Top 4: Decepções Literárias

Bom, imagino que todo mundo já passou por aquela coisa de criar grandes expectativas sobre um livre e BUM! Ele te decepciona. Isso é algo comum em nossas vidas de leitores. Então, graças à uma decepção recente que tive, resolvi escrever sobre o tema. Escolhi os 4 livros que foram minhas maiores "Decepções Literárias" e vou falar sobre eles para vocês.



Posição 4 - Comer, Rezar, Amar



Bom, este livro recebeu grande repercussão quando foi lançado o filme homônimo baseado na obra e  estrelado por Julia Roberts. Nas revistas e em blogs na internet lia-se comentários dizendo que o livro era divertido e espirituoso. Que era um livro que todo mulher moderna deveria ler. Infelizmente, não consegui enxergar nada disso no livro.
A história é um pouco entediante e a escritora enrola demais na escrita, um passagem simples que poderia ser feita em duas páginas, ganha um capítulo inteiro. A escrita da autora não me cativou e eu me via lendo arrastada, esperando por um acontecimento que me fizesse ter vontade de ler, mas isso não acontecia nunca centenas de páginas se passavam e nada que realmente valesse a pena ser lido surgia. Então, após sofridos 6 meses, 317 páginas lidas e inúmeras tentativas de me agarrar a leitura e simplesmente não conseguir, eu abandonei o livro e o troquei no skoob e sinceramente é um livro que eu não voltaria a ler. 

Posição 3 - Cidades de Papel



Não é segredo para ninguém que John Green é um dos meus autores favoritos. Amo a escrita dele, seu humor nerd e a forma leve e divertida com a qual ele narra suas histórias. O primeiro livro dele que li foi, claro, A culpa é das estrelas, li assim que foi lançado pela editora intrínseca e me apaixonei. Queria ler mais livros do autor, precisava ler mais. Então ganhei Will & Will, uma parceria do autor com David Levithan e não teve outra, me apaixonei mais ainda, o livro é demais! Veio então Quem é você, Alasca? Assumo que não gostei muito do final, mas a história em si é boa, Alasca é minha personagem literária favorita. Então,após ler esses três livros, estava declarado: eu amava John Green e sua escrita perfeita. Mas aí, resolvi pegar para ler Cidades de Papel que também havia ganhado em um amigo oculto.
O livro é divido em partes e a Parte 1 é ótima. Super engraçada, prometia um livro genial, mas então a partir da Parte 2, o livro fica simplesmente chato. A história já não é engraçada, na verdade, tudo fica meio "sem noção". Mesmo com isso continuei lendo o livro na esperança de que melhorasse mas só piorou. O final é bem ruim e mais decepcionante que todo o resto do livro. Realmente fiquei chateada, porque gosto do John e queria ter gostado do livro, mas simplesmente ele não é o tipo de livro que curto ler.

Posição 2 - Morte Súbita



Após ler Harry Potter é impossível não amar J.K. Rowling. Com todo aquele mundo genial que ela criou e todos os personagens fascinantes, eu simplesmente me tornei fã de sua escrita e genialidade. Mas eis aqui mais um caso de decepção não com  livro, mas com o autor.
Morte Súbita era uma grande promessa. "J.K. Rowling decidiu escrever para um público mais adulto, afinal, os jovens que liam Harry Potter, cresceram" era o que dizia a mídia. Então eu fui com sede ao copo e comprei o livro. Mas simplesmente a leitura não fluiu. O livro possui personagens demais, pensamentos de mais e ordem de menos. Eu me sentia perdida em meio às tantas informações que eram dadas ao mesmo tempo. E toda aquela genialidade na escrita vista em HP, se perdeu.
Assumo que talvez a culta tenha sido minha, eu esperava algo como Harry Potter e acabei "quebrando a cara", mas já vi muitas outras críticas a respeito da obra. Todas muito parecidas, todas reclamando da confusão que é o livro. Enfim, após essas experiência assumo estar com medo de ler O chamado do Cuco, já li muitos comentários positivos a respeito, mas me pergunto se não devo deixar que meu amor pela obra de J.K. permaneça intacto se resumindo apenas aos livros de Harry Potter.

Posição 1 - O teorema Katherine



E eis a primeira colocação: O teorema Katherine! Não houve decepção maior. Um autor genial, uma sinopse louca, interessante, um título que cativa a curiosidade e uma capa linda. Tudo que eu esperava desse livro era a perfeição. Esperava um livro nerd e engraçado que me fizesse rir e amar. Mas, bom, não foi bem assim.
O protagonista é chato, aquela pessoa da qual você toma antipatia. Aliás, não só ele, o livro é repleto de personagens chatos. John Green sempre me surpreende com suas personagens femininas, sempre! Hazel, Alasca, Margo... todas elas tem um jeito único e incantável. Mas Lindsay, a protagonista do livro, é simplesmente chata e sem graça. Tem um sotaque insuportável de se ler e um jeito que não me conquistou, falta algo nela.
Enfim, sabem aquilo de quanto maior a expectativa, maior a decepção? Pois então, adoro John Green e sempre crio altas expectativas a cerca de seus livros e infelizmente O Teorema Katherine não foi o que eu esperava, mas ainda assim continuarei lendo as obras do autor, porque fã é assim mesmo, reclama, reclama, mas no final, sempre lê e quer mais.

* Tudo que foi escrito nesse post consiste basicamente em minha opinião sobre os livros, você tem total direito de não concordar e comentar sobre, responderei a todos os comentários sobre à respeito. Respeito a opinião de cada um e entendo que as vezes o livro não é ruim, ele simplesmente não foi escrito para mim. *

Então é isso... já leram algum desses livros? O que têm a dizer sobre eles? Gostaram ou não?

Beijinhos e até a próxima.


2 comentários

  1. Oi Carol, sabe que não li nenhum destes livros, apesar de serem aclamados pela crítica. Mas é uma questão de opinião e acho certíssimo você falar dos que não gosta ou os que esperava mais! Parabéns!

    Beijos

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  2. Li a culpa e das estrelas e amei! Claro que depois disso comprei todos os outros livros do John green. Ai li o teorema katherine e e concordo contigo e chato demais! Collin e um chorão!!!! Aí deixei quieto os livros do John green até q li duas semanas atrás cidades de papel e tenho que discordar... Achei engraçado, diferente... Eu gostei :)
    Forever a Bookaholic

    ResponderExcluir