[Literatura, sua linda!] Vem ni mim, literatura sua linda!



"Fim de semana começou Ohohohohohooh..." E é dia do que? Leeeeeeeeeer!!!
Inauguramos a nossa sexta, com um dos meus poetas favoritos: FERNANDO PESSOA!
Genialmente louco e bêbado, conseguiu não apenas falir seu jornal, como torrar toda sua herança. Esquizofrênico, Arrebanhou (e ainda arrebanha) milhares de leitores com seus heterônimos (heterônimo é aquele personagem que você cria, dá vida ao cara, tudo! Pai, mãe, endereço, vida e morte, diz até o que ele escreveu e ele não existe) Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Álvaro de Campos. Nos seus heterônimos ele não apenas mostrava sua versatilidade e traquejo literário, mas exorcizava seus demônios, vivia sua loucura e expunha sua miséria.


 H U M A N O:

"POEMA EM LINHA RETA
Nunca conheci quem tivesse levado porrada.
Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.
E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil,
Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita,
Indesculpavelmente sujo,
Eu, que tantas vezes não tenho tido paciência para tomar banho,
Eu, que tantas vezes tenho sido ridículo, absurdo,
Que tenho enrolado os pés publicamente nos tapetes das etiquetas,
Que tenho sido grotesco, mesquinho, submisso e arrogante,
Que tenho sofrido enxovalhos e calado,
Que quando não tenho calado, tenho sido mais ridículo ainda;
Eu, que tenho sido cômico às criadas de hotel,
Eu, que tenho sentido o piscar de olhos dos moços de fretes,
Eu, que tenho feito vergonhas financeiras, pedido emprestado sem pagar,
Eu, que, quando a hora do soco surgiu, me tenho agachado
Para fora da possibilidade do soco;
Eu, que tenho sofrido a angústia das pequenas coisas ridículas,
Eu verifico que não tenho par nisto tudo neste mundo.
Toda a gente que eu conheço e que fala comigo
Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,
Nunca foi senão príncipe - todos eles príncipes - na vida...
Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!
Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.
Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?
Ó príncipes, meus irmãos,
Arre, estou farto de semideuses!
Onde é que há gente no mundo?
Então sou só eu que é vil e errôneo nesta terra?
Poderão as mulheres não os terem amado,
Podem ter sido traídos - mas ridículos nunca!
E eu, que tenho sido ridículo sem ter sido traído,
Como posso eu falar com os meus superiores sem titubear?
Eu, que venho sido vil, literalmente vil,
Vil no sentido mesquinho e infame da vileza."

Fernando Pessoa PESSOA, F. Poesias de Álvaro de Campos. Lisboa: Ática. 1944 (imp. 1993). p. 312.

Por isso que iniciamos a nossa jornada com esse sensacional poeta, escritor, marginal, louco e humano, inteiro, farsante, multifacetado e vil. Com esse poema te deixo pra pensar NA SUA VILEZA! NAS SUAS MISÉRIAS! Crescer com elas, e decidir o que fará com tudo isso nos próximos meses que te esperam. Ele usou a loucura para entrar para história, e você?


Mariane Helena

49 comentários

  1. Saudações Lady Mariane,
    Sejas imensamente bem-vinda!
    A postagem de apresentação/iniciação não poderia ter sido melhor. Fernando Pessoa me acompanha há alguns anos - muitos -, e às vezes me traz a nostalgia das aulas de literatura, além é claro, da genialidade de suas obras.


    Venha visitar o Castelo
    Att
    Ana P. Maia ♛
    The Queens Castle

    Cara de um, focinho do outro
    Cara de um, focinho do outro - EXTRA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana! Que bom que gostou. É certo que retribuirei a visita! ;-)

      Excluir
  2. Olá Mariane,
    Muito bom ler esse poema, muito lindo!! Fernando Pessoa é sensacional.
    Um ótimo final de semana para você!!
    beijos
    www.conchegodasletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é lindo Daya! Desejo que estejamos sempre juntas aqui no fds :*

      Excluir
  3. Olha primeiramente quero dizer que adorei o poema escrito
    Já fazia um tempão que não lia nada sabia?
    Estava até com saudades e gostei de ler.
    Parabéns. Espero que seu nao seja de muitas postagens
    maravilhosas como essa =] BOM FINAL DE SEMANA

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/01/resenha-lexus-o-despertar-da-escuridao.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda! Sim! Sempre terás aqui bons textos para seu fds.... bju bju

      Excluir
  4. Não sou muito fã de poemas, mas me deparei com algo lindo, rs
    Adorei espeto ver mais posts assim
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom! Essa coluna foi feita para admirarmos a literatura e nos melhorarmos através dela e por meio dela.

      bjinhu

      Excluir
  5. Oi, Maria Helena
    Pessoa era um cara muito interessante em todos os seus Heterônimos.
    Estou com um livro dele pra devorar no meu desafio anual, mas é
    escrito pelo Alberto.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade! Genial na sua loucura, e totalmente dominador de sua escrita. Se deleite muito no Alberto Caeiro, é uma das faces mais interessante do Pessoa.

