar né, já aguça a curiosidade.
    Adorei sua análise, eu ainda não tinha lido nenhuma. Espero ler logo.

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oioi! Tudo bem?
    Quase pedi o livro Um passado sombrio para a editora, achei tao linda a capa e a sinopse é de arrepiar.
    FIquei curiosa para saber o que aconteceu com Spencer Mallom e seus fiéis e jovens seguidores.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir