Resenha: As Pontes de Madison

Título: As Pontes de Madison 
Título Original: The bridges of Madison County 
Autor: Robert James Waller 
Editora: Única
Páginas: 1912 
Ano Lançamento: 2015 

Sinopse: O ano é 1965, e a cidade de Iowa, interior dos Estados Unidos, parece estar ainda mais quente nesse verão. Francesca Johnson, uma mãe de família que vive uma vida pacata do campo, não espera nada além dessa temporada do que o retorno dos filhos e do marido, que viajaram. Sua tranquilidade, porém, será interrompida com a chegada de Robert Kincaid, um fotógrafo de espírito aventureiro que recebeu a missão de registrar as belíssimas pontes de Madison County. Francesca e Robert comprovaram para o mundo que o valor das coisas está realmente na intensidade que elas carregam e não no tempo que duram. Casada, mãe, Francesca não deveria ter sentimentos tão fortes por esse fotógrafo. Assim como ele, um homem tão livre, nunca se viu tão preso a alguém que acabou de conhecer. E é justamente assim que as paixões intensas funcionam: é como ser atingido por um raio quando menos se espera, e, de repente, seu corpo e sua existência estão preenchidos de energia, sem ter como voltar atrás para o estado anterior. E perdemos todo e qualquer pudor ao ver que é possível, uma vez mais, encontrar espaço para dançar. As pontes de Madison dá voz aos anseios de homens e mulheres de todo mundo e mostra, por meio desse encontro fortuito e avassalador, o que é amar e ser amado de forma tão ardente que a vida nunca mais será a mesma. 

Análise: 

As pontes de Madison é mais que uma história de amor, prova que uma paixão avassaladora pode mudar o destino de duas pessoas. 

O livro conta sobre dois desconhecidos que são eles; Francesca Johnson, uma mae de família que tem um estilo de vida bem tradicional e pacato, morando no campo, outro personagem é o fotografo e aventureiro Robert Kincaid, seu espirito de aventureiro faz viajar em todos os lugares do mundo, fotografando para diversas revistas. 

A obra superou todas as minhas expectativas, uma leitura constante e fluida. O romance é ambientado no ano de 1965, em Iowa, interior dos Estados Unidos. Os dois personagens mostra para nós leitores o valor de cada pequeno detalhe, o amor deixa tudo em volta das pessoas algo ainda mais especial e sincero. 

A parte gráfica do livro está impecável, gostei do tamanho da fonte e espaçamentos muito bem adequados, proporcionando uma boa leitura. 

Mais que recomendo esse livro, uma verdadeira luta interior para ser feliz no amor, Francesca e Robert vão encantar diversos leitores, mostrando toda pureza de um verdadeiro e sincero amor. Na rede social Skoob o livro recebeu avalição de 4.3


2 comentários

  1. Olá Rafael!
    Adorei essa capa. Tenho muita curiosidade em assistir ao filme. Se eu curtir parto para o livro :)
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - SORTEIOS NO BLOG! PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  2. Oi, Rafa! Tudo bem?
    Adoro romances, e tenho certeza que esse irá me surpreender tanto quanto surpreendeu você. Já está na minha listinha de próximas leituras.

    Beijocas da Jay

    BLOG: A Prateleira
    TWITTER: @APrateleira
    PÁGINA: A Prateleira
    INSTAGRAM: @aprateleira
    SKOOB: Jayne Queiroz

    ResponderExcluir