      Excluir
  6. Oie Mariane,
    Gostei do poema, apesar de não ser fã de poemas. Ótima forma de Inaugurar a sexta, espero mais post assim.
    Beijos
    Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Bruna! Então sempre dê uma passadinha aqui ;)

      Excluir
  7. Olá,
    Faz muito tempo que não leio nada de Fernando Pessoa e foi muito bom poder relembrar aqui no teu blog, esse poema eu só li uma vez mas não me esqueci dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É incrível neh?! Espero poder te inspirar com mais autores... Volte sempre querida. ^^

      Excluir
  8. Ahhhhhhhhhhhhh Fernando Pessoa é incrivel heim? Que habilidade com as palavras, que sentimentos e que inteligencia a cada verso. Houve uma época em que eu lia quase todo dia, um poema dele, meio como mantra!!! Adorei o post, me fez viajar para outros tempo meus!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que otimo Ivi! Final de semana é pra viajar mesmo, e o livro nos leva... sem tirar os pés do chão. <3

      Excluir
  9. Olá, Mariane! Que coisa maravilhosa iniciar o ano dessa forma. Adoro ler aquilo que me deixa pensando sobre a jornada que é a vida - que para alguns é longa demais e para outros passa em um piscar de olhos. Apesar de não ser muito fã de poemas, gostei muito de ler esse agora.
    Feliz 2016 a você e ótimo final de semana. :3

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart,
    Império Imaginário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe Fê, eu acho que a literatura tem que nos empoderar! Agregar não só conhecimento, gramatical e tals, mas nos melhorar de alguma forma. Aqui não serão só poesias, mas sim, o que realmente é bom de ler e de assimilar, com os melhores escritores de todos os tempos!

      bju bju

      Excluir
  10. Ainda não tinha lido nada de Fernando Pessoa e confesso que gostei muito do poema. Adorei também sua iniciativa em posta-lo aqui no seu blog e dar a leitores como eu a oportunidade de conhece-lo ;)

    Booksimaginary.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Ana!!! Pretendo não apenas postar textos, mas contar também um pouco do autor para que a leitura faça mais sentido. Para que consigamos mergulhar mesmo no sentimento por detrás das letras. ;)

      Excluir
  11. Oiee ^^
    Confesso para você que nunca li nada do Fernando Pessoa, e que não sabia nada sobre ele *-* fiquei um pouco chocada...haha'
    Adorei a poesia, estou pensando em procurar mais obras dele este ano, que será o ano dos clássicos para mim...haha' clássicos brasileiros, por favor ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br/2016/01/divulgacoes-da-semana.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Dryh! LITERATURA BRASILEIRA!!! Olha, você fará um excelente investimento comprando os livros de Fernando Pessoa. Recomendo alguma antologia dele, para que você conheça um pouco de cada um de seus heterônimos, e veja qual te toca mais, ou o mais surpreendente! É imensurável a capacidade que esse cara tinha de se mostrar, se escondendo. #aaaaamo

      Excluir
  12. Olá!

    Não sou muito de ler poemas, quando mais nova lia mais, mas adorei este!
    Não conheço as obras do autor, tudo o que li foi através do tumblr, e são apenas trechos de seus livros, tenho curiosidade em ler algum livro do autor, mas não por agora.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrs... Oi Thay! São textos incriveis, mas que precisam ser apreciados... analisados... Isso ai, se não é a hora de ler Fernando Pessoa. Leia essa coluna! ^^

      Excluir
  13. Oie!
    Nossa, final de semana é sempre muito esperado por todos, e para mim, com certeza tem ótimas leituras <3
    Eu não li nada do Fernando Pessoa, e não conhecia essas particularidades sobre ele. Muito interessante o poema apresentado, evidencia o talento do Fernando Pessoa.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade! Mas esse texto á apenas um de tantos outros geniais. E pra você que gosta de aproveitar o fds com boas leituras, passe sempre por aqui que terá excelentes sugestões.

      Excluir
  14. Oi, Mari!
    Gosto muito de Fernando Pessoa, mas ainda prefiro Drummond e Mário de Andrade... acho que é por causa da loucura, de louca na minha vida basta eu! hahaha...
    Respondendo à sua pergunta, costumo usar mais da minha razão do que a loucura para escrever... Isso se deve ao fato de que meus primeiros escritos foram feitos durante um curso, daí era mesmo preciso pensar pacas... Hora de inovar, não acha!
    Bela postagem!
    Até + ver! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curtiu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau Nuccia! Adorei! Eu também sou apaixonada pelo Mario de Andrade. Eu acho que você encerrou muito bem seu comentário... É HORA DE INOVAR! VAMOS FAZER DIFERENTE! E uma dose de loucura bem canalizada (como era a de pessoa) produzirá belos frutos literários pra ti.

      #QuebreAsRegras

      Excluir
  15. Oiii!

