Resenha: Desaparecida

Título original: Forgotten
Autora: Catherine McKenzie
ISBN: 9788544100615
Editora: LeYa
Ano: 2014
Páginas: 320

Sinopse: Emma Tupper não existe mais. E por que não, então, inventar uma nova Emma Tupper?
“Só poeira. É como se eu tivesse sido apagada. Transformada em cinzas.”
Quem nunca sonhou em recomeçar a própria vida do zero? A jovem advogada Emma Tupper se vê diante dessa oportunidade quando volta para casa, após passar seis meses desaparecida na África. Surpresa, percebe que todos acreditam que ela estava... morta.
Emma descobre que sua antiga vida foi apagada. O apartamento onde vivia acaba de ser alugado para um novo inquilino, o misterioso fotógrafo Dominic. No escritório de advocacia, no qual construía uma carreira brilhante com chances de concorrer ao cargo de sócia, sua rival Sophie se apossou não só de seus clientes e de sua sala, mas também de seu namorado, Craig.
Enquanto tenta resolver o caos no qual seu mundo se transformou, Emma se questiona: ela era feliz antes de sua viagem à África? Tinha valido a pena se sacrificar tanto em nome do trabalho? Amava Craig de verdade? Queria mesmo ter aquela vida de volta? Romântico e espirituoso, Desaparecida revela a envolvente trama de uma mulher à procura de si mesma. 
Após a morte de sua mãe, Emma recebe como herança passagens de ida e volta para a África, onde ela pode passar quanto tempo quiser. Embora não fosse um lugar do qual ela gostaria de visitar, ela acaba indo, afinal era o sonho de sua mãe.
O Advogado me entregou um envelope pardo. Dentro havia uma passagem aérea de primeira classe com volta em aberto para Tswanaland, um lugar na África que eu mal conhecia, e um livreto grosso.
Quando ela chega lá, devido algumas circunstâncias, ela acaba ficando doente e está muito desabilitada para voltar para casa. Então acaba acontecendo algumas catástrofes naturais, os meios de comunicação ficam todos fora do ar e os aeroportos ficam completamente fechados.

Quando ela finalmente se cura e volta para casa, ela tem uma pequena surpresa. Sua chave não abre mais a porta do seu apartamento. E é ai que ela conhece Dominic, o novo morador.
- Esse é o meu apartamento. Este é o meu sofá. E você acabou de me convidar para usar o meu telefone.
Depois de uma pequena briga pelo território, Dominic resolve deixar Emma passar a noite em seu apartamento e no dia seguinte eles procurariam o proprietário. Quando o dono do apartamento vê Emma, ele fica completamente chocado, e então ele apresenta o documento que permitiu que alugasse para outra pessoa. E é ai que Emma perde o chão.
Desaparecida, supostamente morta.
É uma narrativa bem suave, a vida de Emma vira completamente de pernas para o ar. Após passar todo aquele tempo na África, conhecendo pessoas novas e situações completamente diferente do habitual, ela começa a pensar se é realmente feliz.

Tem uma pitada de romance do decorrer do livro, mas não é daqueles super melosos por outro lado, é conquistador e encantador. Dominic é misterioso e muito fofo. Já Craig é um babaca total.

Recomendo para todos aqueles que gostam de livros reflexivos, cheios de descobertas pessoais que te faz perceber o que realmente vale a pena.

E é isso ai... Até a próxima meus amores ♥


Um comentário

  1. Oii Thaysa!
    Tem um bom tempo que venho querendo ler esse livro, a capa é muito amor, se a minha situação fosse igual da Emma eu nem ia saber o que fazer, adorei sua resenha!
    Beijos - www.doceliterario.com

    ResponderExcluir