Quotes: Insurgente

Estar lendo um livro e... PLIM! "Pera, deixa eu reler isso!".

É basicamente isso que acontece quando eu vejo uma citação legal, um trecho engraçado, uma frase reflexiva ou mesmo algo que "Uau. Mas é muito realidade isso aqui!!!". E nessa vida de leitora que marca citações, eu resolvi trazer para o blog hoje algumas das minhas citações favoritas do livro Insurgente, da Veronica Roth...

Para quem leu apenas Divergente, espero que fiquem ansiosos para ler InsurgenteEu não sou má. Parem com isso. Já para quem já leu Insurgente, aproveitem para relembrar alguns trechinhos da história. E, bom, quem ainda não começou a ler a trilogia, deveria dar uma lida nos trechos para ver se anima... hahaha





Ele balança a cabeça, fixando os olhos nos meus. O azul deles é tão escuro e familiar que sinto que ele poderia me engolir inteira. Por um instante, desejo que isso fosse possível, para que eu pudesse escapar desse lugar e de tudo o que aconteceu.

E é exatamente assim que me sinto: recompondo as partes diferentes de mim mesma, como se as puxasse para dentro do meu corpo com um cadarço. Sinto-me sufocada, mas pelo menos me sinto forte.

Nós dois assistimos o processo de purificação, e eu me pergunto se ele está pensando a mesma coisa que eu. Como seria bom se a vida funcionasse assim, livrando-nos da nossa sujeira e nos devolvendo limpos, para o mundo. Mas certas sujeiras parecem destinadas a durar.

- Que a paz de Deus esteja com você - diz ela, com a voz baixa -, mesmo em meio a dificuldades.
- Por que ela estaria? - indago baixinho, para que ninguém mais ouça. - Depois de tudo o que fiz...
- A questão não é você, é uma dádiva. Você não pode merecê-la, ou ela deixará de ser uma dádiva.

Às vezes sinto que estou colecionando as lições [...] Há sempre algo a aprender, sempre algo que é importante entender.

Fiquei sabendo que a Franqueza fez sorvete - diz Marlene, virando o rosto para olhar para a fila do refeitório. - Sabe, algo tipo "que droga termos sido atacados, mas pelo menos temos sobremesa".

Ele desliza a mão sobre a minha bochecha, com um dedo preso atrás da minha orelha. Depois, abaixa a cabeça e me beija, fazendo um calor se espalhar por todo o meu corpo. Agarro os seus braços, segurando-os ali pelo máximo de tempo possível. Quando ele me toca, o sentimento de vazio no meu peito e estômago tornam-se quase imperceptível.

Alguém solta um grito de concordância, e outra pessoa faz o mesmo, é assim que as coisas são decididas na Audácia: com acenos de cabeça e gritos. Nesses momentos, não parecemos mais indivíduos. Somos todos parte de uma única mente.

Li em algum lugar, não sei quando, que não há explicação científica para o choro. O único propósito das lágrimas é lubrificar os olhos. Não há um motivo real para as glândulas lacrimais produzirem um excesso de lágrimas por causa de emoções.
Acho que choramos para liberar nosso lado animal, sem perder a humanidade.

Ele cruza os braços. Não é parrudo como outros garotos da Audácia. Algumas garotas podem achar que suas orelhas são de abano, ou que o nariz se curva de um jeito estranho, mas para mim...
Engulo o pensamento. Ele veio aqui me dar um bronca. Tem escondido coisas de mim... Seja lá qual for a nossa relação agora, não posso ficar pensando no quanto o acho atraente.

A tristeza não é tão pesada quanto a culpa, mas rouba mais de nós.

Descobri que as pessoas são compostas de camadas e mais camadas de segredos. Você pode achar que as conhece, que as entende, mas seus motivos serão sempre ocultos, enterrados em seus próprios corações. Você nunca as conhecerá de verdade, mas às vezes decide confiar nelas.

- Está com a arma? - pergunta Peter a Tobias.
- Não - diz Tobias. - Achei melhor atirar as balas pelo nariz, então a deixei lá em cima.
- Ah, cala a boca.

Balanço a cabeça. Não consigo me imaginar vivendo da maneira que ele vive, sempre me lembrando de quem me deu o que e do que preciso dar de volta, incapaz de sentir amor, lealdade ou perdão, como um homem de um olho só, procurando pelo olho de outra pessoa para furar. Isso não é viver, é uma versão mais pálida da vida.

[...] Lembre de que, às vezes, as pessoas que você oprime tornam-se mais poderosas do que você gostaria.

A verdade costuma mudar os planos das pessoas.

[...] nossa sociedade não é dividida entre "bem" e "mal'. Ser cruel não torna uma pessoa desonesta, da mesma maneira que ser corajoso não faz de ninguém gentil.

Insurgente. Substantivo. Uma pessoa que age em oposição à autoridade estabelecida, mas que não é necessariamente considerada agressiva.

Anotei ainda mais frases do que as citadas, mas ficariam meio fora de contexto ou teriam aqueles temidos spoilers OMG O.O

Sendo assim... por hoje é só. Beijinho. E até breve!




6 comentários

  1. "A verdade costuma mudar os planos das pessoas"
    Essa é a melhor de todas!
    Amei os quotes
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rizia :)

      Essa frase é muito boa e verdadeira...

      Obrigada pela visita.
      Beijinho.

      Excluir
  2. Nossa, adorei: A tristeza não é tão pesada quanto a culpa! essa matou de verdade!

    Beijos

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    E tem um sorteio rolando pelo blog, se quiser participar: https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/326217

    ResponderExcluir
  3. Oi, Greice :)

    Realmente essa frase é de matar. E essa trilogia tem várias desse tipo...

    E... oba! Sorteio. Haha

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  4. Amoo essa parte :D

    "Descobri que as pessoas são compostas de camadas e mais camadas de segredos. Você pode achar que as conhece, que as entende, mas seus motivos serão sempre ocultos, enterrados em seus próprios corações. Você nunca as conhecerá de verdade, mas às vezes decide confiar nelas."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Verônica ^^

      É exatamente assim, não é? Também amo essa parte.

      Obrigada por comentar. Isso anima meu dia, sabia? :D

      Beijinho.

      Excluir