Juntas, porém separadas: Quem é você, Alasca?


Olá gente!

Hoje estamos de volta com o Juntas, porém separadas! Que como vocês sabem é uma coluna na qual duas blogueiras (ou mais) leem o mesmo livro, ao mesmo tempo, mesmo estando a quilômetros de distância. Logo, elas estão lendo juntas, porém separadas... Mas enfim, indo ao que interessa, o livro escolhido da vez foi Quem é você, Alasca? do autor John Green, nosso queridinho aqui do blog. E as blogueiras que leram foram a Carol e a May. Então vamos conferir o que elas acharam?







Titulo original: Looking for Alaska.
Autor: John Green
Editora: WMF Martins Fontes
Ano: 2010
Páginas: 240
Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez".


  • Impressões da Carol quanto ao livro:
Bom, quando ganhei esse livro da May (sim, além de lermos juntas ela me deu o livro, dá pra acreditar?), eu fiquei super ansiosa pra ler, porque 1) é um livro do John Green 2) eu amei a sinopse dele 3) é um livro do John Green. Pois é, ser um livro do John Green foi o fator principal, porque John Green é o cara do momento. E bom, digamos que eu esperava demais do livro, acho que foi isso. Porque pela primeira vez John Green me decepcionou, e não sei como isso foi acontecer, porque John Green não decepciona! Mas enfim, vamos falar do que o Green fez de tão sério pra me decepcionar.
No livro, você se depara com Miles, o "Gordo" um garoto sem amigos, nerd e viciado em últimas palavras, ou seja, mais um personagem estranho do Green. E Miles quer ir em busca do "Grande Talvez", então resolve ir para uma colégio interno no qual seu pai estudou. E é chegando lá que a história acontece. Miles conhece o "Coronel", seu colega de quarto, um cara esquentadinho, inteligente e que adora trotes. E o Coronel lhe apresenta Ela, a personagem mais perfeita que Green ousou criar, Alasca Young. Alasca é simplesmente demais. Meu Deus, acho que nunca me identifiquei tanto com uma personagem. E Alasca faz a história valer a pena. A história só é boa quando Alasca está "em cena". E esse é o problema, o personagem principal não tem uma vida. Não tem uma personalidade. Não tem nada. Só Alasca. Tudo se resume a Alasca. E eu me pergunto como Green conseguiu criar uma personagem tão legal e vai lá e cria um protagonista tão "sem sal", faltou graça, atitude e um milhão de outras coisas no Miles. E isso que estragou quase tudo! Só Alasca tem graça. Ela é a alma do livro. Então digamos que o livro não é ruim. Mas falta algo. 

Green como sempre nos apresenta histórias meio inusitadas, que nos arrancam sorrisos, mas tem um grande problema além da falta de personalidade do protagonista. O livro é divido em dias antes de um x acontecimento e depois desse acontecimento. E é este acontecimento que estraga tudo. Quando PUF. Aconteceu. Minha vontade era matar o John Green. Eu queria chorar, espernear. Eu queria mudar o acontecido. Eu só pensava "não, isso não aconteceu, é uma pegadinha, no final vou descobrir que era tudo mentirinha". Mas não era. E enfim, não posso falar mais, se não vira spoiler.

A narrativa é boa, Green é impecável nesse aspecto. Só que o livro não consegue ser bom. Ele é legalzinho. E mexe com seus sentimentos, mas não é incrível como ACEDE.

Enfim, eu não gostei muito, mas todo mundo que lê AMA esse livro. Logo recomendo que você leia e me conte sua opinião. Mesmo com tudo, Alasca é um livro que é preciso ser lido. Sentido. Mas nem sempre amado. Enfim, deixando bem claro que respeito a opinião e o gosto de todo e qualquer um e que aqui expressei apenas a minha opinião quanto ao livro, se você já leu, me diga o que pensou. haha'

Avaliação:

http://www.livreando.com.br/search/label/Post%20da%20Carol









  • Impressões da May quanto ao livro:

Desde que terminei de ler "A culpa é das estrelas" que ouço falar de "Quem é você, Alasca?" e como Green me cativou com seu jeito de escrever, assim que tive oportunidade, fui adquirindo seus outros livros. E chegou a vez de ler "Alasca". É difícil falar sobre esse livro sem spoilers, mas eu tentarei.

O livro começa mostrando determinados dias "antes" e uma das coisas que me causou um certo receio foi justamente isso: "Antes do que?". A cada página que o acontecimento marcante (quer qual ele fosse) estava mais próximo, aumentava o meu medo. E ao mesmo tempo que esperava quase desistindo de ler com medo (verdade... me sentia apavorada com o que ia acontecer, rs), fui me apegando aos personagens. O Gordo com sua mania de últimas palavras e sua busca pelo Grande Talvez, o Coronel com seu jeito "esquentadinho" e beberrão, Alasca com seu jeito maluco, mas ao mesmo tempo cativante. 

E, de repente... PUF. Acontece. Neste momento John Green me fez passar por um processamento psicológico que me fez 1) ter vontade de chorar, mas segurar as lágrimas, por raiva 2) não acreditar no acontecimento e fechar o livro pensando em nunca mais voltar a abrir 3) parar e pensar que eu tinha que prosseguir, afinal ainda estava praticamente na metade do livro 4) voltar a ler e tentar entender o porquê daquilo 5) acostumar com a ideia e pensar: "Pois é. Na vida real também costuma ser assim".

"Quem é você, Alasca?" receberia facilmente 5 estrelas, mas o acontecimento me deixou confusa. Fiquei meio "sem chão" com o objetivo da história. Mas gostei, apesar de tudo. Se recomendo a leitura? Sim, recomendo. Mas se prepare psicologicamente... #FicaDica hahaha.

Avaliação:
 

  • Aspectos Positivos:

    - Narrativa bem estruturada;
    - Humor;
    - Personagens bem construídos e fáceis de se envolver (principalmente Alasca).

  • Aspectos Negativos:

    - Um acontecimento estraga a história;
    - Protagonista não tem personalidade.
    Este foi mais um Juntas, porém separadas. Esperamos que tenham gostado. Não deixem de comentar.
    E mais uma coisinha: mais alguém aí já leu "Quem é você, Alasca"? O que acharam do livro?

    Beijinhos e até mais! :)

5 comentários

  1. Cara, pra mim esse é o MELHOR livro do John Green! Mil vezes melhor que ACEDE. A moral da história é simplesmente uma das melhores lições de vida, virou meu livro favorito do ano e quem sabe um dos melhores que já li na vida ahahaha eu amei de verdade!

    Débora - Clube das 6

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Débora :)

      Isso é ótimo. O John Green acertou em seus livros e acaba conquistando cada pessoa em um livro diferente. Talvez, falo por mim, eu tenha ficado meio chocada demais com o "acontecimento" e deixado de perceber toda a genialidade por trás deste livro. Mas também achei muito bom...

      Beijinho,
      May.

      Excluir
  2. Fiquei muito curiosa pra ler o livro e descobrir qual é esse tão falado acontecimento, haha. Adorei a coluna, parabéns!
    http://livroscomchadastres.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Gabriela. Se tiver oportunidade leia o livro, também... E depois diga o que achou *---*

      Beijinho,
      May.

      Excluir
  3. Meus parabéns! Amei a maneira que vc usou para se
    expressar, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso...
    se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas
    religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias
    cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus
    jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura...a capa
    do livro é linda ela traz o universo como tema.

    http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=78725243

    ResponderExcluir