    Adorei o post! Muitas pessoas só conhece o autor por conta daquelas frases de efeitos que postam nas redes sociais e eu gostei de saber um pouco mais da história dele, uma vez que não me lembrava.
    Não tenho como descrever o que acho das obras dele, acho sutis e agressivas ao mesmo tempo. Não sei... É muito bom/

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou tudo Ana P! Realmente a internet tras muito superficialidade aos leitores. E Pessoa é assim mesmo, um mix de coisas, já que ele trabalhou com no minimo 5 pessoas diferentes em si, onde cada uma tinha como traço marcante algo da personalidade do autor. É tão louco isso, que só uma pessoa incrivelmente GENIAL, conseguiria fazer isso com tanta maestria, sem em momento algum se perder entre eles.

      Excluir
  16. Olá!
    Eu não sabia que Fernando Pessoa tinha feito isso da sua vida, rsrs! ms quando eu estudei sobre ele achei bem legal os seus poemas e como ele construía os seus heterônimos, o poema que você escolheu é simplesmente fantástico
    Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Manoel! Todos os escritores, na sua grande maioria, foram fracassados, frustrados, mal compreendidos... Cada um com uma história mais cabeluda que a outra! kkkk, mas isso faz de mim, (e acho que isso vale para qualquer escritor) uma pessoa menos rígida comigo, me faz tirar esses escritores que eu tanto admiro de um pedestal e perceber que não sou a unica a fracassar e que se eu insistir no texto em que eu acredito, um dia dará certo.

      Excluir
  17. Fernando Pessoa não é meu poeta favorito, mas adoro o fato de ele ter heterônimos, só que eu não lembrava o nome dos fulanos. Já o poema é bem bonito e o título da postagem é muito massa <3

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Gio! Sexta-feira tem mais! ;)

      Excluir
  18. Muito bom reler esse poema, muito lindo!! Fernando Pessoa é maravilhoso. Adoroo

    beijinhos
    http://viajandoentrecitacoes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo Tati! Espero que reencontrar aqui mais vezes.

      Excluir
  19. Oi!
    Que bonito o texto escolhido, bastante reflexivo! Durante o ensino médio li vários textos do Fernando Pessoa e sempre admirei a versatilidade dele de criar seus heterônimos e textos tão únicos, já que cada heterônimo tem características tão opostas e únicas, enfim, uma ótima escolha!
    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Andy!Acho que a literatura antes de informar tem que transformar, não dá pra sair de dentro de um livro, igual, como era antes.

      bju bju

      Excluir
  20. Oi Mariane, sua linda, tudo bem
    Salvo engano, o que eu entendi é que ele se sente sozinho, pois convive com pessoas que aparentemente não possuem problemas, são perfeitas "semideuses". E desabafa que não é possível que isso aconteça, que ele seja o único mortal a cometer tais vilezas. Não conheço o contexto, o sentimento do autor, mas as vezes acontecer de estarmos com problemas e todos ao nosso redor serem bem sucedidos, felizes, naquele mesmo momento. E a pessoa não se conforma, se incomoda.
    Um ótimo tema para discutirmos.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou bem, Flor! Está correta, é uma critica bem irônica sobre a hipocrisia da sociedade como um todo né?! Onde aquele que assumi sua miséria é jogado a margem, num cantinho de despejo. Corajoso e altamente dominador de seus demônios.
      Sempre que quiser papear, debater, ideias ou um papinho de comadres... Tamujunto!

      Excluir
  21. Ola lindona amei essa nova coluna, estamos tão acostumados com nossa zona de conforto que postagem como essas nos fazem lembrar o quanto é bom ler poesias e poemas ainda mais desse mestre Fernando Pessoa, tenho um livro dele em casa e vou pegar para ler, adorei o poema escolhido e que venham mais poemas. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça isso Joyce, Não Vai se arrepender! Te desejo um 2016 enflorado de poesias.

      bju bju

      Excluir
  22. Fernando Pessoa é sensacional, Fernando pessoa é O POETA! Amei essa nova coluna e amei ler esse poema. Trás mais!! kk

    Bjokas!

    ResponderExcluir
  23. Oie, Que legal sua nova coluna! É sempre bom, deixarmos os livros que todos gostam para parti para algo mais, mesmo que seja de livros, mas sabemos que é totalmente diferente. Não conhecia a poesia, mas amei conhecê-la.

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
  24. Que coisa linda!
    Adoro poesias, poemas, prosas tudo da literatura.
    Pessoa é um clássico. Adoro tudo que ele escreveu.
    Amei ver seu post.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  25. Adorei o poema, sempre gosto de ler alguns, acho que de alguma forma acabam nos inspirando. Não sabia que o autor era esquizofrênico, bêbado e que tinha falido um jornal, as vezes percebemos que não sabemos de nada não é mesmo?! rs. Parabéns pelo post.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  26. Olá.
    Acredita que nunca li nada do poeta?
    Após ler sua postagem vi como ele escreve bem e profundamrnte.
    Adorei o texto que você apresentou e estarei esperando por mais.
    Beijos

    ResponderExcluir