Resenha: Querido John

Olá leitores!

Hoje é dia de resenha e vou resenhar um dos meus livros favoritos: Querido John, do Nicholas Sparks. Por sinal eu fiz quotes dele esses dias e você pode conferir aqui.



Título original: DearJohn

Autor: Nicholas Sparks

Ano: 2010

Páginas: 288

Editora: Novo Conceito

 
Sinopse: Quando John Tyree conhece Savannah Lynn Curtis, descobre estar pronto para recomeçar sua vida. Com um futuro sem grandes perspectivas, ele, um jovem rebelde, decide alistar-se no exército, após concluir o ensino médio. Durante sua licença, conhece a garota de seus sonhos, Savannah. A atração mútua cresce rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah prometa esperá-lo concluir seus deveres militares. Porém ninguém previa o que estava para acontecer, os atentados de 11 de setembro mudariam suas vidas e do mundo todo. E assim como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu país e seu amor por Savannah. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, ele descobre como o amor pode nos transformar de uma forma que jamais poderíamos imaginar.

Tenho que primeiramente dizer que antes mesmo de ler o livro já o amava. O porque? Bom, quando me deparei pela primeira vez com a frase: "'Querido John', dizia a carta que partiu um coração e transformou duas vidas para sempre." logo pensei: tenho que ler esse livro. Pois naquele momento eu sabia que a história me emocionaria. E foi isso que aconteceu. A história de John e Savannah é simplesmente linda e inesquecível. 

O livro começa com a história de John, um soldado que vai passar um tempo com seu pai na Carolina do Norte. Um belo dia ele resolve ir a praia e lá ele conhece a doce e meiga Savannah, quando a carteira da moça cai no mar e ele como um perfeito cavalheiro pula na água para pegá-la. Eles começam a se aproximar e em meio a essa aproximação, mesmo sendo muito diferentes, acabam se apaixonando. Mas infelizmente John tem que regressar ao exército. E a única coisa que os alegra é que falta pouco tempo para sua dispensa. Mas um triste fato, os atentados terroristas do 11 de setembro de 2001, muda tudo e John ao invés de voltar para sua amada, decide se realistar por mais dois anos e isso destrói a pobre Savannah por dentro.

A partir de então o relacionamento dos dois entra em crise, as cartas não mostram mais o amor que eles tinham antigamente, cada dia que passa, as cartas passam a ser escritas com menos frequência. A partir daí eles passam a acreditar que o amor entre eles não é tão intenso para transcender o tempo e mantê-los unidos. 

Então Savannah toma uma atitude e quando John, um jovem rebelde e às vezes até rude, recebe uma carta da garota cheia de sonhos, tudo muda. John se vê acabado, sem motivação. mas então, John quase morre no exército e retorna a Carolina do Norte se deparando com Savannah e sua nova vida. E John tem que tomar uma decisão que mudará tudo. 

Finalmente compreendi o que o verdadeiro amor realmente significa (…) O amor significava pensar mais na felicidade da outra pessoa do que na própria, não importa quão dolorosa seja sua escolha.

O livro é lindo e emocionante. Foi um dos primeiros do autor que li e não me arrependi. Um livro que te faz refletir até onde se deve ir por amor e do que se deve ou não abrir mão por quem se ama.  E vale sim muito a pena ler, reler, ler de novo um milhão de vezes.

Então é isso... vocês já leram o livro? Tem vontade de ler? Deixe seu comentário que terei o maior carinho em responder.

Beijinhos e até a próxima!



6 comentários

  1. Olá,
    Que resenha lindaaa.. Nunca li o livro, apenas assisti ao filme e adoro :)

    Nesse momento, tenho certeza que o livro é muito melhor, claro :)
    Acho tão linda a última carta deles. Aaah, lindo demais..

    Abraços
    Adriano Gutemberg
    GeraçãoLeitura.com - http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/ (Passa lá ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      Eu acho o filme melhor que o livro, o que normalmente nunca acontece, mas apenas pelo final. Acredita?

      Também acho a última carta linda, morro de chorar com ela.

      Beijinhos.

      Excluir
  2. Oi Carol. Sabe que eu vi o filme e achei lindo. Além de que o Chaning é lindão demais né. O livro é doce, é de um amor só e acabei tendo ele mas não lendo. É muito lindo o amor dos dois, mas o final achei meio decepcionante... snifff!

    Greice

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Greice!

      Eu gosto do final do filme, não do livro. O do livro é bem decepcionante mesmo :(

      Beijinhos.

      Excluir
  3. Já li e já assisti. Mas o livro, na minha opinião, é bem melhor. Achei o filme muito rápido e enxuto. Uma pena :/
    http://tears-inthedark.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei mais do filme pelo final e também porque adoro a Amanda, rs. E olha que é raro eu gostar de filmes baseados em livros que já li. Mas de toda forma, os dois são ótimos :)

      Excluir