Quotes: A culpa é das estrelas

Oi livreadores de plantão!
Hoje é dia de Quotes e eu escolhi os quotes de nada mais, nada menos que A culpa é das estrelas! Aplausos, por favor! Não sei se já disse aqui no Blog, mas A culpa é das estrelas é meu livro favorito. Então bom, vamos aos quotes que são muitos e olha que eu selecionei bem para não postar o livro inteiro aqui, rs. Alguns são beeem populares por aí (efeito colateral de acede (in)felizmente ter virado modinha), outros nem tanto. Mas todos são lindos!

Título original: The Fault in Our Stars
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Páginas: 288

Sinopse: A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.



Chegará uma época em que não restarão seres humanos para recordar que alguém sequer existiu. Não sobrará ninguém nem para recordar Aristóteles ou Cleópatra, quanto mais a ti. 

'As vezes o universo quer ser notado.' É nisso que eu acredito. Acredito que o universo quer ser notado. Acho que o universo é, questionavelmente, tendencioso para a consciência, que premia a inteligência em parte porque gosta que sua elegância seja observada. E quem sou eu, vivendo no meio da história, para dizer ao universo que ele, ou a minha observação dele, é temporária? 

Não sou formada em matemática, mas sei de uma coisa: existe uma infinidade de números entre 0 e 1. Tem o 0,1 e o 0,12 e o 0,112 e uma infinidade de outros. Obviamente existe um conjunto ainda maior entre o 0 e o 2, ou entre o 0 e o 1 milhão. Alguns infinitos são maiores que outros (...) Há dias, muitos deles, em que fico zangada com o tamanho do meu conjunto ilimitado. Eu queria mais números do que provavelmente vou ter. 

Esse é o problema da dor, ela precisa ser sentida.                                                                        

Mas eu acredito em amor verdadeiro, sabe? Não acho que todo mundo possa continuar tendo dois olhos nem que possa evitar ficar doente, e tal, mas todo mundo deveria ter um amor verdadeiro, que deveria durar pelo menos até o fim da vida da pessoa.

Meus pensamentos são como estrelas que não consigo organizar em constelações. 

Aparentemente, o mundo não é uma fábrica de realização de desejos.                                   

Sem dor, não poderíamos reconhecer o prazer.                                                          

Eu sou tipo. Tipo. Sou tipo uma granada, mãe. Eu sou uma granada e, em algum momento, vou explodir, e gostaria de diminuir a quantidade de vítimas, tá? Eu sou uma granada. Só quero ficar longe das pessoas, ler livros, pensar (...) Não estou deprimida. Não preciso sair mais. E não posso ser uma adolescente normal porque sou uma granada. 

Me apaixonei do mesmo jeito que alguém cai no sono: gradativamente e de repente, de uma hora para outra.

Às vezes, um livro enche você de um estranho fervor religioso, e você se convence de que esse mundo despedaçado só vai se tornar inteiro de novo a menos que, e até que, todos os seres humanos o leiam. E aí tem livros como “Uma aflição imperial”, do qual você não consegue falar – livros tão especiais e raros e seus que fazer propaganda da sua adoração por eles parece traição. 
 
— Okay?
— Okay. 


Bom, gente foi isso. Espero que tenham gostado! Eu amei fazer esse quotes porque pude relembrar minhas frases favoritas e foi uma "desculpinha" pra reler alguns trechos do livro, rs. Então é aquela mesma coisa de sempre, quem gostou e quem não gostou também, comenta. Amo saber a opinião de vocês. Às vezes o post tem tantas visualizações e nenhum comentário e isso é triste, logo, comentem! Okay? rs. Beijos, e até a próxima!

2 comentários

  1. Um livro incrível, tá minha estante lido e relido (e relido novamente). Esse livro me fez querer todos os outros do John Green ^^
    O quotes ficou muito fofo, com partes realmente marcantes de livros. Adorei =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eduarda!
      Este livro também me fez querer todos os outros do Green.
      Que bom que gostou, tentei escolher a mais fofas, rs.

      Beijinhos

      Excluir