Juntas, porém separadas: Divergente

Olá, pessoinhas lindas ^^

Tudo certo? Muitas leituras boas por aí?

Hoje é dia de “Juntas, porém separadas”. Para quem não conhece a categoria ainda, funciona assim: duas ou mais livreadoras (haha, gosto desse adjetivo) leem “juntas” (no sentido figurado, porque literal e fisicamente estão bem distantes) o mesmo livro.

Depois disso, elas aparecem por aqui para contar a experiência da leitura. Em suma, é uma forma de vocês verem opiniões de duas pessoas diferentes sobre um mesmo livro.

No JPS de hoje, temos o livro Divergente, da Veronica Roth, que foi lido pela Tammy e pela pessoa que vos escreve (vulgo May).



Título original: Divergent


Autora: Veronica Roth

Editora: Rocco Jovens Leitores

Ano: 2012

Páginas: 504

Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.


Por tantos comentários e euforias ao redor de Divergente, a curiosidade com certeza foi um fator para eu querer ler esse livro. Com tantos livros distópicos disponíveis, quis saber qual era o diferencial de Divergente, e com cautela, decidi ler, mas sem criar muitas expectativas que poderiam ser frustradas depois. O resultado disso? Vamos conferir agora!

O livro se passa em uma Chicago futurística, é narrado pela visão de Beatrice Pior, uma garota de 16 anos, que pertence há um mundo dividido por facções (Abnegação, Amizade, Audácia, Erudição e Franqueza) que aparenta nessa forma de viver, a melhor opção para que a raça humana conviva harmonicamente. A sua por enquanto, é a Abnegação, uma facção que é altruísta e simples, abre mão do seu melhor em favor do próximo, sempre. E Beatrice estar preste a fazer seu teste de aptidão e saber qual a facção que participará pelo resto da vida. Seu teste tem resultado inconclusivo, lhe caracterizando como uma Divergente, que é um perigo à sociedade atual, por não ter uma facção certa, pelo menos aparentemente.

O livro é marcado por muita ação, inveja, enganos e claro, uma boa pitada de romance. Além de o livro ser uma peculiar distopia, mistura sentimentos e ações bem corriqueiras em nosso dia a dia, que faz o leitor parar e refletir as ações dos personagens. Algumas lacunas ficaram sem explicação, mas pelo fato de ser o primeiro de uma trilogia, tenho certeza que os livros seguintes explicarão com mais riqueza de detalhes.

Ao decorrer da leitura, pensei o porquê não ter lido antes, a história é completamente envolvente, superando as minhas expectativas com relação à trilogia. Como resultado, eu realmente amei o livro e recomendo muito. Em visão geral, o livro é muito bom, com uma escrita simples e detalhada e personagens marcantes. Durante a leitura, você realmente vive as páginas e cada capítulo, te deixando com vontade de ler o próximo capítulo dessa trilogia. 5 estrelinhas com toda a certeza.
 Avaliação: 

http://www.livreando.com.br/search/label/Post%20da%20Tammy










Há algum tempo, uma amiga me recomendou Divergente e eu fiquei bastante interessada em ler (é a mesma que me recomendou A Culpa é das Estrelas e Eu Sou o Mensageiro, então vocês podem ter uma ideia de que ela me recomenda livros bons, mas... enfim). Acontece que eu não tinha o livro em mãos e acabei deixando para ler quando surgisse a oportunidade. E no dia 26 de outubro de 2013 (vulgo meu aniversário), minha avó emprestada me levou na livraria e deixou eu escolher um livro. Escolhi Divergente.

Confesso para vocês que eu não tinha noção do quanto ia gostar. A sinopse me cativou, mas nada no estilo: “Ai meu Deeeeeus. Estou louca para ler!!!”. Tinha a vontade, mas nada muito forte. Então a Tammy falou que ia ler ele e eu uni o útil ao agradável e propus um JPS.

Gente, o que falar desse livro? Eu nem li ainda o que a Tammy escreveu, para não influenciar minha opinião. Mas falar de Divergente é difícil... Vou contar umas coisas para vocês e aí vocês podem tirar suas conclusões:

1) Não conseguia desgrudar do livro desde a primeira frase.
2) Depois do “Feliz Ano Novo!” e rápida visualização dos fogos... é isso mesmo que estão pensando. Eu fui ler.
3) Terminei o livro às 3:30h da manhã do dia 01 de janeiro.
4) Depois de ler, me percebo pensando: “Quais seriam meus medos?” ou “Essa pessoa seria ótima para pertencer à Franqueza!”, entre outras coisinhas particulares do livro.

Acho que já deu para perceberem que eu AMEI esse livro. É ótimo. Eu recomendaria (e recomendo) para qualquer pessoa. Tá bom que sou fã de distopias, mas a narrativa é ótima, Tris é uma personagem além de cativante e os personagens secundários são incríveis da mesma forma... Veronica Roth arrasou em tudo. E, bom... este é oficialmente o meu primeiro livro favorito do ano. E tenho a sensação de que livros favoritos são estragados quando tentamos falar demais, hahaha. Leiam, leiam, leeeeiam!!!
Avaliação:


http://www.livreando.com.br/search/label/Post%20da%20May







Aspectos positivos

  • O livro não tem uma leitura repetitiva;
  • A protagonista é forte e luta pelo que acredita;
  • Narração muito boa com consequente leitura envolvente (você sente tudo o que é descrito e se desliga do mundo enquanto lê);
  • Aborda questões humanas de uma maneira que te faz refletir.


Aspectos Negativos

  • A autora gosta de matar personagens no qual criamos afeição. 
Espero que tenham gostado do post de hoje. Se já leram Divergente, digam o que acharam... E se não leram... nossa opinião foi convincente? Rs :)
Beijos e até a próxima.

6 comentários

  1. Geeeeeeeeeeeente, super concordo com TUDO o que vocês falaram desse livro! Eu também não criei muitas expectativas em cima dele e não imagina que iria gostar TANTO de Divergente! Fique acordada até as 5h da manhã até terminar de ler pq simplesmente não conseguia parar!

    Adorei a resenha de vocês, parabéns!!!

    Beijos
    Débora - Clube das 6
    http://www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo completamente Débora, kkkkk.
      Li muito rápido esse livro, também não consegui parar..

      Bjim!!!

      Excluir
  2. Muito interessante essa categoria!! Estou querendo ler esses livros a algum tempo! Estou cada vez mais com vontade de ler, mesmo sabendo que a autora mata quem a gente gosta! rsrs Já vi que vou chorar!! rsrsrs

    Beijinhos
    blog-belavida.blogspot.com (meu mundo em tons pastéis)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te indico com toda a certeza Mirelle, você não irá se arrepender. Se possível, leia antes de ver o filme.

      Bjim!!!

      Excluir
  3. Adorei essa categoria :3
    Comprei Divergente na Black Friday, mas ainda não li. Estou louca para começar a leitura.
    Beijos,
    wesaysomething.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Bruna.
      Fico feliz que tenha gostado ^^
      E leia, siiiim *---* É ótimo!!!

      Beijinhos,
      May.

      Excluir