Resenha: Quatro - Histórias da Série Divergente

Título Original: Four - A Divergent Collection
Autora: Veronica Roth
Editora: Rocco
Ano: 2014
Páginas: 272
Sinopse: Quatro - Reunindo quatro histórias da série Divergente contadas da perspectiva do personagem Tobias, e três cenas exclusivas, Quatro Histórias da série Divergente oferece aos fãs da saga criada por Veronica Roth a chance de conhecer melhor a personalidade de um personagem fascinante e complexo e a chance de mergulhar mais fundo na sociedade dividida em facções criada pela autora. Com mais de 21 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, a série Divergente chegou aos cinemas com Shailene Woodley e Theo James nos papéis principais.
Esse livro traz como Tobias chegou a Audácia, o que o levou a deixar sua antiga vida pra trás, assim como as surpresas que teve ao descobri sobre o seu passado e de como o seu presente não era tão simples assim. O livro traz quatro histórias pela visão de Quatro, são elas: A Transferência, A Iniciação, O Filho e o Traidor, mas três cenas extras da trilogia pela sua visão. Para quem gostou do mundo criado por Veronica Roth, vai amar saber mais sobre esse personagens que tanto nos envolveu na Trilogia Divergente.
"Preciso ir embora. É um pensamento desesperado, e a dor só o estimula mais a cada passo que dou enquanto subo as escadas até o andar da Cerimônia de Escolha." p.34 

Antes de escolher a Audácia, Tobias era muito diferente e com grandes conflitos mentais, seu pai, Marcus o tratava com rigor e abusava da autoridade de pai, já percebendo que Tobias era diferente, fazia questão de escondê-lo o quanto pudesse e sem nenhuma contestação, e quando surgia, na menor que fosse, Tobias era levado a correção ao modo Marcus. Determinado a sair dessa situação, viu na Cerimônia de Escolha a oportunidade de ser livre.
"Não sei se a coragem é algo que adquirimos com a idade, como a sabedoria, mas talvez aqui, na Audácia, a coragem seja a forma mais alta da sabedoria, o reconhecimento de que a vida pode e deve ser vivida sem medo." p.134
Durante a sua iniciação na Audácia, Tobias adotou seu nome como Quatro, agora, tinha a oportunidade de seguir uma nova vida, sem os fantasmas do passado, mas será que seria mesmo assim? Quatro passou a se empenhar nos treinamentos, conviveu com pessoas que o viam como rival e também como alguém especial, com potencial. E por todo esse tempo, passou a descobrir o que as facções não revelavam, o que tramavam e viu o lado negro que os líderes poderiam ter, a partir daí, ele teria que ter o máximo de cuidado ao dar o seguinte passo.

Ter um livro narrado pela visão de Quatro, faz com que o leitor conheça mais íntimo o personagem e o entenda mais. Compreendemos suas atitudes, seus temores e sua convicção fica mais clara ao decorrer dos capítulos. Temos a visão  dos primeiros sentimentos que ele teve pela Tris e tudo o que ela significou para ele através de suas atitudes. Para quem estava com saudades desse universo, Quatro: Histórias da Série Divergente vai acalmar o seu coração enquanto conviver com os personagens e as facções nessas 272 páginas.


3 comentários

  1. Estou DOENTE para ler este livro! O Tobias é meu personagem preferido da trilogia <3
    Seu blog é lindo <3 parabéns pelo capricho, ganhou uma leitora!
    Beijos
    Vitoria
    Conheça a web novela de sucesso "Caso 54 - Tales: até onde o amor pode te levar?", postada todas as quartas no meu blog! Confira: http://lonelyfireflies.blogspot.com.br/p/web-novela.html

    ResponderExcluir
  2. Oi Tammy, :)

    Ver o título do seu post só me fez olhar em dúvida para o meu exemplar de Convergente ainda não lido ali na minha estante - peguei aquele mega spoiler e perdi a coragem de ler! hahaha'

    Mas, voltando para a sua resenha; estou muito curiosa por esse livro! Quero mesmo saber mais sobre o Quatro, sempre o amei como personagem - acho que ele é ao mesmo tempo forte e sensível e essas duas qualidades nele vivem em perfeita harmonia, sem tirar nada dele. Sua resenha me deixou só mais curiosa, com certeza *_*

    Beijos! ;*
    ||Letras Eternas||

    ResponderExcluir
  3. Oiii!

    Li a série até o segundo livro, soube do final do terceiro, e desisti. Não quis estragar o que eu considerei bom e, por tudo que ouvi do final... Bem, isso ia acontecer.
    Com isso, nem li esses novos contos. Mas lendo sua resenha, bateu uma vontade de rever os personagens ^^

    .-. Livros & Cores .-. | resenha de Objetos Cortantes, da Gillian Flynn, autora de Garota Exemplar

    ResponderExcluir