Resenha: Bruxos e Bruxas

Título Original: Witch and Wizard
Autor: James Patterson e Gabrielle Charbonnet
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Ano: 2013


Sinopse: É como entrar em um pesadelo. Do nada, você é retirado de sua casa, preso, e acusado de bruxaria. Parece século 17, mas é o governo da Nova Ordem, e está acontecendo agora!
Sob a ideologia da Nova Ordem, O Único Que É O Único mantém seu poder à força, sem música, nem internet, nem livros, arte ou beleza. E ter menos de 18 anos já é motivo suficiente para que você seja suspeito de conspiração.
Os irmãos Allgood estão encarcerados nesse pesadelo e, para escapar desse mundo de opressão e medo, terão que contar um com o outro e aprender a usar a magia.



Novembro está aí, e com o lançamento de Dom, o segundo livro da trilogia, resolvi fazer a resenha de Bruxos e Bruxas, onde tudo se inicia. O livro foi feito em parceria com Gabrielle Charbonnet, e narra um mundo distópico cheio de fantasia.

Sempre tive curiosidade de ler algum livro de James Patterson, até que me deparei com Bruxos e Bruxas, o que não era muito difícil, afinal, a divulgação da obra foi tão intensa que até se eu nunca tivesse ouvido falar de Patterson, ainda assim compraria o livro. Parabéns ao departamento de publicidade. Mas vamos ao livro...

O mundo na verdade é plural, não singular. Entre a Terra das Sombras, a Terra Livre, a Superfície e o Submundo, é difícil não perder a conta.

Wisty e Whit são irmãos e também são considerados uma ameaça pela Nova Ordem, poder que governa o país. Acusados de bruxaria, os irmãos Allgood são arrancados de sua casa no meio da noite e levados para à “Prisão da Superfície” sem chance de defesa. Isso acaba causando uma grande curiosidade ao leitor.

No início você chega a se confundir sobre quem é quem na narrativa, já que os nomes são bem parecidos, mas não é difícil de você compreender quem é quem, até porque, Wisty (a irmã) tem uma personalidade marcante, suas falas cômicas saem naturalmente, coisa que achei meio forçado em Whit (o irmão). Mas ainda assim, você consegue ri em vários momentos com esses dois personagens e também com o fuinha. Sério! Dei muitas risadas com a relação Fuinha-Wisty.

Whit era incapaz de andar pela nossa casa sem derrubar alguma coisa. Total síndrome-de-touro-em-loja-de-porcelana.

Durante a narração, os irmãos Allgood vão tomando consciência dos poderes que possuem, se autoconhecendo mais uma vez. E tentam de todas as formas lutar contra o poder autoritário que é colocado pelo Único Que É O Único.

O livro traz muitos personagens interessantes como a enfermeira-chefe que exala maldade, Sasha que ainda não sei se posso confiar ou não, e a Célia, namorada de Whit. A relação de Whit e Célia traz o toque do romance a história. Os dois são muito apaixonados, e as demonstrações de amor às vezes faz com que esqueçamos a real situação dela.

Então, nos unimos. De verdade, como se fôssemos uma pessoa só. Era calor, era paz, era beleza pura. Eu era parte da Célia e ela era parte de mim.

O livro é cheio de aventuras, tramas e também risadas. Sua leitura é muito dinâmica, não é cansativa, te faz querer devorar as páginas do livro, tanto que li ele em 6 horas. A capa é linda! Depois que li, reparei nos detalhes. Ainda assim, por toda a propaganda feita, esperava mais, espera um aprofundamento no mundo da Nova Ordem, e pelo fato da narrativa ser muito dinâmica, algumas coisas ficaram mal explicadas, mas como é uma trilogia, vamos ver se esse problema será resolvido mais à frente.

O primeiro livro não me decepcionou, apesar de alguns pontos negativos, é uma boa leitura e te envolve, te faz querer ler a continuação, um livro que te faz ler para relaxar,

Eles têm medo de mudança, e nós precisamos mudar.
Eles têm medo de jovens, e nós somos jovens.
Eles têm medo de música, e música é a nossa vida.
Eles têm medo de livros, e do conhecimento, e de ideias.
Acima de tudo, eles têm medo da nossa magia.





Já leram esse livro? O que acharam?
Compartilhem suas opiniões conosco através dos comentários.
Bjim!!!










10 comentários

  1. Acredita que eu ainda não li Bruxos e Bruxas, estou super atrasada, rsrs.
    Esse livro tem divido opiniões e estou louca p conferir, mas falta tempo,.
    Adorei a resenha e o blog. Já estou seguindo.
    Bjs
    Aline Lima
    http://alinenerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente ele divide bastante opiniões, mas a leitura tem essa capacidade.
      Para mim, ele não foi um dos melhores mas gostei da leitura.

      Bjim Aline

      Excluir
  2. É, tá todo mundo dizendo que, por causa da propaganda, todo mundo esperava muito mais. Estou esperando essas impressões saírem da minha cabeça para ler sem esperar absolutamente nada. :)

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Laura,
      Realmente a publicidade é maior que o próprio livro, mas o livro traz uma leitura agradável. A decepção é mais pelo fato de esperar mais do que o próprio livro pode oferecer.

      Bjim!

      Excluir
  3. Olá Tammy.

    Tenho bastante interesse no livro, estava com saudades de um livro desse estilo.
    Pretendo ler toda a trilogia.
    Ótima resenha.

    Beijos.
    - Magno Nascimento | Clube das 6 (Participações especiais)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Magno,
      Também gostei do estilo, ele tem vários pontos soltos que se explorados, poderemos ver uma grande evolução da trilogia.

      Bjim!

      Excluir
  4. Eu achei Bruxos e Bruxas muito diferente do que tinha imaginado sabe... Achei infantil na verdade! Essa capa super adulta não condiz com o vocabulário e o dicionário do livro. Me decepcionei bastante James ='(

    ResponderExcluir
  5. Olá Vitoria,

    A leitura realmente é simples, mas não chega a ser um livro impossível de ler, como eu disse, é um livro que dar para relaxar.
    Foi o primeiro livro que li de Patterson, e realmente espera mais, ainda assim, darei outra oportunidade ao autor.

    Bjim!

    ResponderExcluir
  6. Nossa essa resenha tirou todas as minhas dúvidas, comprei os livros e chegaram hoje, já vou devora-los. Parabéns pela matéria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que a resenha esclareceu as suas dúvidas Rafa.
      Boa leitura e depois me diz o que achou =D

      Excluir