Livreando News: A Culpa é das Estrelas, o filme

Oi, pessoinhas.

No fim de janeiro deste ano a MTV americana divulgou que o best-seller de John Green, “A culpa é das estrelas”, iria para as telonas.


Os inúmeros leitores do livro receberam a notícia com diversas reações. Alguns amaram a ideia logo de cara (afinal, tem coisa melhor do que ver – literalmente – as cenas de um livro que você gostou muito?). Já outros receberam a notícia com um choque, como se o mundo estivesse desabando (até entendemos, no fim das contas, por que existe algo pior do que a imagem perfeita de seus personagens favoritos ser destruída com uma interpretação/roteiro errado?). 

Aconteceu, porém, que no meio de tudo isso, as gravações começaram a rolar. Algumas opiniões mudaram, outras se fortaleceram. E eu estou aqui para falar um pouco de como tudo isso aconteceu...


Ainda quando tudo não passava de expectativa, logo que a possibilidade de haver um filme foi divulgada (e ainda se cogitava que as gravações começariam em 2013), surgiram as primeiras notícias que nos fizeram acreditar que realmente era real.

Foi anunciado que Marty Bowen e Wyck Godfrey (os produtores de Crepúsculo) estariam na produção do filme. O roteiro ficou por conta de Scott Neustadter e Michael H. Weber – roteiristas de (500) Dias com Ela – e Josh Boone foi confirmado para a direção.


                    

 Acima, temos Josh Boone (à esquerda), Marty Bowen e Wyck Godfrey (no meio) e Scott Neudstadter e Michael H. Weber (à direita)

Escolhidos os produtores, roteiristas e diretor, era a hora mais esperada (e também temida): a escolha dos atores. O que mais se podia encontrar por aí eram especulações. Para interpretar Hazel Grace, surgiram nomes como Emma Watson, Mae Whitman, Sami Gayle, Hailee Steinfeld e Abigail Breslin.
Já para o papel do nosso (amado e cheio de ironias) Augustus Waters, foram cogitados David Lambert, Douglas Booth, Drew Roy, Daniel Sharman e Thomas Mann.

Nesta etapa, John Green preferiu não interferir (sendo assim, não o culpem por Isaac não ser loiro e Gus não ter os olhos azuis, hahahaha).

Depois de uma seleção contendo nada mais, nada menos que 250 atrizes, Shailene Woodley foi escolhida para interpretar Hazel (a atriz, inclusive, não demorou para cortar seus cabelos, comentando em seu Twitter: "Trabalho em andamento... mas felizmente ele cresce de volta!")

Após a escolha de Shailene, foi escolhido Ansel Elgort para interpretar Augustus. No momento em que as filmagens começaram, as coisas ficaram bem mais interessantes... John Green divulgou fotos e vídeos muito legais em seu Twitter e Instagram. Confesso que eu achei tudo muito fofo, principalmente a relação dos atores com o Green, as brincadeirinhas e a aparente cumplicidade deles.

Depois de tudo isso, ainda foram confirmados para o elenco Nat Wolff (que interpretará Isaac) e Laura Dern (a sra. Lancaster, mãe da Hazel). Além de outros, conforme imagem abaixo (encontrada pela rede, rs):



Pelo que vi por aí, há muita insatisfação com a escolha dos atores, mas sou da opinião de que devemos confiar no John Green e em toda a equipe que (espero) vão tratar com carinho essa história tão especial.



No dia 09 de outubro, John Green teve seu último dia em Pittsburgh no set de filmagem do filme. Seu tweet no dia agradecia ao elenco por “fazer literalmente seu sonho se tornar realidade”. E eu já estou sentindo falta das atualizações das redes sociais dele em tempo real no set ^^

Tweet mencionando o último dia em Pittsburgh e o agradecimento à equipe.

Foto Publicada no Instagram de John Green.
"Último dia com meu Gus, @anselelgort. Sem filtros [do instagram] porque ele não precisa de um"

Foto Publicada no Twitter de John Green.
"Eu vou sentir sua falta, @shailenewoodley. #tfiosmovie"
Depois de tanto trabalho, tantas hipóteses, tanta ansiedade, foi divulgada pela Fox 2000 Pictures a data de estreia de ACEDE nos Estados Unidos: 6 de junho de 2014. No Brasil, ainda não temos uma previsão, mas resta dizer que todos (por um motivo ou outro) estamos esperando o momento para checar o resultado de tudo isso.

Mas... ansiedade é um efeito colateral de se estar aguardando.

 



 


Vou ficando por aqui com o post de hoje. Espero que tenham gostado. E, se tiverem novidades, compartilhem.

Uma última coisa: Tem algum nerdfigther por aí? Post sobre John Green precisa terminar diferente.

Beijinho. E Don’t Forget To Be Awesome. Até a próxima. 


http://www.livreando.com.br/search/label/Post%20da%20May







OBS: As fotos foram "roubartilhadas" do Instagram  e do Twitter do nosso querido John.

6 comentários

  1. Pra mim, a melhor escolha para ator foi do Isaac, porque eu imaginava ele exatamente assim! hahahaha Estou com um misto de sensações, por um lado feliz por essa história linda estar virando filme, mas por outro com medo de eles estragarem, como fizeram com muitas outras adaptações, e bastante ansiosa também! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dannizita ^^

      Para mim, a melhor escolha foi o Patrick, kkkkk. E a mais difícil de aceitar foi o Gus.
      Quanto ao filme, sou do time que recebeu a notícia e se apavorou de medo do resultado. Ainda estou meio apreensiva, mas confiando na equipe do Green... :)

      Obrigaaaada por estar interagindo por aqui :D

      Beijinho,
      May.

      Excluir
  2. Ainda não li o livro, masv ou ler antes de ver o filme ;-)

    http://vicioseliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Niina ^^

      Mesmo que assista o filme, eu super recomendo ler o livro. O jeito de escrever do Green é cativante. E é sempre bom ver a essência original da história *----*

      Obrigada por estar por aqui.

      Beijinho,
      May.

      Excluir
  3. Achei que o Isaac fosse loiro e a Monica morena.

    ResponderExcluir