Lançamentos Mês Maio: Editora Jangada e Pensamento


Confira os lançamentos desse mês do Grupo Editorial Pensamento que está cheio de ótimas opções!

Concurso cultural: O melhor conto sobre zumbis

PARTICIPE DO MELHOR CONTO SOBRE ZUMBIS O melhor conto sobre zumbis será publicado na edição comemorativa de 1 ano da revista literária CONEXÃO LITERATURA, DE JULHO/2016, com direito a entrevista com o autor do melhor conto selecionado por nós. O autor também será mencionado no site UNIVERSO ZUMBI, o maior portal sobre zumbis do Brasil. 

Pré venda: Segundo livro da série Cariocas, Ardente em pré venda!

Sinopse: Ardente é um dos livros da série "Cariocas" que conta a história de Alice, uma mulher forte, independente e sem limites em sua busca pelo prazer. Após anos de relacionamento com Marcos, ela fica desapontada quando ele decide forçá-la a um relacionamento monogâmico e coloca um ponto final no namoro. Nesse meio tempo, Alice conhece Dimitris através de sua amiga Clara. Dimitris, além de ser sócio na empresa do seu melhor amigo e ter seus próprios negócios, consegue encontrar tempo para levar uma vida regada a sexo e estar sempre rodeado por lindas mulheres. Alice e Dimitris embarcam em uma viagem cheia de luxúria, diversão e muito sexo... E quando eles acham que não há espaço para o amor nesse tipo de relação, eis que ele aparece para virar o mundo deles de cabeça para baixo. Ardente é um dos seis livros que contam a história de cinco mulheres que são amigas desde os tempos da faculdade: Alice, Giulia, Ana, Lívia e Clara (protagonista do livro "Voraz") vão fazer você viver junto com elas novos conceitos sobre sexo e aventura.
O livro está em pré venda e o lançamento será no dia 30/05. Você pode garantir seu exemplar no link ao lado>> Compre aqui


Resenha: Primeiros contos de Truman Capote

Título: Primeiros contos de Truman Capote 
Título Original: The early stories of Truman Capote 
Autor: Truman Capote 
Editora: José Olympio 
Páginas: 160 
Ano Lançamento: 2016 
Sinopse: Reunião de contos inéditos, descobertos em 2013, na Biblioteca Pública de Nova York. Textos curtos e fortes, que já demonstram o talento para narrar histórias e a capacidade de empatia do autor, que se tornaria um dos mais importantes escritores do século XX com os emblemáticos Bonequinha de luxo e A sangue frio. Se os contos encontrados neste livro pudessem ser lidos como cinema, nos remeteriam aos filmes de Lucrecia Martel: as cenas são cotidianas e quase banais, mas ao entrar nas histórias, a sensação é de uma constante tensão. A atenção ao detalhe pareceria sem importância se não fosse um dos motores para sentirmos uma catástrofe iminente, que pode ser desencadeada a qualquer momento ou até não acontecer. De todo modo, ficamos muito próximos dos personagens e nos identificamos com eles, como se o autor tocasse na vida sem tentar explicá-la. 

Resenha: O cemitério de Praga

Título: O cemitério de Praga 
Título Original: Il cimitero di Praga 
Autor: Umberto Eco 
Editora: Record
Páginas: 480 
Ano Lançamento: 2011 
Sinopse: “Uma obra destinada a se tornar um clássico” – La Repubblica Personagens históricos em uma delirante trama fantástica. Trinta anos após O nome da rosa, Umberto Eco nos envolve, mais uma vez, em uma narrativa vertiginosa, na qual se desenrola uma história de complôs, enganos, falsificações e assassinatos, em que encontramos o jovem médico Sigmund Freud (que prescreve terapias à base de hipnose e cocaína), o escritor Ippolito Nievo, judeus que querem dominar o mundo, uma satanista, missas negras, os documentos falsos do caso Dreyfus, jesuítas que conspiram contra maçons, Garibaldi e a formação dos Protocolos dos Sábios de Sião. Curiosamente, a única figura de fato inventada nesse romance é o protagonista Simone Simonini, embora, como diz o autor, basta falar de algo para esse algo passar a existir... 

[Descomplicando] As Crônicas Argumentativas

Voltando a falar de crônicas.... Tenho algumas curiosidades sobre elas, que vou dividindo com vocês ao longo dos posts.

Bom, aqui no Brasil os maiores cronistas são: Fernando Sabino, Luis Fernando Verissimo, Millôr Fernandes, Arnaldo Jabor, Martha Medeiros, Rubem Braga, Machado do Assis, Lima Barreto, João do Rio, Cecilia Meireles, Nelson Rodrigues, Paulo Mendes Campos, Clarice Lispector, Carlos Drummond de Andrade, Vinicius de Moraes.

Esses escreveram um pouco de tudo! Mas com certeza suas crônicas (de todos os tipos) até hoje nos deixam impressionados com a qualidade dos textos e a forma única de se expressarem. 

Crônica é um texto muito individual, livre e pessoal. Então encontrar a sua forma de escrever é o essencial; muito mais do que aprender as regras ou estilos! AINDA SIM, é muito bom conhecer como se escreve até pra identificar seus próprios textos... Conhecer seu estilo literário!

Falando do tema de hoje...

Crônica argumentativa é um tipo mais moderno de crônica no qual quem escreve a crônica expressa o seu ponto de vista em relação a uma problemática da sociedade. Nesse tipo de crônica é usado sempre tons de ironia e sarcasmo na abordagem dos assuntos. Ou seja, é a sua visão de mundo... O seu jeito de versar sobre o cotidiano, sem filtros e sem culpa.



Mariane Helena.