Autor em Destaque: Jane Austen

Olá Livreadores, hoje resolvi falar sobre uma autora que amo demais, claro que estou falando da diva Jane Austen! São tantas coisas interessantes sobre a sua vida, mas resolvi colocar um resumo com os principais pontos dessa escritora, que desde o século XVIII encanta geração após geração com os seus romances irônicos e críticos à sociedade da época.


Nome: Jane Mina Austen.

Nascimento: Steventon, 16 de dezembro de 1775 – Winchester, 18 de julho de 1817.

Nacionalidade: Inglesa

Gênero Literário: Romance

Biografia: Um dos maiores nomes da literatura inglesa, ao lado de Shakespeare, Jane Austen começou a manifestar talento para as letras ainda na adolescência. Era a sétima filha do reverendo George Austen, o pároco anglicano local. Em 1795 teve um flerte com Thomas Lefroy, mas não há evidência de que tenha sido algo sério. Jane nunca se casou. Jane, sua irmã e a mãe mudaram-se para Chawton, onde seu irmão lhes tinha cedido uma propriedade (uma cottage). A "cottage" em Chawton onde Jane Austen viveu, hoje abriga uma casa-museu.

Na adolescência, Austen escrevia comédias, e seu primeiro livro bem acabado foi Lady Susan, escrito em forma epistolar, quando a autora tinha dezenove anos. Em 1797, Austen já havia escrito dois romances, Razão e sensibilidade (primeiramente chamado de Elinor and Marianne) e Orgulho e preconceito (originalmente First Impressions). Oferecidos pelo pai da inglesa a um editor, os livros foram rejeitados. A publicação dos títulos ocorreu só em 1811 e 1813, respectivamente, assinados com o codinome de “uma senhora”.

Jane morreu em Winchester no dia 18 de julho de 1817, vítima do mal de Addison, um ano antes de serem publicadas as obras Persuasão e Abadia de Northanger, uma deliciosa sátira, escrita na juventude, ao gênero truculento da novela gótica. Seu poder de observação do cotidiano forneceu-lhe material suficiente para dar vida aos personagens de suas obras, e a crítica considerou-a a primeira romancista moderna da literatura inglesa. Deixou inacabado o romance Sanditon.

Na obra de Austen estão ausentes a alta aristocracia e o povo - ela se encontra no ponto em que a aristocracia já está meio aburguesada e a burguesia já goza de certos privilégios aristocráticos. A partir daí, elaborou seu protesto, sempre moderado, contra vaidades e preconceitos aristocráticos, e uma crítica mordaz contra os gostos e os usos plebeus.


Livros Publicados:


Obras curtas:
  • Lady Susan (1794, 1805)
  • The Watson (1804) (incompleta, sua sobrinha Catherine Hubback a finalizou, publicando-a como The Younger Sister, na metade do século XIX.)
  • Sanditon (1917) (incompleta)


Obras obras da juventude:


Curiosidade:

  • A partir de 2017, a autora Jane Austen  vai substituir Charles Darwin nas notas inglesas de 10 libras. A ação acontece no ano em que é comemorado o segundo centenário de morte de Jane Austen (1775-1817). Segundo o governador do Banco da Inglaterra, Mark Carney, a escritora "merece certamente ter lugar no grupo restrito de figuras históricas" evocadas nas notas de banco do Reino Unido.
  • Em 2011 , Lindsay Ashford, uma autora de romances policiais investigou as cartas da autora e encontrou trechos que considerou suspeitos. "Estou consideravelmente melhor agora e recuperando um pouco a aparência, que já esteve bem mal, com manchas brancas, pretas e de todas as cores erradas”. Com as cartas, Lindsay reconheceu os sintomas que a autora descrevia como envenenamento por arsênico. Através dessa pista, foi verificado um fio de cabelo da escritora, e os testes deram positivo. Porém, na época, o produto era usado como medicamento para algumas doenças, então o fato foi considerado pouco revelador. Com as pesquisas, Ashford lançou um livro chamado "A Misteriosa Morte da Senhorita Austen".
  • As obras de Jane têm fãs no mundo todo, o que inspirou o filme O Clube de Leitura de Jane Austen. O longa popularizou a famosa a pergunta: “O que Jane faria?”, comum entre os fãs da escritora, que imaginam o que ela diria em certas situações da vida.
  • As histórias da escritória são conhecidas por pouco contato físico entre os personagens. Existem apenas 14 beijos nos romances da autora, incluindo beijos na bochecha, nas mãos, na boca e até em uma mecha de cabelo.
  • Em 1802, aos 27 anos, Jane aceitou um pedido de casamento de Harris Bigg-Wither, irmão de amigos seus. Mas depois de pensar noites a fio sobre o que havia feito, voltou atrás e nunca casou, assim como sua irmã Cassandra.



2 comentários

  1. Olá, primeira vez aqui no seu blog, já conhecia a Jane pelo seu Orgulho e Preconceito, que é uma obra fabulosa. Mas nunca tinha me interessado em saber a história dela! Tem post novo lá no blog, passa lá tem post novo.
    Abraços,
    J. A. Santos

    ResponderExcluir
  2. Adorei a postagem!
    Jane Austen foi uma das primeiras autoras de romance que eu li, e isso já faz tempo! Sempre pesquisei sobre ela, sobre os livros e tudo mais que pudesse encontrar, mas seu trabalho foi MUITO mais bem feito que o meu: não sabia da nota de 10 libras nem do caso do arsênio.

    Ana P.M. ♛ Queen Reader - Venha conhecer o Castelo!
    http://booksandcrowns.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir