Resenha: 2363 - O futuro como você nunca imaginou

Autor: Y. N. Daniel
Ano: 2013
Páginas: 400

Sinopse: Os funcionários da embaixada americana em Paris são barbaramente assassinados. A CIA, que em 2363 é um órgão independente do poder público, afirma ter provas de que a operação foi arquitetada por pessoas ligadas ao governo francês. O povo americano pede uma ação enérgica do governo, mas este não pode confiar cegamente na CIA. Então, para responder a pergunta "Tem a CIA, ou qualquer organização governamental, envolvimento no atentado à embaixada americana em Paris?" é contratada, sem que o presidente saiba, Gloria Sanson, uma prostituta que tem a rara habilidade de ler mentes. Sua missão, vasculhar a mente do diretor da CIA e sobreviver para contar o que viu. Há vinte anos no ramo, confiando na sua experiência e sorte, ela aceita o trabalho sem saber de um pequeno detalhe: é uma missão suicida.



Bom, todo o início da estória se encontra na sinopse, então não tem nem o que eu contar aqui, ou vou acabar contanto coisa que não devia hahaha
Quando você sabe que tem uma bala com seu nome doida pra encontrar a tua cabeça, o frio é o que menos importa.
Após concluir sua missão, Glória se refugia no Brasil com seu filho. Especificamente em São Paulo, com suas tecnologias ultra modernas como carros flutuantes.

Enfim, comecei o livro super empolgada após ler uma resenha super bem indicada e foi ai que eu errei. O livro até que é legal, bem estruturado e desenvolvido, mas sei lá. Faltou alguma coisa.

O contexto criado, a evolução da tecnologia, as habilidades que algumas pessoas desenvolveram é bem interessante, mas os personagens em si não me cativaram. Sabe quando você gosta tanto de um personagem que parece que você estava junto com ele naquele momento? Pois é, isso não aconteceu comigo.

É uma estória legal para passar o tempo, maaaaas não é daquelas que te cativa, te inspira a continuar e entrar em depressão pelo fim. Pelo menos foi assim para mim.

Embora não tenha sido uma boa experiência, aconselho a ler, tirar suas próprias conclusões e compartilhar comigo porque quero saber se foi só comigo hahahaha

Um beijo, um queijo e até a próxima.



Um comentário

  1. Oi, Thaysa! Tudo bem? Eu não conhecia o livro e apesar de achar a sinopse promissora, sua resenha me deixou um tantinho receosa. Se com 400 páginas o livro deixou essa sensação de que ficou faltando algo, confesso que isso não é lá um com indicador para mim. De qualquer forma, curto muito tramas de investigação e espionagem, talvez isso compense na minha leitura, é o que eu espero! Bjj
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir