Resenha: Não há heróis

Título original: No hero: The evolution of Navy Seal 
Autor: Mark Owen / Kevin Maurer 
Editora: Paralela 
Páginas: 219 
Ano Lançamento: 2015 
Sinopse: Não Há Heróis - Depois do fenômeno de vendas Não há Dia Fácil, Mark Owen, ex-SEAL da Marinha Americana, escreve seu segundo livro, Não há Heróis, no qual conta as histórias que mais o marcaram em sua carreira, transformando-o no soldado e na pessoa que é hoje. Não há Heróis é um relato mais pessoal. Owen relembra as histórias mais marcantes, vividas ao longo dos 13 anos em que ele serviu como SEAL, incluindo momentos-chave onde, no sucesso e no fracasso, ele passou a conhecer melhor seus colegas e a si próprio. Tão repleto de ação quanto Não há Dia Fácil, com histórias que vão dos treinamentos ao campo de batalha, Não há Heróis traz ao leitor uma perspectiva interna das experiências e valores que fizeram com que Mark Owen e seus colegas fossem capazes de executar suas missões sem que elas sequer chegassem às manchetes. 


Análise: 

Em seu segundo livro, Mark Owen conta em mais detalhes sobre a tropa de elite dos Estados Unidos, os Navy Seals do qual tiveram participação em grandes conflitos e missões, sendo o mais conhecido à caçada do terrorista Osama Bin Laden. Owen é o único soldado vivo que participou do ataque para caçar Osama Bin Laden, os outros soldados estão mortos por participarem de outros combates e missões. 

O leitor vai achar estranho no livro umas faixas pretas escondendo determinadas palavras e até mesmo um paragrafo inteiro, isso foi feito porque o autor falou coisas que poderiam causar problemas e os superiores das forças armadas acharam melhor vetar esses trechos por segurança tanto do autor como também da segurança dos EUA. A forma de escrita do Mark Owen é bem descontraída e alguns trechos bem humorados, vale deixar um aviso que alguns trechos contem palavrões. 

Editora Paralela fez um trabalho fantástico nos quesitos de diagramação e arte de capa, espaçamento e tamanho da letra são excelentes, trazendo assim uma leitura bem tranquila. 

Muito do que é contado no livro é passado no Iraque e nos seus arredores, mostrando assim o cotidiano dos soldados durante uma missão, o autor preocupou em relatar também os momentos pós missão com sua equipe e até os momentos que antecede uma missão, levando o leitor a entender como centenas de pessoas são mobilizadas para um combate. 

Recomendo o livro para aqueles que tenham curiosidades em saber mais sobre os Navy Seals e ver o ponto de vista de um ser humano durante uma guerra e toda privação que ele sofre durante um conflito. Na rede social Skoob o livro recebeu nota de 4.3


Nenhum comentário :

Postar um comentário