Resenha: Por um novo olhar

Título Original: Por um novo olhar | Autora: Helena Andrade
Editora: Independente | Ano: 2019 | Páginas: 258
Sinopse: Marina passou a vida acumulando perdas, desde a morte de sua mãe quando ela tinha quatro anos. Aos vinte e oito, depois de uma consulta de rotina, ela descobre estar com a mesma doença da mãe. Vivendo um casamento em crise, ela decide não contar ao marido para não estragar a tão desejada viagem de reconciliação, mas é surpreendida pela decisão dele de romper a relação. Sem família e amigos por perto, restam somente os vouchers da viagem, sua velha câmera fotográfica, a caixa de lembranças deixada por sua mãe e o convite da melhor amiga para encontrá-la em Portugal. Porém, ela precisa iniciar a quimioterapia para aumentar as chances de cura. Viajar ou ficar? Misturando o futuro incerto com o passado desconhecido, trazido à tona por relatos de sua mãe nas cartas deixadas para ela, Marina precisará redescobrir como aproveitar o presente. A escolha entre viver e sobreviver percorrerá a trajetória desta mulher na busca por reencontrar a si mesma.

Cine Livreando: Capitã Marvel


Título Original: Captain Marvel | Direção: Anna Boden e Ryan Fleck | Duração: 02h04min 
Ano Lançamento: 07 de Março de 2019 | Elenco: Brie Larson, Samuel L. Jackson, Jude Law, Clark Gregg e Ben Mendelsohn | Gênero: Ação, Fantasia, Ficção Científica | Origem: Estados Unidos 

Carol Danvers (Brie Larson) é uma ex-agente da Força Aérea norte-americana, que, sem se lembrar de sua vida na Terra, é recrutada pelos Kree para fazer parte de seu exército de elite. Inimiga declarada dos Skrull, ela acaba voltando ao seu planeta de origem para impedir uma invasão dos metaformos, e assim vai acabar descobrindo a verdade sobre si, com a ajuda do agente Nick Fury (Samuel L. Jackson) e da gata Goose. 

Resenha: Mil Beijos de Garoto

Título Original: A Thousand Boy Kisses | Autora: Tillie Cole
Editora: Planeta | Ano: 2017 | Páginas: 400
Sinopse: Um beijo dura um instante. Mas mil beijos podem durar uma vida inteira. Um garoto. Uma garota. Um vínculo que é definido num momento e se prolonga por uma década. Um vínculo que nem o tempo nem a distância podem romper. Um vínculo que vai durar para sempre. Ao menos era o que eles imaginavam. Quando, aos dezessete anos, Rune Kristiansen retorna da Noruega para o lugar onde passou a infância – a cidade americana de Blossom Grove, na Geórgia –, ele só tem uma coisa em mente: reencontrar Poppy Litchfield, a garota que era sua cara-metade e que tinha prometido esperar fielmente por seu retorno. E ele quer descobrir por que, nos dois anos em que esteve fora, ela o deletou de sua vida sem dar nenhuma explicação.

Resenha: Heroínas

Título: Heroínas | Autoras: Laura Conrado, Pam Gonçalves e Ray Tavares
Editora: Galera | Ano: 2018 | Páginas: 256


Não faltam heróis. Dos clássicos às histórias contemporâneas os meninos e homens estão por todo lugar. Empunhando espadas, usando varinhas mágicas, atirando flechas ou duelando com sabres de luz. Mas os tempos mudam e já está mais do que na hora de as histórias mudarem também. Com discussões feministas cada vez mais empoderadas e potentes, meninas e mulheres exigem e precisam de algo que sempre foi entregue aos meninos de bandeja: se enxergar naquilo que consomem.
Este é o livro de um tempo novo, um tempo que exige que as mulheres ocupem todos os espaços, incluindo a literatura.
Laura Conrado imaginou as Três mosqueteiras como veterinárias de uma ONG, que de repente contam com a ajuda de uma estudante que não hesita em levantar seu escudo para defender os animais.
A Távola Redonda de Pam Gonçalves é liderada por Marina, que diante do sumiço do dinheiro que os alunos de sua escola pública arrecadaram para a formatura, desembainha a espada e reúne um grupo de meninas para garantirem a festa que planejaram.
E Roberta é a Robin Hood de Ray Tavares. Indignada com a situação da comunidade em que vive, a garota usa sua habilidade como hacker para corrigir algumas injustiças.
Este é um livro no qual as meninas salvam o dia. No qual elas são o que são todos os dias na vida real: heroínas. Finalmente.


Cine Livrendo: Kardec

Título: Kardec | Direção: Wagner De Assis  |  Duração: 01h50min | Ano Lançamento: 16 de Maio de 2019 | Elenco: Leonardo Medeiros, Genézio de Barros, Charles Fricks e Sandra Corveloni 
Gênero: Biografia, Drama | Origem: Brasil 

Leonardo Medeiros é o protagonista Hyppolite Léon Denizard Rivail - reconhecido depois como Allan Kardec -, o educador francês nascido em 1804 que codificou o espiritismo a partir de 1857. A produção tem ainda no elenco nomes como Sandra Corveloni (Amélie-Gabrielle Boudet), Guilherme Piva (Didier), Genézio de Barros (Padre Boutin), Guida Vianna (Madame De Plainemaison), Julia Konrad (Ruth-Celine), Charles Fricks (Charles Baudin), Licurgo Espinola (Sr. Babinet), Letícia Braga (Julie), Júlia Svacinna (Caroline), Dalton Vigh (Sr. Dufaux) e Louise D’Tuani (Ermance Dufaux). O roteiro de Wagner de Assis e L.G. Bayão (“Irmã Dulce”, “Heleno” e “Minha Fama de Mau”) e Wagner de Assis acompanha a trajetória de Kardec desde o período em que atuava como educador, passando pela investigação dos fenômenos, pelo processo de codificação da doutrina espírita, até a publicação e repercussão de “O Livro dos Espíritos”. 

Revista Conexão Literatura n° 52 (Outubro/2019)

Outubro chegou com mais uma incrível edição da Revista Conexão Literatura, com dicas de livros, entrevistas com escritores, contos e muitas informações para quem ama livros. A nossa luta continua e hoje, somando os seguidores de nossas redes sociais, já somos mais de 124 mil leitores. Compartilhe a nossa edição, pois o seu compartilhamento é muito importante para que possamos alcançar e ampliar o nosso objetivo de incentivo à leitura, pois ela proporcionará aprimoramento no vocabulário, favorecimento no aprendizado e visão ampliada de mundo. LEITURA É PODER! E como dizia Stan Lee: "Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades" NOVIDADES: agora com mais de 100 páginas e com sumário clicável. 

Resenha: A Corrente

Título Original: The Chain | Autor: Adrian McKinty
Editora: Record | Ano: 2019 | Páginas: 378
Sinopse: O dia começa como qualquer outro. Rachel Klein deixa no ponto de ônibus a filha de 13 anos, Kylie, e segue sua rotina. Mas o telefonema de um número desconhecido muda tudo. Do outro lado, uma voz de mulher avisa que Kylie está no banco de trás de seu carro, e que Rachel só verá a filha de novo se pagar um resgate ― e sequestrar outra criança. Assim como Rachel, a mulher no telefone é mãe, também teve o filho sequestrado e, se Rachel não fizer exatamente o que ela manda, o menino morre, e Kylie também. Agora Rachel faz parte da Corrente, um esquema aterrorizante que transforma os pais das vítimas em criminosos ― e, ao mesmo tempo, deixa alguém muito rico. A Corrente é implacável, apavorante e totalmente anônima. As regras são simples: entregar o valor exigido, escolher outra vítima e cometer um ato abominável do qual, apenas vinte e quatro horas antes, você se julgaria incapaz. Rachel é uma mulher comum, mas, nos dias que se seguem, será levada a extremos que ultrapassam todos os limites do aceitável. Ela será obrigada a fazer escolhas morais inconcebíveis e executar ordens terríveis. Os cérebros por trás da Corrente sabem que os pais farão qualquer coisa pelos filhos. Mas o que eles não sabem é que talvez tenham se deparado com uma oponente à altura. Rachel é inteligente, determinada e... uma sobrevivente. 

Resenha: Querida Jane Austen, uma homenagem


Título Original: Querida Jane Austen, uma homenagem | Autor: Diversos
Editora: Bezz | Ano: 2017 | Páginas: 224
Sinopse: No Bicentenário de falecimento da grande escritora inglesa JANE AUSTEN, o selo LEQUE ROSA não poderia ficar de fora dessa homenagem. À escritora que não teve medo de criticar a sociedade de seu tempo; À filha e irmã que sempre esteve ao lado de quem tanto amou; À mulher que acreditava no amor e, por isso, não se submeteu a um casamento por conveniência; À criadora de personagens masculinos que até hoje povoam o imaginário feminino; À pessoa que buscou a felicidade e acabou por trazê-la, com suas histórias, à vida de outras pessoas. Um livro de contos, de época e contemporâneos, inspirados nas histórias e personagens dessa talentosa escritora. Um livro para deixá-lo metade agonia, metade esperança e enfeitiçá-lo de corpo e alma... Uma Homenagem. 

Resenha: Nunca Jamais #1

Título Original: Never Never | Autoras: Colleen Hoover e Tarryn Fisher
Editora: Galera | Ano: 2016 | Páginas: 192
Sinopse: Charlie Wynwood e Silas Nash são melhores amigos desde pequenos. Mas, agora, são completos estranhos. O primeiro beijo, a primeira briga, o momento em que se apaixonaram... Toda recordação desapareceu. E nenhum dos dois tem ideia do que aconteceu e em quem podem confiar. Charlie e Silas precisam trabalhar juntos para descobrir a verdade sobre o que aconteceu com eles e o porquê. Mas, quanto mais eles aprendem sobre quem eram, mais questionam o motivo pelo qual se juntaram no passado.



Topo