TAG: Um trecho diz mais que mil palavras

Hey, gente :)

Esses dias aqui à toa, resolvi criar uma tag. Ela é simples e acho que ainda não existe (nunca vi nada parecido, mas se houver, por favor me avisem nos comentários). Funciona assim:

1) Escolher 5 livros.

2) Escolher uma frase/um trecho de cada livro que você ache que convencerá alguém a lê-lo, ou que cause alguma curiosidade sobre o livro em questão.

3) [Opcional] Indicar blogs para fazerem a tag.

Vamos lá, à parte que interessa...



Eu escolhi vir com você.. E você me escolheu. [...] É como uma promessa. Pelo menos esta noite. Na saúde e na doença. Na alegria e na tristeza. Na riqueza e na pobreza. Até que o sol nos separe."



Ah, imagino que existam tantas razões para o choro de um recém-nascido quantos são os motivos do choro de crianças maiores, mas Kevin não praticava nenhum desses modos lacrimosos padronizados. Claro que, depois que você chegava em casa, ele às vezes se agitava um pouco, como um bebê normal pedindo para ser trocado ou alimentado; você então cuidava do assunto e ele parava; e aí você me olhava como quem diz "viu?", e minha vontade era lhe dar um tiro.





- Vamos lá, Em, ainda somos amigos não somos? Sei que tenho andado estranho, mas é que... – Emma parou, mas não se virou, e Dexter sabia que ela estava chorando. – Emma?
Emma virou-se rapidamente, caminhou até ele e puxou seu rosto contra o dela, o rosto quente e úmido encostado no dele, falando depressa e em voz baixa no seu ouvido, e por um instante de glória Dexter pensou que seria perdoado.
- Dexter, eu te amo muito. Muito, muito, e provavelmente sempre amarei. – Os lábios dela encostaram no rosto dele. – Só que eu não gosto mais de você. Sinto muito.
E assim ela foi embora, e Dexter se viu sozinho naquela viela lateral tentando imaginar o que fazer a seguir.


Isso é o medo: Perdi uma coisa importante, não consigo achá-la, preciso dela. É o que a pessoa sentiria se perdesse os óculos, fosse até uma óptica e descobrisse que todos os óculos do mundo tinham se acabado e que, agora, ela teria de se virar sem eles.



Bem, eu não gosto dessa história de apagar todas as luzes quando chega a noite.


Foi divertido responder essa tag. Vou indicar para fazê-la o The Queen's Castle, o Depois de um Livro, o  Boy-lit, O que Devoro e quem mais quiser fazer (desde que deixem o link aqui... porque amo ler tags).

Beijos e até mais!


4 comentários

  1. Ameeei essa tag <3
    Fiquei com vontade de responder lá no blog.
    Cidades de Pape e Quem é você, Alasca? estão na minha lista de favoritos da vida. Amooo os quotes desses livros.
    Tentei ler Um Dia ano passado e acabei abandonando, vou tentar ler mês que vem.
    Beijos!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Mayara!
    Nunca tinha visto essa tag e confesso que adorei!
    Dos livros citados eu li Cidades de Papel, Quem é voce, Alasca? (<3) e O Menino do Pijama Listrado, esse último o único que eu não gostei :)
    Tenho MUUUUUUUUUUUUUUUITA vontade de ler Precisamos falar sobre o Kevin, mas queria tanto essa capa original e não acho em lugar nenhum :/

    Beijos
    Débora - Clube das 6
    http://www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu também não havia visto essa tag e gostei!
    Eu tenho vontade de ler todos esses livros, confesso.
    "Um Dia" tem trechos ótimos, já li vários, mas cometi o erro gravíssimo de ler o final, e fiquei desmotivada a continuar a leitura.
    Beijos
    aculpaedosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Confesso que amei a tag, diferente.
    Um forma legal de fazer com que alguém se interesse pelo livro sem ser com a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir