Quotes: A menina que roubava livros

Oi pessoal :)

Hoje é dia de quotes e, depois de muito pensar, resolvi fazer um post com as frases do livro A menina que roubava livros, do Markus Zusak.



É um livro que eu gosto demais, além de achar as frases interessantes. Espero que gostem, relembrem ou (para quem ainda não leu) se inspirem para dar uma chance à leitura :D


Quando a morte conta uma história, você tem que parar pra ouvi-la.

Decididamente, eu sei ser animada, sei ser amável. Agradável. Afável. E esses são apenas os As. Só não me peça para ser simpática. Simpatia não tem nada a ver comigo.


Está aí uma coisa que nunca saberei nem compreenderei - do que os humanos são capazes.


E o riso dela? Era algo absolutamente dominador. Ninguém tinha a menor chance diante dele.


O único dom que me salva é a distração. Ela preserva minha sanidade.

Talvez esse seja um castigo justo para aqueles que não possuem coração: só perceber isso quando não pode mais voltar atrás.


Meu vício de hoje, pode ser o passo pro meu abismo de amanhã.


Odiei as palavras e as amei, e espero tê-las usado direito.


Como a maioria dos sofrimentos, esse começou com uma aparente felicidade.


Se ao menos pudesse voltar a ser tão distraída, a sentir tanto amor sem saber.

Algumas pessoas passam por sua vida, outros a acompanham até que não lhes seja mais possível, outro estão mais perto do que parecem.


Com um sorriso desses você não precisa de olhos…


O que uma pessoa diz e o que acontece costumam ser duas coisas diferentes.

Em completa desolação, olhei para o mundo lá em cima. Vi o céu transformar-se de prata em cinza e em cor de chuva. Até as nuvens tentavam fugir. Vez por outra, eu imaginava como seria tudo acima daquelas nuvens, sabendo, sem sombra de dúvida, que o sol era louro e a atmosfera interminável era um gigantesco olho azul.


De que adiantavam as palavras? Nada acolheu os chamados senão o silêncio.

— Quer fugir comigo?
— A gente morreria de fome.
— Eu estou passando fome mesmo!
Os dois riram.

UMA DEFINIÇÃO NÃO ENCONTRADA NO DICIONÁRIO - Não ir embora: ato de confiança e amor, comumente decifrado pelas crianças.


Lamentou acordar. Tudo desaparecia quando ela estava dormindo.

Por algum motivo, os homens agonizantes sempre fazem perguntas cujas respostas já sabem. Talvez seja para poderem morrer tendo razão.


A única coisa pior que um menino que detesta a gente: um menino que ama a gente.

Estou sempre achando seres humanos no que eles têm de melhor e de pior.Vejo sua feiúra e sua beleza.e me pergunto como uma coisa pode ser as duas.

E então, o que acharam? Alguém tem alguma frase favorita desse livro? Alguma frase que não foi citada aqui? e isso eu acho que vai ter um monte

Beijinhos e até mais!


Um comentário

  1. Essas quotes são lindas!!! Adorei o livro...



    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir