[Crônicas de domingo] Atravessar - Mariane Helena


ATRAVESSAR



“Tua força interior e tuas convicções não tem idade. Teu espírito é o espana dor de qualquer teia de aranha. Atrás de cada linha de chegada, há uma de partida. Atrás de cada triunfo, há um desafio, enquanto estiveres vivo [...].”
(Camila Claudei)

Todos os dias redesenho partes de mim para suportar; para sair desse marasmo aterrorizante. Todos os dias se faz necessário vencer a mim mesmo. Diariamente reaprendo o significado da palavra superação.

Fato é que a vida nos lança numa linha tênue entre: o desistir e o suportar! Onde o equilíbrio está em algum lugar dentro de nós. Hoje, sei que a superação nada mais é que uma ferramenta interna, um recurso que acessamos sempre que nos permitimos ultrapassar os limites impostos. Ou seja, ela não é algo a ser conquistado, mas algo a ser descoberto.

Agora minha ambição é o autoconhecimento; e meu maior objetivo é dominar em mim o medo do desconhecido. Afinal, sei que serei mais conhecida pelas dificuldades que venci, do que pelo caminho que trilhei.  Pois os problemas não são os obstáculos que surgem, na verdade eles são apenas oportunidades para nos melhorarmos; o problema está em não cruzar cada um deles com a real força que há em mim!


Assim ouso mudar o passo, para entrar no compasso da vida. Fazendo o que me ensinou Sabino:

“Da interrupção um caminho novo.
Da queda um passo de dança,
Do medo uma escada,
Do sonho uma ponte (...)”

Transcendendo o pior que há em mim para buscar “as estrelas do eu” que habitam no transbordar de meus vazios. Buscando eu sigo sempre! Recomeçando constantemente com mais coragem, com mais foco e com mais fé.

Mariane Helena

Resenha: Deus Me Disse Que Não Existe

Título: Deus me disse que não existe | Autor: José Paulo Lanyi | Editora: Chiado 
Páginas: 196 | Ano Lançamento: 2018 

Não gosto de ouvir conselhos, sou teimoso. No entanto, tenho conselheiros, como todo governante que se preza. Companhia, sabe. Reunira alguns deles para que Me sugerissem a essência de um festejo. À mesa, a fina flor do Inferno. Eu, é claro, à cabeceira, a vomitar-lhes a sabedoria que Me é imanente. Tamerlão, Sejano, Messalina, o anão Torquemada e Gengis Khan eram os felizardos que comigo estavam a aprender. Em pé, à minha retaguarda, dois ferozes pretorianos cabeças-de-bode a tudo observavam, sem simpatia, à espera de Minhas ordens. 

[Crônicas de domingo] Cicatrizes - Mariane Helena


CICATRIZES


“ Eu adoro a ambivalência poética de uma cicatriz.
Sempre passa duas mensagens: “aqui doeu!”, “aqui sarou!”
(Louise Madeira)

Não se luta contra o passado; Não se luta contra a sua marca; não se luta contra uma cicatriz! Ela existe por uma razão; Nasceu através de uma fato; mas só permanece para nos ensinar. Ensinar a amar, ensinar a valorizar, ensinar a ser feliz com ela e através dela... Ela ensinar a primar em viver o aqui e agora!

Não é qualquer um que alcança uma cicatriz. Já ouviu o ditado: Cicatriz não nasce num morto? Pois bem, é exatamente isso! Seja ela como for. Se hoje você tem uma lesão... uma marca feia... É sinal de que você não sucumbiu a dor! Você venceu! E todo vencedor merece o seu troféu.

Sim! As cicatrizes também são provas. Ela prova que sua força é bem maior do que você poderia um dia imaginar (até passar por ela). Prova, que você superou o período de intensa dor... E que mesmo se em algum momento você “se rompeu”, Já colou! Cicatrizou!

A cicatriz é a vitória sobre o trauma! Seja ele, qual for. Físico, emocional, psicológico, social... Esteja ela visível ou não, ela simplesmente deixa claro que o que você sentiu “na pele”, te transpassou mas não te atinge mais: Você criou uma armadura, pois ela também é uma couraça!

Por tanto, ame suas cicatrizes! Ame seus “vestígios do mundo no mundo”. Dê significado e significância para o que a vida te deu, além da dor que te custou! Sigamos como ostras, que transforma as marcas de um infortúnio em uma pérola de valor único e intransferível.

Desejo que sua marca seja sempre pra ti uma memória, não um estigma. Uma divisa, não uma mancha. Que ela conte suas histórias e não seus defeitos.

MARIANE HELENA








Revista Conexão Literatura - nº 34

Com uma capa especialmente elaborada pelo artista Fred Macêdo (confira entrevista nas próximas páginas), para esta edição da revista Conexão Literatura, destacamos as pulp fictions. Mas não fique confuso(a), pois não falaremos do filme Pulp Fiction, de Quentin Tarantino, mas sobre as revistas com folhas de baixa qualidade surgidas no início da década de 1900. Os dois personagens da nossa capa foram desenhados em homenagem ao herói Doc Savage, publicado entre 1930 e 1940 nas pulp fictions e o doutor Fu Manchu, um gênio do crime que foi personagem de uma série de novelas do escritor inglês Sax Rohmer, tendo adaptação para os quadrinhos, tevê, rádio e cinema. As pulp fictions eram publicações com capas apelativas que destacavam histórias de ficção científica, terror e fantasia. Muitos nomes importantes escreveram para revistas pulps, como Isaac Asimov. Personagens conhecidos mundialmente como Zorro e Tarzan, surgiram de revistas pulp, que tiveram uma popularidade imensa, assim como as nossas séries televisivas da atualidade. Você poderá conferir mais sobre as pulp fictions nas páginas da revista.

Sorteio de Aniversário: Pétalas De Liberdade

 No dia 27 de março, o blog literário Pétalas de Liberdade completa 8 anos de existência. E para comemorar, com blogs e canais amigos, montamos um sorteio de 32 livros, divididos em 4 kits, com 8 livros em cada kit.
 Kit 1: Mulheres que não sabem chorar + 2 marcadores (Poesia na alma), A oportunista (Uma Conversa Sobre livros), Férias no acampamento Pikachu (Oxente, leitora!), Contos e crônicas do absurdo (Pétalas de Liberdade), O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares (Biblioteca Fantástica), As crônicas de marte Seguindo o Coelho Branco, Nem Fred Explica (Alegria de viver e amar o que é bom), As sobrevivente (GETTUB). a Rafflecopter giveaway
 Kit 2: Divina Essência (Conjunto da Obra), Não é um Conto de Fadas (Próxima Primavera),  Operação Red Sparrow (Eu Pratico Livroterapia), Contos e encontros do coração (Pétalas de Liberdade), Serafina e a Capa Preta (Leituras e Delírios), Perigosa Atração Seja Cult, Reunião de Heróis (Vivendo Sentimentos), O Sol na Cabeça (Lendo e Escrevendo). a Rafflecopter giveaway
 Kit 3: Volúpia de Veludo (Suddenly Things), Geek Love (Ei Nati), Boneco de neve (Reino da Loucura), Contos de um Natal sem luz volume III (Pétalas de Liberdade), Meu quintal é maior do que o mundo (Conduta Literária), A força que nos atrai (Livreando), Perigosa Atração (Aquela Epifania), A Máquina de Contar Histórias (Livro Lab). a Rafflecopter giveaway
 Kit 4: III - A hora morta - volume 2 (Pétalas de Liberdade), 172 horas na Lua (Livros e Feminices), Tartarugas Até Lá Embaixo (Ana Crisinah), Bruxos e Bruxas (As 1001 Nuccias), Depois de você (Leitura Descontrolada), Julie & Julia (Degradê Invisível), Sem mais, o amor (Blog Tamires de Carvalho), Um pai de cinema ( De Cara Nas Letras). a Rafflecopter giveaway

REGULAMENTO:

- O sorteio será feito pelo formulário do Rafflecopter (NÃO SABE COMO USÁ-LO? No computador: clique em "Log In" para entrar com o seu Facebook ou em "Use Your Email" para entrar com um e-mail. Pelo celular, clique em "Enter the Giveway" e siga os mesmos passos. Depois clique em "e-mail" para deixar seu e-mail para contato, digite seu e-mail e clique em "Enter". Faça os mesmos passos nos próximos 8 campos. Após ter cumprido todas essas entradas obrigatórias, aparecerão as entradas opcionais, que você preenche se quiser aumentar as suas chances de ganhar). - Cada kit terá um vencedor.
- Início das inscrições: 27/03/2018
- Término das inscrições: 27/04/2018
- O sorteio será realizado em até uma semana após o término das inscrições. Os nomes dos sorteados ficarão disponíveis nos formulários. Os sorteados receberão um e-mail solicitando nome completo, endereço e CPF (os Correios exigem o CPF) para envio do prêmio e terão o prazo máximo de uma semana para responderem, ou o sorteio será refeito. - É necessário ter um endereço de entrega no Brasil.
- O envio dos livros será feito pelos seus respectivos blogs em até 30 dias após o recebimento do endereço do sorteado, portanto, os livros chegarão em datas diferentes. Não nos responsabilizamos por danos ou extravios dos Correios, ou por um segundo envio em caso de ausência de quem o receba ou dados incorretos fornecidos pelo participante. - Em caso de dúvidas, entre em contato com o Pétalas de Liberdade.  Boa sorte!

Resenha: Superman – Uma biografia não autorizada

Título Original: Superman, an Unauthorized Biography | Autor: Glen Weldon | Editora: Leya 
Páginas: 384 | Ano Lançamento: 2016 

Ao longo dos anos, o Superman construiu uma imagem bem marcante no imaginário popular, mas a verdade é que o Homem de Aço já passou por muitas transformações desde 1938, quando foi criado. Como ele se tornou tão popular? O que mudou com o tempo e que características persistem ao longo das décadas? Este livro conta a história do primeiro e mais popular super-herói do mundo, analisa o fenômeno cultural que o Homem de Aço se tornou, considerando as influências que ele vem sofrendo, não só do tempo, mas de todas as mídias por onde passa (quadrinhos, rádio, televisão, cinema). É claro que não poderiam ficar de fora desta biografia a figura icônica de Clark Kent, seus companheiros de trabalho Louis Lane e Jimmy Olsen, o seu chefe Perry White, além do arqui-inimigo Lex Luthor. Reconstruindo a trajetória completa do herói, desde as primeiras aparições nos quadrinhos até os mais recentes filmes para o cinema, passando por programas de TV e até pelo musical da Broadway, esta obra vai conquistar diversas gerações, dos mais jovens aos mais velhos, e revelar tudo sobre o super-herói favorito de muita gente. 

Revista Conexão Literatura, nº 33

Março, mais precisamente dia 08 de Março, comemoramos o Dia Internacional da Mulher: escritora, leitora, guerreira, mãe, companheira... Não poderíamos deixar de destacar esta bela imagem em nossa capa que também remete aos livros de Literatura Fantástica, tema destaque desta edição, com matéria exclusiva da qual você poderá conferir nas páginas da revista. 

[Crônicas de domingo] O que está em evidência?




“Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito”.
Um se chama ONTEM e o outro se chama AMANHÃ.
Portanto HOJE é o dia certo para AMAR, ACREDITAR, FAZER;
 e principalmente VIVER" (Dalai Lama)

Ás vezes me pergunto: O que está em evidência em minha vida? O que tem tido a maior notoriedade, interesse, importância, relevância, ênfase... Ou seja, o que tem ocupado mais meu tempo? Os meus problemas? Os problemas dos outros? A inflação? A corrupção? A crise?

Então decidi fazer essa autoanalise, a qual se tornou necessária a partir do momento em que reconheci que, o que mais impera em meus pensamentos é exatamente o q         eu direciona os meus próximos passos! É o que norteia e trás significado aos meus passos. E mesmo que inconscientemente acaba definindo o que sou hoje.

Perceba que geralmente são os aspectos negativos que tiram nosso sono; que causam irritabilidade; que mudam até nossa personalidade! Eles passam a prioridade e acabam “dando as cartas” de praticamente tudo em nossa rotina. Mas será que ao nosso caos ainda há espaço apara o amor? Para as simples alegrias e pequenas conquistas?

Então, pergunto novamente: Quem está segurando o lema de nossa vida? Os problemas, o passado, o futuro, as coisas imutáveis ou as que não dependem exclusivamente de nós apara acontecerem? Se sua resposta for sim, para quaisquer uns desses itens, não se Culpe! É uma tendência humana, e mais comum do que você pensa... Mas veja como também é um empenho de energia vão. Pois se não depende só de mim, se é imutável, se não posso alcançar na linha do tempo, porque sofrer?

Tendo a pensar que são exatamente nossas tendências humanas que se apegam tão firmemente ao pior  que criamos dia após dia  “Afinal do que se queixa o homem? Queixa-se dos seus próprios erros.” Ás vezes torna-se mais fácil chorar do que encontrar motivos para sorrir, não é mesmo?

Mas nesse momento, tente caminhar contra a maré! Tire um tempo para trazer À evidência tudo aquilo que é bom; tudo que te fez sorrir; tudo o que reative sua esperança e confiança em dias melhores, nisso pensai! Se realmente “somos aquilo que pensamos” cabe a nós e está em nossas mãos esse grande poder de delimitar as energias que nos cercam. Faça de sua mente sua aliada e não sua inimiga.

Converse consigo mesmo! Lhe dê essa ingestão de animo e de motivos para ser gratos, e assim terás a certeza de que tem muito mais a agradecer do que a reclamar.



MARIANE HELENA

[Crônicas de domingo] Experienciar incertezas



“Viver é experienciar incertezas.”
(Brene Brown)

O que é a vida se não um labirinto incerto, onde não sabemos onde vai dar, quando daremos de cara com um obstáculo e/ou quando encontraremos o fim. Por tanto aceite que é necessário percorre-la firmemente e desbravarmos o seu desconhecido.

É inútil adiar seus planos imaginando que em algum lugar nesse horizonte de oportunidades exista um lugar para realizarmos toda nossa projeção. A vida não está no futuro meu amigo! Por isso não a tenha como uma meta ser alcançada ( a vida dos meus sonhos); ela não está em algum lugar esperando por você. Ela está acontecendo agora!

A vida é incerta mesmo. A coisas na vida que só vamos saber se tentar! Não existem promessas, nem garantias, que há, são muitas possibilidades!

E você? Ainda esperando a condição ideal? A queda dos juros? A melhora do cenário político? Que tal usufruir a sua dádiva e viver o hoje?! Afinal viver é tão bom... Mas saber viver é melhor!

Nossa existência é um mix de expectativas e esperanças; onde é impossível viver de cabeça erguida, sem olhar para frente. Sem vislumbrar um futuro. Lhe deixo um conselho: não se prenda naquilo que os seus olhos podem ver e sim, no que os teus braços podem alcançar agora!

A cada manhã, exija menos das probabilidades. Busque um equilíbrio e se abra para as surpresas que nos são ofertadas , quer aconteçam ou não. A possibilidade é por si só uma dose de entusiasmo... Encha se dele!

Tenha de fato uma vida prática e sensata (sim, isso é possível!). E ainda sim, não lhe roube o direto aos: desatinos, desarranjos, tropeços... Nossas limitações e sucessos serão baseados com maior frequência, em nossa própria expectação ( expectativa + esperança), e sobre o que sabemos de nós mesmos. “ No que a mente fica, o corpo atua” e o que a nossa imaginação cria, cabe a nós fazer acontecer!

Então, viva intensamente a bendita resiliência que nos impulsiona a tentar novamente todos os dias, a cada amanhecer.


Mariane Helena