Resenha: Extraordinário

Título original: Wonder

Autora: R. J. Palacio

Editora: Intrínseca

Páginas: 320

Ano: 2013
Avaliação:

Sinopse: August (Auggie) Pullman nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.


Extraordinário é um daqueles livros especiais. E falar sobre um livro especial se torna sempre muito difícil. Porém, ao mesmo tempo que tenho medo de causar expectativas superestimadas e medo de decepcionar, eu senti uma necessidade bem grande de resenhá-lo. Sem aquele meu costumeiro lenga-lenga de como foi que resolvi lê-lo, vou direto ao ponto (se quiser conferir a tag que fiz do livro, quando estava na página 100, clique aqui).

August é um garoto de 10 anos que passou sua vida inteira estudando em casa, devido às diversas complicações e procedimentos médicos aos quais foi submetido graças à uma síndrome genética que lhe impôs um rosto bem incomum (em seus apenas dez anos, já fora submetido à vinte e sete cirurgias). Ele mora com seus pais e sua irmã mais velha, Olivia (Via).


Acontece que chega o momento em que Auggie cursará o 5º quinto e sua mãe acredita que seja o momento certo de submeter o garoto à experiência de estudar numa escola de verdade. E é em torno dessa experiência que a história gira.

O livro é dividido em oito partes, narradas por familiares, amigos e conhecidos de August e, claro, por ele próprio. Essa característica faz da leitura uma experiência única e ainda mais especial, já que é possível analisar o impacto que uma alteração física pode ter em tantas vidas.



Durante seus dias na escola, é possível acompanhar de pertinho as experiências do Auggie, seus dilemas, a reação das pessoas ao vê-lo, as dificuldades que ele encontra, o surgimento de verdadeiras amizades, as decepções, as lições...

Em alguns momentos, me peguei pensando em por que isso aconteceu justamente com o Auggie ou em quanto os seres humanos valorizam e julgam a partir de nossa aparência física ou, ainda, no quanto a opinião alheia pode causar impactos em nossas vidas.

Coragem. Bondade. Amizade. Caráter. Essas são as qualidades que nos definem como seres humanos e acabam por nos conduzir à grandeza.

Mas, apesar dos momentos tristes, dos momentos reflexivos, preciso dizer que Auggie é um garoto especial. Não porque é portador de uma alteração genética que teve como consequência a deformidade de seu rosto, mas porque, acima de qualquer coisa, ele é um garoto inteligente, bem-humorado e com um jeitinho lindo, que conquista qualquer um.



Se eu pudesse, tornaria obrigatória a leitura deste livro para todos os seres humanos (essa parte estou reforçando que você precisa ler, Carol). Mas juntamente com a leitura, eu tornaria obrigatório o entendimento das entrelinhas, o impacto sentimental, a intensa reflexão e tudo o mais a que eu própria fui submetida.

Acho que devia haver uma regra que determinasse que todas as pessoas do mundo tinham que ser aplaudidas de pé pelo menos uma vez na vida.

E alguém aí já leu Extraordinário? Compartilhe sua opinião. Estou ansiosa para saber se R. J. Palacio conseguiu impactar infinitas pessoas da mesma forma que fez comigo *-*

Por hoje é só isso. Beijinho. Até a próxima.

Post da May: http://www.livreando.com.br/search/label/Post%20da%20May

10 comentários

  1. Adorei a sua resenha! Tenho muita vontade de ler este livro,quem sabe logo eu consiga!

    http://vicioseliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Niina ^^

      Que ótimo que gostou. Fico feliz. E, se tiver oportunidade, leia. Se não tiver oportunidade de ler, crie uma oportunidade, kkkkk. Mas leia. O livro é realmente lindo ♥

      Beijinho,
      May.

      Excluir
  2. Oii May, ainda não li, mas to louca para ler, ele está na minha wish list a um tempão!! hehehe
    Eu adorei sua resenha e concordo com você, livros assim, que causam um impacto sentimental nas pessoas, deveriam ser obrigatórios.
    A ignorância, preconceito, machuca e só quem está na pele, sofrendo, sabe como é!
    Adorei tua resenha, parabéns!

    Tem resenha nova lá no blog, vem conferir?
    Beijos!!
    http://traduzindo-sonhos.blogspot.com.br/2013/11/resenha-perdida-carina-rissi_20.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie :)

      Muito obrigada por comentar. E achei lindo você concordar comigo, rs. Acho que a humanidade seria melhor se a leitura desses livros (e a compreensão deles) impactasse todos, obrigatoriamente.

      Vou passar no seu blog, sim ^^

      Beijinho,
      May.

      Excluir
  3. Nossa que resenha linda!
    Realmente deve ser um livro maravilhoso e muito emocionante :)
    Livros dese tipo são memso difíceis de se resenha, mas também difíceis de se esquecer, o que é ótimo no final.
    O blog é todo lindo, as resenha pelo que vi são todas muito boas, já estou seguindo!
    Aproveitando que estou aqui e vou te convidar para participar dos sorteios que estão rolando lá no blog!
    Participe e boa sorte (:
    Beijos!
    tamigarotaindecisa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Tami :)

      Tenho um problema em resenhar livros que gosto muito, mas fico feliz em perceber que você gostou da resenha.
      Muito obrigada pelos elogios ao blog e por estar seguindo. Preciso concordar que os posts são bons mesmo (os meus não tenho tanta certeza, mas os outros são, rs *-*).

      E, ebaaaa, amo promoção. Hahaha. Vou passar lá no seu blog.

      Beijinho,
      May.

      Excluir
  4. Quando fiz a resenha desse livro tambem achei bem dificil... Como expressar o quanto ele é especial, ne?
    Adorei a resenha, seu blog é lindo!

    Da um passadinha no wesaysomething.blogspot.com ((:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patty ^^

      Vou lá ver sua resenha do Extraordinário *---*
      Fico feliz e agradecida por você ter gostado tanto do blog quanto da resenha. Obrigada.

      Beijinho,
      May.

      Excluir
  5. Você fez a resenha! *o* ~aplausos~
    E a resenha ficou maravilhosa! *o* ~maaaaais aplausos~
    May, você conseguiu repassar em palavras o que eu senti ao lê-lo, realmente parabéns, não é qualquer um que consegue! Amei amei amei <333

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Danni, que bom que você achou que consegui usar as palavras para descrever o que sentimos ao ler Extraordinário. Foi muito difícil e nós sabíamos que seria, ahaha.

      Obrigaaaada por aparecer por aqui *-* E fico feliz que tenha gostado.

      Beijinho,
      May.

      Excluir