Resenha: A Lista Negra

Título original: Hate List
Autor: Jennifer Brown
Editora: Editora Gutenberg
Páginas: 272
Ano: 2012





Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas.


Fazia muito tempo que eu estava querendo ler este livro, principalmente, porque os comentários e críticas eram ótimos e pessoas como a Pâm indicavam constantemente esta leitura. Antes de falar sobre o livro, com toda a sinceridade (e não canso de dizer isso), este livro foi uma das minhas maiores experiências literárias. 

Atenção: Se você esta a procura de um livro, onde a garota completamente sem sal que é rejeitada no colégio, acaba dando a volta por cima sendo superpopular, este livro não é pra você. No decorrer da narrativa, o leitor se depara com uma personagem que esta tentando seguir em frente. Que esta tentando superar seus problemas...

A Lista Negra é o romance de estréia da autora Jennifer Brown e lançado no Brasil pela Editora Gutenberg.

A história trata-se da vida completamente desestruturada de Valerie, uma garota de dezessete anos que se encontra em uma situação complicada. Ok, complicada é a vida de qualquer adolescente normal e Valerie não é uma dessas. Ela é namorada, ou melhor, “ex” do garoto que tornou a cidade de Garvin um verdadeiro pesadelo.

Nick Levil era bem diferente dos garotos normais, ele se vestia diferente, tinha assuntos e ideais diferentes e isso chamou a atenção de Valerie, que logo se apaixonou por ele. E era recíproco.

Os dois logo começam a namorar e eram alvo de provocações dos populares do colégio. Ambos sofriam bullying, só pelo fato de serem diferentesExistia um modo com o qual os dois descontavam a raiva e o ódio que sentiam por essas pessoas. Eles colocavam os nomes, formando uma lista denominada A Lista Negra.

Essa lista foi crescendo conforme o tempo, as provocações e o ódio que sentiam, 
até que, enfim, ela foi executada.

Valerie nunca teve a intenção de realmente matar as pessoas da lista, esse era só um hobbie inocente habitual. Mas Nick não pensava assim, ele queria vingança. Queria ver a morte e a tortura e escolheu o mesmo cenário em que sofreu tantas provocações para isso; seu próprio colégio.

E foi assim, Nick tirou a vida de todos os seus “inimigos”, a sua própria e a de Valerie. Essa última não foi no sentido literal, mas quando todos acham que você também é culpado é a mesma coisa.

É extremamente difícil um livro causar emoções tão intensas em mim, mas este foi completamente uma lição. Não se trata só de “drama adolescente clichê”. Trata-se do que leva o ser humano a ser mau, a verdadeira amizade, a importância da família e o perdão. Creio que todos devem ler A Lista Negra, pode ser uma ficção, mas é algo que te faz refletir sobre muita coisa. 


Booktrailer 







É isso pessoal, espero que tenham gostado da resenha e que eu tenha ajudado e influenciado vocês a lerem este livro fantástico!

Abraços, 















3 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha Lucas, já faz um tempinho que esse livro está na minha wishlist, e quero muito muito lê-lo. A primeira pessoa que vi falando sobre esse livro foi a Pâm, e depois de tudo o que você disse minha vontade de lê-lo aumentou, com certeza!
    *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Danniele, é fantástico! Muito obrigado (:

      Excluir