Resenha: Moby Dick

Titulo: Moby Dick 
Autor: Herman Melvillle 
Editora: Publifolha 
Páginas: 654 
Ano Lançamento: 1998 
Sinopse: Moby Dick é um romance do autor estadunidense Herman Melville. O nome da obra é o do cachalote enfurecido, de cor branca, que havendo sido ferido várias vezes por baleeiros, conseguiu destrui-los. Originalmente foi publicado em três fascículos com o título de Moby-Dick ou A Baleia em Londres em 1851, e ainda no mesmo ano em Nova York em edição integral. 

Análise: 

Mais um clássico da literatura Mundial concluída e com certeza esse livro entrou na minha lista de favoritos. 

Moby Dick é uma obra prima da literatura Mundial, escrito pelo autor norte americano Herman Melville, obra publicada inicialmente em 1851. A vida literária do autor de Moby Dick não foi as mil maravilhas, foi um fracasso total a venda dos seus livros tendo vendido apenas três mil exemplares, infelizmente ele teve todo o reconhecimento após sua morte. 

Muitas pessoas com certeza nunca leram esse livro, mas aposto que muitos já viram referencias sobre a grande baleia branca por exemplo, em um episodio do Pica Pau e também desenhos da Disney. A edição da qual eu li é o volume único, muitos podem encontrar a edição em dois volumes. 

O livro começa contando sobre o personagem principal, Ismael um jovem e novato na caça de balei, que decide firmemente entrar e fazer parte da equipe do navio baleeiro, o Pequod. Ahab é o comandante do baleeiro e possui uma perna de pau, causada pela terrível cachalote, tornando assim a sua principal caça, qualquer custo de encontrar a baleia branca para finalmente poder colocar toda sua fúria tentando mata-la e enfim fazer a justiça e vingança. 

Deixo avisado para os leitores que durante a leitura você vai se deparar com muitos termos técnicos referentes ao navio, baleis e direções marítimas, ponto positivo do livro é que contem notas de rodapé, sendo assim um grande auxilio para todos aqueles que não têm conhecimento nenhum sobre assuntos marítimos. 

O livro é intercalado por capítulos curtos e outros extensos, em certas partes achei exaustivo a narrativa entre os personagens, porém já em outros capítulos se tornou bem intenso e cheio de aventura, fazendo assim a leitura até o final da aventura.

O leitor também vai conhecer os lugares aonde o baleeiro fez suas paradas, com pessoas e cultura de diversos cantos do Planeta. É mais que um livro, um clássico do quais todos devem ler e se aventurar nas páginas para caçar a terrível baleia branca. Na rede social Skoob o livro recebeu nota 3.7



3 comentários

  1. Já tá na lista de próximas leituras! ótima resenha!

    ResponderExcluir
  2. Tenho muita vontade de ler esse livro!Como vc mesmo disse há muitas referências dele em filmes e desenhos.Vou incluí-lo na minha lista de livros que quero comprar.Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  3. Muito boa resenha, esta versão é mais curto do que eu tenho 780 páginas. Moby Dick é épica, uma história que ilustra grandes cenas, preocupações filosóficas e dualidade que encontra-se em todas as criaturas. A história da grande baleia branca, é um magnífico dramatização do espírito humano em um cenário de natureza primitiva. Actualmente encontro-me ler este clássico, tomar algumas páginas e ele realmente está me cativar. Eu só vi o filme No Coração do Mar do Ron Howard é, e é um espetáculo visual bastante interessante que recebe cenas específicas com força suficiente. Uma grande história, grandes performances, grandes efeitos especiais e cenas de ação enérgicos, mas talvez o script é um pouco dispersos querendo cobrir muitos tópicos, a mensagem final não deixa de ser claro e não consegue mover como deveria.

    ResponderExcluir