Resenha: As Peças Infernais #1: Anjo Mecânico

Oi gente! Aqui é o Lucas Mendes e hoje, vou falar de um livro que eu li há pouco tempo, mas que fazia muito tempo que queria lê-lo. Estou falando de Anjo Mecânico, o primeiro livro da trilogia As Peças Infernais da autora Cassandra Clare. Nunca resenhamos nada da autora aqui no blog, mas eu gosto muito dela, já li todos os livros da série Os Instrumentos Mortais e, para a alegria dos Shadowhunters, ela acabou criando esta trilogia que se passa a anos atrás, porém no mesmo universo dos Caçadores de Sombras



Título original: The Infernal Devices: Clockwork Angel
Autor: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Ano: 2012
Páginas: 392

Classificação: 


Sinopse: Anjo mecânico apresenta o mundo que deu origem à série Os Instrumentos Mortais, sucesso de Cassandra Claire. Nesse primeiro volume, que se passa na Londres vitoriana, a protagonista Tessa Gray conhece o mundo dos Caçadores de Sombras quando precisa se mudar de Nova York para a Inglaterra depois da morte da tia. Quando chega para encontrar o irmão Nathaniel, seu único parente vivo, ela descobrirá que é dona de um poder que capaz de despertar uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das forças do submundo. 



***


Bem, quem me conhece sabe que eu sou Shadowhunter roxo! Simplesmente amo a mitologia desses "seres" tão egocêntricos e tão fantásticos e toda a narrativa de Clare. Já li todos os cinco livros da série Os Instrumentos Mortais (aguardo ansiosamente o lançamento do sexto e último!!) e estava com muita expectativa de ler a trilogia As Peças Infernais que segue esta mesma mitologia, porém anos atrás em uma Londres Vitoriana. 

Eu não costumo ler livros que se passam neste estilo de época - não que eu não goste - mas não é lá a minha praia e nem de longe, me prende tanto. Quando comecei a ler este livro, me surpreendi demais, pois me prendeu de uma forma bombástica (sei que é super clichê dizer coisas do tipo: "Wow! Não consigo largar o livro, oh meu Deus..."), mas sinceramente, foi o que aconteceu. 

A narrativa se inicia quando Tessa Gray, chega de Nova York em Londres, a procura de seu irmão mais velho, pois seu único parentesco nos Estados Unidos, sua tia, morrera. Seu irmão Nate, havia se mudado pra Londres havia um tempo, para procurar emprego e mandar uma quantia de dinheiro pra tia e pra irmã. Chegando lá, duas senhoras um tanto "sinistras" a recebem, dizendo que estavam com uma carta de seu irmão que dizia que não poderia ir buscá-la. Tessa acreditou, afinal aquela era a letra de seu irmão e tudo o mais. Porém, ela não fazia ideia de que, na verdade, as duas senhoras eram feiticeiras que estavam interessadas em um poder que afirmavam que Tessa possuía, um poder a muito oculto. E seu irmão, estava desaparecido.

Quanto aos personagens, Tessa é muito sensacional! Não estou exagerando. Ela é muito decidida e pé no chão, um pouco diferente da Clary se querem saber. Ela é muito intensa e quando tem que fazer uma coisa, ela o faz sem hesitar. Outros personagens como Will Herondale, (que é igualmente sarcástico como Jace) e Jem Carstairs, que é bem passivo, são muito legais também. O Will é muito... ARGH. Às vezes o leitor quer simplesmente, que ele morra na história de tão chato que ele pode ser. 

Creio que a Clare amadureceu bastante na escrita desta nova série. Podemos notar isso, pois desde o início a narrativa é poderosa e "UAU!", então... nada de sono durante a leitura. 

Pra quem curte a série Os Instrumentos Mortais e (ou), pra quem não curtiu tanto assim, creio que As Peças Infernais possa superar e te surpreender. 

Bem, é isso, espero que tenham gostado e que a resenha te ajude a ler esta obra da maestra literária mais querida do mundo! 


Abraços,






4 comentários

  1. Lucaaaas, estou louca pra ler este livro! E agora você me deixou com mais vontade ainda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério Beatriz? É muito bom mesmo...

      Fico feliz em ter ajudado! ;)

      Excluir
  2. Gostei mas dessa série do que da "Instrumentos Mortais". Acho que é pelo cenário - adoro o estilo -.
    Li psicoticamente os dois primeiros em 3 dias e agora estou morrendo porque ainda não pude comprar o "Princesa Mecânica"
    Decididamente não dá para dormir!

    E a Tessa... Como eu amei a Tessa! Sinto falta de protagonistas que tem mais cara de príncipe guerreiro do que de princesa a espera do resgate, e ela me convenceu bastante nesse aspecto (e em tantos outros!)

    Ótima resenha!

    Ana Flávia ♛ Queen Reader - Venha conhecer o Castelo!
    http://booksandcrowns.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estou com medo de gostar ainda mais desta série também Ana, hahah. Eu ainda não li Princesa Mecânica também, mas estou super ansioso!

      Eu também amo a Tessa, muito mais que a Clary.

      Obrigado!

      Excluir