Resenha: A playlist de Hayden

Título: A playlist de Hayden 
Título original: Playlist for the dead 
Autor: Michelle Falkoff 
Editora: Novo Conceito 
Páginas: 288 
Ano lançamento: 2015 
Sinopse: A Playlist de Hayden - Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava. A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil. 

Análise: 

O livro já começa com uma grande tragédia, o suicídio do jovem Hayden. A comoção foi grande na pequena cidade do qual Hayden nasceu e viveu sua adolescência. 

A editora Novo Conceito sendo nossa parceira nos enviou um exemplar, a edição está muito bem trabalhado com boa diagramação e edição de imagem, o tamanho da fonte e espaçamento está bem proporcional. 

A autora soube como transmitir para os leitores a situação vivida pelos principais personagens em diversas situação e formas de bullying, Sam e Hayden são vitimas de toda brincadeira de mal gosto por uma turma do colégio. 

Hayden e Sam são os típicos nerds que sofrem com brincadeiras e zoação dos garotos mais velhos, os dois jovens são nerds assumidos e fãs do Star Wars, viciados em vídeo game e leitores de revista em quadrinho. No inicio do livro nos deparamos com Sam encontrando Hayden em seu quarto enrolado no lençol do Star Wars, o melhor amigo do Sam estava morto e apenas um bilhete para que ele entendesse o motivo do suicídio. 

Outra pessoa aparece na vida do Sam, a jovem Astrid que passa a juntar algumas peças do quebra cabeça para que Sam entenda o real motivo do seu melhor amigo ter cometido suicídio. Temos a real sensação de ver dois jovens sendo vitimas de bullying no colégio, formado pela chamada trifeta do bullying que são três jovens, Ryan ( irmão de Hayden), Trevor e Jason que atormenta os dois diariamente. 

O meu ponto de vista sobre o livro é a seguinte; por diversas vezes refleti sobre a vida, por uma mínima situação a pessoa chega a tirar sua própria vida. 

Vale lembrar que a autora está de parabéns por escrever uma história fluida e instigante do começo ao fim, e desse uma visão clara do sentido da vida para cada um de nós. Na rede social Skoob o livro recebeu nota 4.0


Um comentário

  1. Adorei a premissa desse livro, é é sobre um tema que me interesso muito. Obrigada pela dica, não conhecia a obra ainda.

    Hugo

    ResponderExcluir