Resenha: fiquei com seu número - Sophie Kinsella


Quem acompanha o blog sabe que eu sou APAIXONADA (sim, em maiúsculas gritantes, pois a paixão é grande) por chick lits e pelos livros da Sophie Kinsella. Já fazia bastante tempo que eu estava querendo ler este livro, mas queria poder saborear cada palavrinha do mesmo, então esperei ansiosamente por minhas férias para poder lê-lo e, digo para vocês, a espera valeu a pena! Mais uma vez Sophie nos encanta esbanjando talento e bom humor em sua narrativa apostando em sua combinação infalível: uma personagem maluquinha + situações pra lá de embaraçosas. Então, vamos a resenha, porque mal posso esperar para apresentar a vocês, ela que se tornou um das minhas personagens favoritas, Poppy Waytt.


Título: Fiquei com seu número
Autor: Sophie Kinsella
Editora: Record
Ano: 2012
Páginas: 464
Sinopse: A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz... Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de haver alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir.

Poppy é uma fisioterapeuta que nunca imaginou conhecer o amor de sua vida trabalhando, até que Magnus teve um problema no punho e resolveu procurar uma clínica de fisioterapia e ao ver Poppy em seu belo uniforme branco logo pensou que ela era a mulher mais sexy do mundo. Ali nascia um relacionamento. As coisas entre eles estavam lindas, Poppy super ansiosa pelo casamento, até que em um evento num hotel ela perde seu anel de noivado, uma joia de esmeraldas caríssima que está na família de Magnus há gerações. E agora ela precisa encontrar o anel.
Em meio a sua busca por seu anel de noivado, Poppy passa seu número de telefone para todos os funcionários do hotel, mas em um golpe de azar que o destino lhe dá, seu celular é roubado. Pronto. É o fim para Poppy. Acabou. Ela atinge o auge de seu desespero, até que olha para uma lixeira e o vê, não o anel, mas um celular novinho jogado ali. E, uma vez que coisas achadas no lixo são propriedade pública segundo uma lei que Poppy acabou de criar, ela toma posse do celular. Mas ela mal imagina que aquele é o celular da assistente do executivo Sam Roxton.
Poppy toma posse do celular porque é o único meio dos funcionários do hotel entrarem em contato com a mesma para avisar que localizaram seu anel. O único problema é que mensagens se tratando de negócios super importantes chegam no aparelho a todo momento e, como ninguém é de ferro, Poppy acaba bisbilhotando e se intrometendo mais do que deve nos negócios (e na vida) de Sam. Tudo isso acaba aproximando os dois e tudo pode mudar.
E, de repente, a vida é boa. Sei que as coisas ainda estão incertas; sei que a realidade não despareceu. Sempre vai haver explicações e recriminações e confusão. Mas agora estou abraçando um homem que posso amar.
Fiquei com seu número é uma ótima pedida pra quem gosta de livros espontâneos e divertidos. A personagem principal se mete em mil e uma enrascadas, mas nada foge o normal, são coisas que podem acontecer com qualquer um e isso te faz ter uma certa empatia com o personagem, torna mais fácil ver a história acontecendo na vida real. Esta, para mim, é a mágica das histórias da Sophie, o jeito como a narrativa flui e te conduz e como a todo momento você se sente ali, no ato, junto com os persoangens. O leitor simplesmente se vê preso, não consegue parar de ler e a cada nova furada na qual Poppy se mete se sente mais curioso para saber mais sobre a história.
Recomendo o livro a todos. E, principalmente, para quem gosta de autores como Meg Cabot e Marian Keys, fiquei com seu número é uma leitura obrigatória! Leiam e depois voltem aqui para me dizer o que acharam.
Obrigada e até a próxima!

13 comentários

  1. Esse livro tinha na minha escola antiga, entre tanto muitas pessoas leram e falaram mal dele que ele é muito enrolado e etc. Li sua resenha e ele não faz exatamente meu tipo de livro, mas pode ser que eu leia um dia.
    http://ancorandoomundo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Yasmin,

      Eu não achei o livro "enrolado", acho que a narrativa é tão gostosa que a gente acaba lendo rapidinho, vai por mim! Se resolver ler um dia, me diga o que achou.

      Beijinhos.

      Excluir
  2. Oiii
    Nossa, eu amei a resenha e a história, estou a procura de livros mais leves, assim como este. Entrou para minha wish list hahahha
    Beijos!
    estantedorefugio.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda,

      Gosto de chick lits devido a essa leveza, gosto de histórias leves e descontraídas, as vezes a vida tá complicada e a última coisa que você precisa é de histórias densas pra ocupar sua mente. Haha

      Acho que vc vai gostar...

      Beijinhos.

      Excluir
  3. Oi Carol, eu tenho muita vontade de ler este livro e vi que a autora tem vários lançados. Dizem que o livro é ótimo e como você falou na sua resenha e eu quero muito comprar o livro mas sempre deixo para depois... :(

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Greice,

      O livro é realmente ótimo, recomendo que o coloque no topo de sua listinha e leia o mais rápido possível... outro livro muito bom da autora que também recomendo é O Segredo de Emma Corrigan. Leia os dois e me conte o que achou.

      Beijinhos

      Excluir
  4. Aaah, quero TANTO ler esse livro!
    Bom saber que é divertido, espontâneo e mesmo real.
    Adoro a Sophie Kinsella.
    Você já leu Menina de Vinte? É incrível!

    Seguindo o blog.
    :D

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Teca,

      Comecei a ler, mas parei, amei a narrativa e achei meio viajadinha, mas pretendo terminá-lo em breve.

      Obrigada!

      Beijinhos.

      Excluir
  5. Hey soul sister.

    Eu sou doida pra ler esse livro desde muito tempo atrás. Só que acabei nunca comprando. E a história parece bem boa. Amo essas personagens da Sophie que são, além de doidinhas e engraçadas, muito cotidianas, muito reais (Plim. A magia do chick-lit está nisso).

    Sua resenha ficou ótima. Gostei muito. E fiquei com mais vontade de ler.

    Beijim. E que ninguém do seu trabalho resolva ler a assinatura dessa resenha, kkkkkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Sis,

      Se quiser em epub eu te passo, li no aldiko mesmo, porque esses chick lits são tão caros que teria que vender meu irmão para comprar todos que quero.

      Obrigada e tomara que não leiam meeeesmo.

      Beijos ♡

      Excluir
  6. Ola!
    Sempre quis ler, mas ainda não comprei.
    Gostei muito da resenha, vejo muito sobre esse livro me da uma ansiedade.
    Beijos.

    Cindy
    http://literanoni.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cindy,

      Assim que puder, compre! Se curte o gênero não vai se arrepender e dará boas risadas!

      Beijos.

      Excluir
  7. Oi Carol!

    Fiquei com seu número é um dos livros "únicos" da Sophie que eu mais amo! A Poppy é hilária e adorei todo o desenrolar da história.

    Adorei o post!

    Beijos :)

    ResponderExcluir