Literaturiando: chick-lit, distopia, young adult

Oi, pessoalzinho.

Hoje vamos estrear uma nova categoria: Literaturiando. Aqui o nosso objetivo é falar um pouco mais sobre o mundo da leitura: curiosidades, explicações ou qualquer outra coisa relacionada ao mundinho literário.

O tema de hoje é gêneros literários. De uns tempos para cá, tenho observado a existência de vários gêneros que nem havia notado. E quando alguém pergunta: “Que livro é este que está lendo? Fala sobre o que?” às vezes acabo me confundindo na resposta. Se eu falar “Ah, é um romance”, a pessoa se contenta. Mas e se eu respondesse “chick-lit”, “distopia” ou “young adult”, por exemplo? Será que a compreensão seria tão imediata?

Sendo assim, hoje resolvi falar dos três gêneros citados ali em cima. Se eu estiver errada, podem me corrigir nos comentários, afinal como eu já citei, isso é meio novo para mim ^^


Chick-lit

Definição: Trata-se de um gênero literário onde a personagem principal é uma mulher moderna. Por este motivo, é chamado de “literatura de mulherzinha”. Normalmente os livros são engraçados, leves e trazem uma temática moderna, onde as mulheres vivem os problemas do nosso mundo atual. Outra característica é a idade das protagonistas, normalmente entre 15 e 30 anos.

Quando surgiu: A personagem pioneira do gênero foi a inglesa Bridget Jones, em 1977.

Algumas autoras que escrevem chick-lit: Meg Cabot, Paula Pimenta, Sophie Kinsella.

Alguns livros chick-lit:
  

Distopia

Definição: A distopia é um gênero literário que carrega um contexto contrário à utopia (onde as coisas são certinhas, perfeitas e “em ordem”, como num sonho, digamos assim). Normalmente os livros deste gênero são contextuados em uma sociedade que vive sob um regime governamental rígido e único, que exerce poder sobre todas as diversas divisões estabelecidas dentro dele (e por ele). Além disso, os livros deste gênero também apresentam outras semelhanças, como: crítica social e política, referência a um futuro imaginado a partir dos problemas do nosso mundo atual, referência à estupidez coletiva, etc.

Quando surgiu: Pelas pesquisas que fiz, ao que tudo indica o gênero não é tão novo assim. Há exemplo de um livro distópico datado em 1895: “A máquina do tempo”, de H. G. Wells.

Alguns autores que escrevem distopia: George Orwell, Suzanne Collins, Philip K. Dick, Veronica Roth, Kiera Cass.

Alguns livros distópicos:



Young Adult

Definição: Os livros Young Adult (conhecido também como YA), são livros para “jovens adultos” seguindo o raciocínio da tradução literal. Esses livros tem como público os jovens de 12 a 18 anos e, como característica, tem os temas mais “adultos” apresentados com uma linguagem voltada ao público jovem, às vezes até se passando em um Universo Alternativo.

Quando surgiu: Não sei dizer ao certo quando surgiu, mas em uma matéria do “Dose Literária”, é citado o livro “O apanhador no campo de centeio”, escrito por J. D. Salinger em 1945, e que já apresentava características do gênero.

Alguns autores que escrevem Young Adult: J. K. Rowling, Stephenie Meyer, Meg Cabot.

Alguns livros Young Adult:
  

E então? O que acharam? Aceitamos sugestões para os próximos Literaturiando e, inclusive, novos gêneros literários que vocês gostariam que fossem resumidos aqui. Não deixem de comentar ^^

Beijinho e até a próxima. 



13 comentários

  1. Respostas
    1. Olá, Bárbara.

      Olha, pelo que li em "O caçador de pipas" e o conceito de distopia, não consegui identificar as características no livro. Acho que ele é classificado como um romance...

      Obrigada por ter lido.
      Beijinho,
      May

      Excluir
  2. Oi,

    vim te avisar que te indicamos para um selinho. Confira lá no blog: http://pedacosdomundoblog.blogspot.com.br/2013/11/selo-versatile-blogger-award.html

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu sou apaixonada por Distopias <3
    É bom sempre estar explicando um pouquinho sobre cada gênero para que os leitores não se percam.
    Amei o post!
    Beijos.
    http://btocadoslivrom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bárbara ^^

      Também sou apaixonada por distopias *----*

      Fico feliz que tenha gostado do post, pois também achei o tema sugestivo :D

      Beijinho,
      May.

      Excluir
  4. Amei o literaturiando, meu deus, me esclareceu tantas dúvidas! Arrasou, May!

    Beijinhos,
    Carol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caroooooool ♪

      Você por aqui ^^
      Que bom que você gostou. Fico feliz. E é engraçado te responder, mas enfim... obrigada(?) :)

      Beijinho,
      May.

      Excluir
  5. Gosto de Young Adults.
    Minha irmã é apaixonada por chick-lits! Tem todos da Marian Keyes.

    Adorei o blog, estou seguindo.
    Tudo muito fofo aqui.
    Beijão!
    www.enfimepilogo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nicolly.

      Eu gosto muito de chick-lit também ^^ (e confesso que também curto demaaaais distopia, haha *-*)

      Muito obrigada pelo comentário e por estar seguindo... assim que der, darei uma passadinha no seu blog para conhecer :)

      Beijinho,
      May.

      Excluir
  6. Oiee =)
    Vim conhecer o blog, afinal iremos participar do mesmo sorteio, já estou seguindo.
    Gostei da postagem, mas desses livros só li, Tamanho 42 não é gorda e Carolane que amei!!

    Beliscões carinhosos da Máh ♥
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Máh ^^

      Obrigada por ter passado por aqui. Pretendo seguir o seu exemplo e visitar seu blog, assim que eu conseguir um momento para isso :)
      Eu não li todos do post também e, a propósito, li Tamanho 42 Não é Gorda. Gostei bastante... você gostou?

      Beijinho,
      May.

      Excluir
  7. Apesar de gostar de todos os gêneros, tenho um carinho especial por distopias ღ
    Amei o post e foi super esclarecedor May! *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gosto dos três, mas aaaamo distopia. E chick lit (principalmente a série Heather Wells, da Meg... *-*)

      Obrigadinha de novo, Danni.
      Beijinho,
      May.

      Excluir