Resenha: Rostos na multidão

Título: Rostos na multidão 
Autora: Valeria Luiselli 
Editora: Alfaguara 
Páginas: 168 
Ano Lançamento: 2012 

Sinopse: No México, uma jovem mãe de duas crianças pequenas tenta escrever um romance sobre sua juventude em Nova York e a obsessão que tem por um excêntrico e obscuro poeta mexicano, Gilberto Owen - que viveu na mesma cidade nos anos 1920. A presença quase fantasmagórica do poeta envolve a narradora com frequência. A vida familiar da jovem rui lentamente, assim como a de Owen ruía tantas décadas atrás. Enquanto busca recriar a biografia do escritor conterrâneo, a voz da narradora, outrora tradutora de livros estrangeiros em uma pequena editora nova-iorquina, começa a dar lugar à voz do próprio Owen. O espectro de um poeta desiludido e à beira da morte vai tomando forma e sua fala gradualmente ocupa seu espaço na narrativa, para contar ele próprio sua trágica jornada. Nestas vozes entrelaçadas estão histórias distantes no tempo, mas próximas na essência: vidas em constante movimento, que recordam seu passado enquanto procuram reagir às dificuldades do presente. Tanto a narradora quanto Owen, falecido em 1952, abordam os temas de identidade, desintegração e perda. Segundo a revista Vanity Fair, o livro é "uma coleção de fragmentos polidos, perfeitos, que se encaixam formando uma história tridimensional".
Análise: 

Uma jovem mãe com duas crianças tenta organizar e escrever um romance sobre sua vida em Nova York e sua busca por saber ainda mais sobre a vida de um escritor e poeta Gilberto Owen, que viveu na mesma cidade nos anos de 1920. 

A vida da jovem escritora é intensa, ela corre de um lado para o outro em busca de pistas que ela possa montar o quebra cabeça e dar inicio em seu romance, o único problema é a constante pressão do seu editor chefe. 

O livro é fragmentado, com capítulos pequenos do qual leva o leitor até o passado, recriando os últimos momentos de vida do autor, sem contar que existe uma boa construção no enredo alternando no passado e no presente. 

Conhecemos também o lado ruim da história, a jovem autora tem o seu casamento abalado e vê em um dilema para criar seus filhos. O livro em si pode ser degustado em um final de semana, uma leitura bem fluida. Na rede social Skoob o livro recebeu nota de 3.6


Nenhum comentário :

Postar um comentário