Resenha: Caixa de Pássaros

Primeiramente, olá
Preciso confessar para vocês que eu havia preparado outra resenha para hoje, mas não pude me conter e preciso mostrar para vocês meu mais novo favorito

Título original: Bird Box
Autor: Josh Malerman
ISBN: 9788580576528
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Páginas: 272
Sinopse: Caixa de Pássaros - Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.
Com certeza vou esquecer de dizer tudo, eu sempre faço isso quando fico empolgada demais rsrsrs Então qualquer dúvida, é só perguntar nos comentários que ficarei honrada em responder.

Bom, quando você lê ali na sinopse "explora a essência do medo", não é brincadeira, isso realmente acontece. E para quem gosta de thrillers, é fascinante!

O livro começa com o surgimento de surtos psicóticos que acabam em suicídios. As mortes são realmente violentas e absurdas. Ninguém sabe o que está causando isso nas pessoas e nem porque. O medo é palpável, conforme as notícias surgem com mais frequência e por todos os lugares, as pessoas entram em pânico e a forma mais segura de se viver é não abrindo os olhos.
Acabei de ouvir que a única coisa em comum em todos os incidentes é que as vitimas viram alguma coisa antes de atacar as pessoas e de se matar. Dá pra acreditar nisso? Dá?
Malorie acompanha toda a evolução desse surto com o passar dos dias. E agora, com duas crianças, ela precisa procurar um local mais seguro que a casa onde estão. Mas a viagem até lá não será nem um pouco fácil.

É impossível descrever todas as sensações que tive lendo esse livro. O livro é narrado em terceira pessoa, mas o narrador não revela nada que não seja do conhecimento das personagens. Ou seja, não sei se deu para entender mas, se os personagens não veem onde estão ou que há naquele espaço, o narrador não revela. Quando o personagem descobre o que é, ele mesmo conta através de pensamentos ou até mesmo falas.
As crianças nunca viram o mundo exterior da casa. Nem pelas janelas. E Malorie não o vê há mais de quatro anos.
Não sei vocês, mas eu adoro essa limitação imposta. É através dela que vamos descobrindo aos poucos o que está acontecendo. Tudo te surpreende, tudo que o personagem sente em um determinado momento, você sente também!

Recomendo para todos aqueles apaixonados por mistérios e suspense. Com toda sinceridade, não deixem de ler!

Um beijo, um queijo e não abram os olhos em hipótese alguma.



3 comentários

  1. Amei muito esse livro,apesar de alguns pontos negativos(principalmente o final,me deixou um pouco frustrada) foi uma das melhores leituras dessa ano(pelo menos ate agora).
    Parabens pela resenha.
    http://www.leituraseloucuras.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Genteeee estou doida para ler esse livro! Comprei na turnê da intrínseca mas a facul ainda não me deixou ler ele completo,mas pelo pouco que li fiquei encantada. Parabéns pela resenha você é muito eu,sempre esqueço algo nas minhas resenhas kkkk
    Beeijos
    www.jornalizando.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Thaysa ^^
    Eu venho desejando esse livro há meses. Primeiro, foi pela capa. Tempos depois foi pela sinopse.
    É muito interessante uma leitura limitada, mas que não deixa de ser realista. Você ler somente aquilo que o personagem está vendo é bem real e palpável. Me pergunto o quanto de surpresa esse livro deve proporcionar.
    Parabéns pela resenha. ^^
    Bjs :*

    Http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir