Quotes: Jane Eyre (Parte 1)


Jane Eyre é a obra mais conhecida da autora Charlotte Brontë. Seu sucesso atravessou séculos e você só passa a compreender realmente o porquê, quando para por um instante, entra nesse universo tão bem idealizado de Jane Eyre e se rende à obra. Por esse motivo, que resolvi separar os quotes em partes, pois seria uma injúria reduzir essas citações para dar em um post.

Espero que vocês se deliciem tanto quanto eu nesses pequenos trechos de Jane Eyre.

"Convencionalismo não é moralidade. Integridade própria não é religião. Atacar o primeiro não é investir contra o último. Arrancar a máscara da face dos Fariseus não é estender uma mão ímpia para a Coroa de Espinhos. Essas coisas e esses atos são diametralmente opostos e tão distintos quanto o vício da virtude. Os homens frequentemente os confundem, mas eles não devem ser confundidos: a aparência não deve ser tomada equivocadamente pela verdade. As estreitas doutrinas humanas, que apenas tendem a encher de júbilo e engrandecer alguns poucos, não devem substituir a crença universalmente redentora em Cristo." - p.8

"Não, eu não era heroica o bastante para comprar a liberdade com o sacrifício da classe social." p.34

"É infinitamente melhor aguentar com paciência um castigo que só atinge você, do que cometer uma ação indispensável cujas consequências atingiram todas as pessoas da sua família." p.68

"A vida me parece curta demais para ser gasta nutrindo animosidades ou recordando erros." p.72

"Mesmo que o mundo inteire a odeie e a julgue má, enquanto sua consciência estiver tranquila e isentá-la de culpa, você nunca ficará sem amigo." p.84

"Não estou escrevendo para exaltar a vaidade dos pais, fazer eco à hipocrisia ou apoiar falsidades. Estou apenas dizendo a verdade." p.130


"A inquietação estava na minha natureza e às vezes arrastava-me ao sofrimento." p.131

"É inútil dizer que os seres humanos devem contentar-se com a tranquilidade. Eles precisam de ação. E tem que buscá-la, se ela não vier ao seu encontro. Milhões são condenados a uma vida mai pacata do que a minha, e milhões se revoltam em silêncio." p.131

"Cuidado com o remorso, quando tiver a tentação de cair em erro, Miss Eyre. O remorso é o veneno da existência." p.163

"Nunca sentiu ciúme, não é Miss Eyre? Claro que não: não preciso perguntar, pois nunca sentiu amor. Ainda vai experimentar os dois sentimentos. Sua alma está adormecida. Então surge o choque que a acordará. Você acha que toda a existência desliza nesta calma corrente em que até hoje deslizou sua juventude." p.169

"É loucura uma mulher permitir que o amor secreto queime dentro dela. Amor que, desconhecido e não correspondido, devora a própria vida que o alimenta. E, se revelado e retribuído, pode levar, como um fogo-fátuo, a um pântano de onde não há como sair." p.190

"Seja respeitosa e não se permita amar com toda a força do seu coração e da sua alma alguém que não deseja essa dádiva e pode desprezá-la." p.192



Nenhum comentário :

Postar um comentário